Você conhece o 3Core Connections®Perspective?

3Core Connections®Perspective

“Core”sob outro ponto de vista teórico-prático
A mais nova perspectiva para o trabalho corporal e fitness

3coreWendy Le Blanc Arbuckle
Criadora do Método 3CoreConnections® Perspective Diretora do Pilates Center of Austin
TX, USA Integração Estrutural Método Buteyko de respiração Professora de Pilates – PMA

Conteúdo Programático

* O corpo visto como Organismo Inteligente
* Nossa parceria com a gravidade
* Sistema vestibular
* “Arcos de suspensão”
* Função dos pés
* Respiração e postura
* Consciência da tridimensionalidade do corpo
* Vivenciando a relação indivíduo + gravidade + ambiente
* Apresentação do “ANEL CORE CONNECTOR”

 

Público alvo: Profissionais de Educação Física, Fisioterapeutas, Educação Somática: (Técnica de Alexander, Feldenkrais, Ginástica Holística, Anti-ginástica), dança, RPG, yoga, fitness e todas as disciplinas que estudam o corpo em movimento

Data: 8 de novembro de 2013 (6ª feira)

Horário: 9 às 16hrs

Local: R.Visconde de Pirajá 177/301 – Ipanema, Rio de Janeiro

Investimento: R$ 650,00

Tradução simultânea

Vagas limitadas

Mais informações: (21) 2247-8797

inez

Realização: Studio Inez Fontoura
www.inezfontourapilates.com

Leia mais sobre o 3 Core…

Core

na perspectiva do corpo

Conhecido mundialmente, o 3Core Connections de Wendy LeBlanc-Arbuckle nos ensina a diminuir as tensões corporais – e melhorar nossa prática de Pilates – ao explorar core como relação com a gravidade, nós mesmos, os outros e o nosso ambiente.

Por Wendy Le Blanc Arbuckle

Quando comecei Pilates no início dos anos 90, eu já trabalhava como professora de ioga há muito tempo e também como orientadora holística. O Pilates estava começando a se popularizar, mas ainda era desconhecido para a maioria das pessoas. Enquanto estudava para obter meu certificado, criei com meu marido Michael o The Pilates Center of Austin, primeiro estúdio de Pilates na cidade. Mesmo percebendo como era profundo esse trabalho, notei também o quanto me sentia “presa” no meu CORE. Na época, eu não sabia descrever em palavras essa sensação mas ela me levou a uma pergunta crucial: ao invés do conceito de CORE, o que é o CORE do ponto de vista do corpo? Essa busca me levou a estudar com ótimos professores de educação somática, pioneiros nos sistemas de movimento do corpo/mente, neurociência e medicina energética. O que comecei a perceber foi que, ao reforçar os hábitos de esforço e contenção — com comandos como ”empurrar o umbigo para as costas” e “puxar as escápulas para baixo”– estamos pedindo a nós mesmos muito esforço no movimento, o que leva ao encurtamento e ao recrutamento excessivo dos nossos músculos e, por sua vez, prejudica a saúde do nosso pescoço, costas, ombro e quadril. Em contrapartida, tirando o “freio de mão” do controle do CORE e, ao invés disso, pensando em coordenação dos CORES, descobrimos as inserções dos nossos braços e pernas num corpo multidimensional, em relação com a gravidade e o espaço. Conforme estudava comecei a perceber que o CORE, visto a partir da perspectiva do corpo, começa com a nossa sensação de equilíbrio e com o modo como percebemos a nossa relação com a gravidade. Depois de anos procurando uma forma de articular essas informações, descobri ilustrações anatômicas maravilhosas em preto e branco, feitas pelo anatomista Albinus no século XVIII. As figuras são ligadas, expressivas e conectadas — muito diferentes das representações estáticas de músculos e ossos da anatomia contemporânea de dissecção. Essas imagens maravilhosas se mostraram a paisagem viva e perfeita para sobrepor as conexões energéticas, que mais tarde se tornariam a base para o 3Core Connections® Perspective. Conforme ia mapeando essas conexões, através do que hoje chamo os “3 CORES” (Inferior, Central e Superior), na minha própria experiência com o efeito da gravidade no meu corpo, formou-se a minha percepção de como eu me movia a partir de dentro do meu corpo. A minha percepção da anatomia repentinamente se tornou a de uma anatomia viva, ao invés de uma coleção de partes e pedaços.

zzz

ACIMA: O OUVIDO INTERNO É O PRIMEIRO SENTIDO QUE ACORDA AINDA NO ÚTERO E É A PARTIR DESSE SENTIDO QUE DESCOBRIMOS A NOSSA RELAÇÃO COM A GRAVIDADE E O NOSSO SENSO DE EQUILÍBRIO. QUANTO NOS PERMITIMOS ESTABELECER UMA “PARCERIA COM A GRAVIDADE”, ACORDAMOS NOSSOS “SISTEMAS PERCEPTIVOS E RECEPTIVOS”, UM PORTAL PARA UM MODO DE VIDA SENSÍVEL.

Teremos mais uma oportunidade de vivenciar e evoluir na aplicação dos fundamentos do “3 CORE CONNECTIONS® PERSPECTIVE” à nossa prática de Pilates. Esse ano teremos nossos encontros em NOVEMBRO, do dia 4 ao dia 7 (segunda a quinta feira), das 13 às 17h. Apresentaremos “PILATES NA PAREDE”, mais uma ferramenta para acessar os “CORES” nos movimentos do Pilates. Vamos ainda rever e aprofundar: a importância do trabalho dos pés; a conexão dos CORES entre si; a respiração como ferramenta fundamental para conectar os CORES; a consciência da palma das mãos como apoio em conexão com as escápulas e a coluna vertebral.

VALOR: até dia 30 de setembro, 2 X R$ 1.000,00 até dia 31 de outubro, 1 X R$ 2.100,00

LOCAL: Studio Inez Fontoura R.Visconde de Pirajá 177/301

Tel:. 21 | 2247.8797

 

Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.