UFSCar procura mulheres que já tiveram filho para avaliação da musculatura vaginal.

Voluntárias serão atendidas por avaliadoras no Laboratório de Pesquisa em Saúde da Mulher no Departamento de Fisioterapia da universidade

Uma das pesquisas elaboradas por alunos do Departamento de Fisioterapia (DFisio) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) está em busca de mulheres que já tiveram filhos para avaliação da musculatura íntima.

Segundo a aluna responsável Jordana Barbosa da Silva, após a experiência do parto, o quadro de fraqueza muscular pode levar ao surgimento de alguns sintomas, como a perda de urina e de fezes (incontinência urinária e incontinência fecal), a disfunção sexual e o caimento de órgãos. 

Vagas 
A pesquisa procura voluntárias que passarão por avaliações e receberão sugestões de exercícios diários que evitem o agravamento do problema. 

A procura seguirá até que a pesquisadora atenda cerca de 20 mulheres entre 18 e 35 anos que já tenham tido filhos por parto normal. Além dessas vagas, existem ainda 10 vagas para idosas participarem dos testes. 

Avaliações 

A avaliação acontece no Laboratório de Pesquisa em Saúde da Mulher (Lamu) no Departamento de Fisioterapia da UFSCar em dois dias. No primeiro encontro, duas avaliadoras irão realizar a palpação vaginal para análise. 

A voluntária deve voltar ao laboratório sete dias depois para fazer o teste com o perineômetro, equipamento que mede a variação da pressão dos músculos, e repetir o teste de palpação com uma avaliadora. 

Ao final da participação, a voluntária receberá uma cartilha de orientações contendo exercícios domiciliares para os músculos da vagina, além do resultado da avaliação. Em casos de presença de disfunções, a participante pode continuar o atendimento na Unidade Saúde Escola (USE) da UFSCar. 

Inscrição 
Para se cadastrar em uma das vagas, a voluntária deve enviar um e-mail para jordanabsilva@gmail.com ou procurar o departamento na área norte da UFSCar.

Fonte: https://www.acidadeon.com/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.