UFPB tem atendimento gratuito de fisioterapia dermatofuncional

Número de sessões necessário para o tratamento é definido de acordo com a avaliação de cada paciente

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) oferece, através de um projeto de extensão, atendimento na área de fisioterapia dermatofuncional. As atividades serão retomadas a partir do dia 3 de fevereiro, com o término das férias e retorno das aulas. Contudo, os interessados já podem procurar se inscrever para participar de triagem.

O projeto Ambulatório em Fisioterapia Dermatofuncional é coordenado pela professora Palloma Rodrigues de Andrade, do Departamento de Fisoterapia, do Centro de Ciências da Saúde (CCS) da UFPB.

A fisioterapia dermatofuncional trabalha os distúrbios relacionais à pele. É indicada para reabilitação de pessoas com queimaduras, cicatrização de feridas, tratamento de manchas na pele, de fotoenvelhecimento, de gordura localizada, de celulite e auxílio ao emagrecimento.

“O nosso projeto de extensão é uma associação da Nutrição com a Fisioterapia. No caso, as pessoas que vêm reduzir medidas, para emagrecer, elas têm o acompanhamento pela Nutrição. Lá fazem avaliação, prescrevem uma reeducação alimentar, e isso é associado ao atendimento fisioterapêutico para redução de medidas”, esclareceu a professora Palloma.

Ficha de inscrições

Os serviços são para a comunidade em geral, desde que seja pessoa de baixa renda. As inscrições devem ser realizadas por meio das redes sociais da Liga de Estudos em Fisioterapia Dermatofuncional, pelo perfil no Instagram e no Facebook. Basta solicitar, por mensagem, o formulário. A avaliação e triagem é feita de acordo com a disponibilidade de vagas e prioridades de atendimento. Após o retorno das férias na UFPB, a ficha de inscrição também pode ser solicitada pelo telefone (83) 98657-9025.

Tratamento com fisioterapia

O número de sessões necessário para o tratamento é definido de acordo com a avaliação de cada paciente. “É feita uma avaliação com as pessoas interessadas, esses atendimentos são feitos por prioridade, por exemplo, se o paciente é uma pessoa que tem queimadura, ferida, tem prioridade, por questão de saúde e urgência. Mas a dermatofuncional trabalha também com a parte de fotoenvelhecimento, tratamento para rejuvenescimento, celulite, gordura localizada. Então, a pessoa vai colocar na ficha qual é a sua queixa, é feita uma triagem e então vão chamando de acordo com as vagas que vão aparecendo”, orientou a coordenadora do projeto. O número de atendimentos é limitado devido à quantidade de leitos e de terapeutas.

Fonte: https://portalcorreio.com.br/gratuito-fisioterapia-dermatofuncional/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.