Torcendo pela Torção não ser Entorse

Fisioterapeuta, chegou o Fisio.app | Aplicativo para fisioterapeutas. Baixe agora mesmo em www.fisio.app,

 Pensa em um movimento muito executado pelo corpo com 3 dimensões de espaço. Ele combina dois movimentos de rotação, mas opostos,   já sabe qual? Sim, é a torção. Este movimento dentro da tridimensionalidade faz parte da nossa marcha.

Pensa agora na relação do ombro direito com o quadril esquerdo e do quadril direito com o ombro esquerdo. Associações de direções de força que podem estar agindo agora mesmo nesse momento enquanto está lendo estas linhas. Um paciente pode ter essas alterações cruzadas é  importante ter essa “Torção” no olhar clínico, mas não um olhar clínico vesgo. Afinal essas tensões  podem  interferir em um ombro ou quadril contralateral, ou vice versa.

Já ouviram falar em Piret e Béziers, e o exemplo da toalha torcida?  Para torcer uma toalha seguramos nas extremidades e giramos em sentidos contrário, a ponta da toalha pode ser o ombro e o punho, veja como ocorre o movimento aonde um roda interno o outro externo. Então aparece na sua cabeça todos os planos anatômicos, e tanta informação que você começa a pensar que a anteriorização ou posteriorização não são tão difíceis assim.

Estamos falando de estruturas que trabalham em conjunto em um organismo vivo, aonde não vamos ter como dividir essas direções de força, pois todas atuam ao mesmo tempo. Agora imagine uma marcha, está associando os movimentos?

Essas dificuldades que nós profissionais podemos ter mesmo com toda anatomia, fisiologia, cinésiologia, e todas as logias disponíveis, imagine um paciente leigo. O que é importante descrever aqui é que associar a mecânica do corpo e a sua conscientização deve ser uma proposta incorporada em nosso tratamento. Muitos pacientes independente da idade, apresentam dificuldades para trabalhar seu próprio corpo. Geralmente homens tem muita dificuldade de trabalhar a pelve e sua mobilidade, por exemplo. As questões sociais muitas vezes levam a isso. Estímulos de sentidos, sempre serão bem vindos,  não apenas a visão, com espelhos, mas todos os sentidos, escute seu corpo durante o movimento.

Recalculando as metas e medidas goniométricas absorvidas na função, podemos deduzir então que  torção não é entorse…Mas a torção participa do entorse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.