Teresina em Ação oferece serviço gratuito de fisioterapia para a população

Dentre os 120 serviços gratuitos oferecidos, uma das novidades do Teresina em Ação deste sábado (26) foi o atendimento de fisioterapia. Nesta edição do projeto realizado em uma parceria entre a TV Clube e a Prefeitura de Teresina, no conjunto Leonel Brizola, Zona Norte, cerca de 40 pessoas foram atendidas pelos fisioterapeutas.

Carol Castro, fisioterapeuta, explicou que o atendimento é feito de forma que a pessoa continue o tratamento posteriormente. O objetivo foi identificar as principais causas de dores na coluna.

Atendimento é feito de forma personalizada no Teresina em Ação (Foto: José Marcelo/G1)

Atendimento é feito de forma personalizada no Teresina em Ação (Foto: José Marcelo/G1)

“Estamos explicando que há como amenizar dores do cotidiano, do trabalho, por exemplo um pedreiro que pega peso de forma errada, orientamos sobre a melhor forma para não prejudicar a coluna. Alguns já vêm com encaminhamento, então damos orientação e os que não têm, orientamos que continue o tratamento, porque apenas um atendimento não vai resolver o problema”, disse.

A profissional disse que os pacientes são avaliados conforme idade, sexo e ocupação, para um atendimento personalizado. Rafaela Mourão procurou o stand e fez uma sessão com uso de ventosas.

“Achei ótimo garantir o acesso da população à fisioterapia. Eu fiz a sessão com ventosas, para reduzir a tensão muscular e o estresse. Agora estou um pouco mais leve, mais relaxada”, contou.

Doação de livros

Stand recebe doação de livros no Teresina em Ação (Foto: José Marcelo/G1)

Stand recebe doação de livros no Teresina em Ação (Foto: José Marcelo/G1)

O Teresina em Ação é ainda um ponto de recebimento de livros, iniciativa que começou na primeira edição do evento em 2018, no bairro Mocambinho, Zona Norte.

Ana Lúcia, coordenadora da arrecadação, explica que a doação pode ser feita a partir de dois livros. A cada entrega, o doador ganha uma sombrinha como brinde.

“São livros paradidáticos, não podem ser revistas em quadrinhos e tem que ser livros educativos e que não sejam doados pelo MEC. Precisam ser bem conservados e os livros arrecadados são levados para a Semcaspi, onde serão conferidos. Quando atingir uma quantidade específica, a gente decide para onde serão enviados, avaliando as bibibliotecas dos bairros de acordo com a necessidade de cada uma”, disse.

Segurança

PM deu apoio ao evento e garantiu a segurança da população (Foto: José Marcelo/G1)

PM deu apoio ao evento e garantiu a segurança da população (Foto: José Marcelo/G1)

A Polícia Militar deu apoio ao evento, garantindo a segurança durante os atendimentos aos profissionais e aos moradores da região.

“Nosso policiamento conta com três guarnições, fazendo a segurança da população e até agora não tivemos ocorrências, tudo está transcorrendo normalmente. Ficaremos até o fim o evento, para que todos façam seus trabalhos e não haja nenhum incidente com a população”, declarou o capitão Mendes, do 13º Batalhão da Polícia Militar.

Fonte: g1.globo.com/pi/piaui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.