Setor de fisioterapia de hospital da BA é interditado pela vigilância sanitária

Fonte: http://g1.globo.com/bahia

Muitos pacientes que tinha tratamento de fisioterapia agendado na Casa de Saúde Santana, na cidade de Feira de Santana, a 100 quilômetros de Salvador, voltaram para casa sem ser atendidos na manhã desta quarta-feira (23). De acordo com informações da direção da unidade, a Vigilância Sanitária do Núcleo Regional de Saúde interditou o serviço de fisioterapia por considerar as instalações e equipamentos do local precários.

Os tratamentos são realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e também por meio de taxas mais acessíveis. Muitas pessoas chegaram cedo ao local, pela manhã, e reclamaram por não terem sido avisadas da interdição, que ocorreu na tarde de terça-feira (22).

“Moro lá no Feira VII, saio de lá umas 5h e chego aqui e fico esperando sem ter nenhuma resposta “, reclamou a aposentada Ilda Magalhães.

O autônomo Rodrigo Souza pagou R$ 100 reais por dez sessões de fisioterapia, mas diz que até agora só fez duas. “A volta para casa é triste porque não fiz a fisioterapia e, além disso, tem o custo do transporte que você pagou para vir. Vim de motoboy e vou voltar de motoboy novamente. Vou gastar um dinheiro que na verdade era para um fim que não foi utilizado”, destacou.

Outra que reclamou da situação foi a aposentada Antônia Oliveira, que mora no município de Antônio Cardoso para fazer um tratamento e voltou para casa por não ter sido avisada. “Deveria vir uma pessoa para explicar para a gente porque fechou. E o dinheiro da gente, fica como?”, questiona.

A reportagem não conseguiu contato com a vigilância sanitária de Feira de Santana para falar sobre o assinto. A direção da Casa de Saúde Santana informou que vai atender as exigências da vigilância sanitária até a próxima semana e que, apesar da interdição do setor de fisioterapia, as consultas ambulatoriais estão funcionando normalmente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.