Ranking lista as melhores e piores profissões no Brasil; saiba mais

Fonte: http://g1.globo.com/globo-news/

z

Um site de ofertas de empregos divulgou um ranking das melhores e piores profissões do país. Eles fizeram um levantamento com duas mil profissões e analisou rendimentos, ambiente de trabalho, carga horária, nível de competição e demanda de mercado.

No topo superior das carreiras estão: engenheiro, profissionais de TI, cirurgiões, advogado, veterinário, profissionais administrativos, atuário, fisioterapeuta, arquiteto e dentista. De positivo, elas têm segurança no trabalho, maiores faixas salariais e bom desenvolvimento de carreira.

As dez menos são: motorista de ônibus, entregadores, assistente de cozinha, jornalista, policiais, vendedores, empregado doméstico, garçom, assistente social e segurança. São profissionais que, segundo o site, lidam com prazos apertados, baixo potencial de aumento de salário e jornada de trabalho longa e cansativa.

OBS: Estes valores são o total anual. 25.000,00 / 12 = 2.083,00 por mês. Dica da Leitora Irma (até eu achei estranho quando publiquei o artigo).

Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

6 comentários em “Ranking lista as melhores e piores profissões no Brasil; saiba mais”

  1. Por favor,parem de postar mentira..
    desde quando um Fisioterapeuta ganha 25 mil?,se o que mais existe são clinicas que não pagam nem o piso,sem se falar do home care que nos explora,e pagam 15,18 por atendimento,uns q pagam 11 até..
    Não sei aonde vcs fizeram essa pesquisa,deve ter sido nos EUA,Austrália ou Espanha,pq aqui no Brasil não foi mesmo..acordem para a realidade,parem de vender o peixe errado,mostrem a realidade,pois talvez assim o Crefito acorda e faz algo por nós,ao invés de só roubar nosso dinheiro..afinal,pra onde vai tanto dinheiro? para o meu bolso q não é e nem para o bolso dos meus caros colegas de profissão,nossa profissão precisa de fiscalização e não precisa ir longe,varias clinicas,no centro do rio,copacabana,Ipanema,Tijuca,tudo pagando merreca,se em lugares tops estão pagando isso,o que dirá nas periferias..acordem,a saúde está um caos e vcs divulgando mentira..

  2. Essa pesquisa não condiz com a realidade do mercado brasileiro em nenhum estado da federação, erraram feio! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Ainda que sejam os ganhos anuais, dividindo os valores por 12, nem de perto chega na média dos ganhos reais….sem contar a desvalorização desses profissionais no âmbito do mercado de trabalho!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.