Quanto “vale” um Fisioterapeuta?

Reclamação recorrente de fisioterapeutas é sobre o piso salarial, considerado baixo e pouco usual nos sistema de remuneração, público e privado, salientando que boa parte dos empregadores são médicos, diretores de clínicas ou hospitais.

Contudo, a independência da fisioterapia formalmente iniciada em 1969 e ainda em processo de sedimentação revela cada vez mais interessados em empreender, logo, mais pessoas dispostas a expandir suas atividades e auferir maiores ganhos. Mas será que estão preparadas para administrar o ônus inerente ao gestor de negócios?

Iniciemos com as contas de pessoal, tudo que os dedicados ao cuidado à saúde “não gostariam” de mitigar depois de anos sem imergir em cálculos!

Se você é defensor ferrenho de melhores vencimentos para o profissional fisioterapeuta, é necessário compreender o custo mensal dele para quem o contrata com o mínimo obrigatório exigido pela legislação em vigor.

Por favor, acompanhe o quadro discriminativo a seguir.

A expressão “piso salarial” é proveniente do art. 7-V da Constituição Federal Brasileira de 1988 e sua fixação passou à competência dos Estados no ano 2000.

Retomando o raciocínio acima, se em 120 horas mensais de trabalho o fisioterapeuta custa R$ 3.278,85, cada hora de atendimento prestado deverá render ao empregador pelo menos 3.278,85 ÷ 120, ou seja, aproximadamente R$ 28,00 para

que a relação trabalhista seja equalizada.

Contudo, a operação é bem mais abrangente, a exemplo da captação de clientes, aluguel do espaço, honorários do contador, faturamento, entre outras despesas administrativas que amparam o desenvolvimento do trabalho técnico profissional.

Se seu desejo é emprego, pergunto: em quanto você, fisioterapeuta, pode multiplicar o investimento mensal que eu, empresário ou gestor público, estudo a viabilidade de realizar?

Ou seja, quanto “vale” um fisioterapeuta?

Se o próprio profissional não conhece seu potencial econômico-social é sinal de que prevalece a máxima que nascemos e morreremos meros executores de métodos e técnicas de reabilitação física.

tabela


 

1 comentário em “Quanto “vale” um Fisioterapeuta?”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.