Papa destaca importância da Terapia Ocupacional no Sistema Prisional

Pontífice fez declaração em visita a Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia.

Papa Francisco esteve em Santa Cruz de la Sierra, na prisão mais perigosa da Bolívia.

Foi um encontro emocionante. Primeiro, com os filhos dos detentos. A lei boliviana permite que, em alguns casos, crianças morem com os pais na prisão.
O complexo penitenciário de Palmasola tem capacidade para 800 pessoas e hoje abriga mais de 5 mil, e 84% dos presos nunca foram julgados.“Precisamos superar o abandono, suplicamos que interceda por nós”, disse um prisioneiro. O Papa argentino se apresentou como um homem perdoado por Cristo de seus pecados. Ele criticou o sistema prisional boliviano.
“Reclusão não é o mesmo que exclusão”, afirmou Francisco. E continuou: “A reclusão forma parte de um processo de reinserção na sociedade. São muitos elementos que jogam contra este lugar: a lentidão da justiça, a falta de terapia ocupacional, políticas de reabilitação e a violência”, concluiu.
Um abraço longo de uma menina encerrou a visita. A passagem pela Bolívia foi marcada por discursos políticos.
Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.