O valor do Fisioterapeuta. Nossa doutor, porque seu atendimento é tão caro?

Quando uma pessoa procura um Fisioterapeuta para tratar uma dor e lhe pergunta quanto ele cobra, muitas vezes parece tomar um susto quando dizemos quanto cobramos, por exemplo, R$ 100.

Parece caro?

Não, ser Fisioterapeuta exige ética, cuidado, atenção, dedicação e uma grande responsabilidade.

Além do mais, quando o profissional é autônomo, certamente usará materiais próprios e que muitas vezes exige reposição.

Sem contar que sobre este valor está muitas vezes o custo do deslocamento deste profissional.

Quando precisamos de uma faxineira e ela chega a nossa casa, geralmente ela cobra entre R$ 70 e R$ 100 aqui em Maceió.

E olhe que os deslocamentos aqui não são tão distantes como em grandes centros.

E muitas vezes a contratante não se importa de pagar este valor, mesmo sabendo que a nova diarista não usará materiais próprios, nem sempre fará as coisas como a patroa quer, tão pouco trará seus próprios alimentos e muito menos terá a mesma responsabilidade que um Fisioterapeuta terá ao assumir seu tratamento.

Pelo contrário, a diarista irá usar a vontade os produtos de limpeza da patroa, que foram comprados para durar ao menos dois meses e muitas vezes duram apenas duas, no máximo três faxinas, se não for cuidadosa poderá sair quebrando enfeites e objetos da sua casa, além do mais, muitas vezes almoçarão lá na casa da patroa e do que a patroa tiver.

Não desmerecendo a diarista, é um trabalho digno.

Mas sabemos bem que nossa responsabilidade diante do ser humano é muito maior, é muito mais exigente.

Então fica a pergunta: SERÁ QUE O TRABALHO DO FISIOTERAPEUTA VALE MENOS QUE DE UMA FAXINEIRA?

Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

9 comentários em “O valor do Fisioterapeuta. Nossa doutor, porque seu atendimento é tão caro?”

  1. Bem comentado. Mas a comparação não é adequada, pois a diarista dá o dia de trabalho e o fisioterapeuta é 1 hora de trabalho. Não me leve a mal, sou fisio e valorizo nosso trabalho. Apenas achei a comparação inapropriada.

    1. Quando pensei nesta questão, levei em conta tamanha responsabilidade que nós Fisioterapeutas temos com as pessoas.
      E não vejo como uma comparação inadequada. Você estudou, procura atualização constante. Como disse no texto, não estou desmerecendo nenhuma profissão.
      Quando uma diarista dá um dia de trabalho, ela não usará seus materiais de limpeza, não terá responsabilidade com sua vida, se cometer um erro.
      Você, nobre colega, sim. Uma hora do seu trabalho poderá ou não comprometer a vida do seu paciente. Cometamos um erro de trabalho na vida de uma pessoa… Esse erro pode custar a vida dela. Uma diarista pode quebrar um objeto da sua casa e o objeto poderá ser substituído. E se a pessoa morrer por erro nosso, quem a substituirá na vida de filho, de um marido, de uma esposa, de uma mãe, de um pai ou de quem se ama?

  2. Vale. A desunião profissional é imensa. Enquanto vc cobra de 70-100 reais por uma “diária” seu colega cobra 35 reais e ainda sorri de você por tentar valorizar o seu estudo, profissionalismo e trabalho. É uma bela profissão, de ser admirada e com certeza uma das mais importantes da medicina. Mas repletas de pessoas sem ética e união, coisa que as faxineiras tem de sobra.

    1. Cada um sabe o valor que tem. E o colega que cobra a metade desse valor ou menos infelizmente só mostra que só vale tal valor.
      Não valemos. Precisamos aprender a deixar que nossos trabalhos falem por nós, porque quem não tiver ética nesse meio cedo ou tarde, seu trabalho também falará pela pessoa. E se falar mal?

  3. Marcelo Nogueira

    Esse tipo de desvalorização acontece em todas as categorias, eu sou optometrista e com os optometristas também acontece isso, profissionais muitas vezes cobram presos irrisórios por suas consultas, acreditando ser assim que vão conseguir se manter, e quanto menos ele ganha, menos ele se especializa, pois quando surgem as pós graduações, congressos, feiras, nunca terá dinheiro para se atualizar.
    Devemos cobrar preços justos, para o paciente e para nós profissionais também. O que eu ganho no final do mês, tem que suprir minhas necessidades e da minha família, e sobrar para que eu possa participar de atualizações em minha profissão. Felizmente, vejo que quanto mais preparado é o profissional, menos aqueles que precisam de seus serviços reclamam do valor.

    1. Caro colega,

      A maioria dos Fisioterapeutas quando se formam não ficam de braços cruzados. Estão sempre buscando atualização profissional, estão tentando pós-graduação, mestrado… Enfim… Tudo isso é custo, é a tentativa de oferecer o que existe de melhor ao paciente. Tudo isso é investimento em condições melhores de trabalho, em diferencial que faz aumentar ainda mais a responsabilidade sobre nossos pacientes.
      Acho ainda que o nosso referencial de honorários já seria uma alternativa junto aos planos de saúde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.