O que o Fisioterapeuta faz?

Aplicam técnicas fisioterapêuticas para prevenção, readaptação e recuperação de pacientes e clientes. Atendem e avaliam as condições funcionais de pacientes e clientes utilizando protocolos e procedimentos específicos da fisioterapia e suas especialidades. Atuam na área de educação em saúde através de palestras, distribuição de materiais educativos e orientações para melhor qualidade de vida. Desenvolvem e implementam programas de prevenção em saúde geral e do trabalho. Gerenciam serviços de saúde orientando e supervisionando recursos humanos. Exercem atividades técnico-científicas através da realização de pesquisas, trabalhos específicos, organização e participação em eventos científicos. 

Lembrando que: 

Para o exercício dessas ocupações é exigido curso superior na área de fisioterapia, com registro no conselho profissional pertinente.  

De acordo com a Classificação  
Brasileira de Ocupações (CBO) do  
Ministério do Trabalho algumas  
responsabilidades do fisioterapeuta 
na área de atividade são:  

Coletar dados dos clientes e pacientes (anamnese), Solicitar exames complementares (Radiografia, Eletrocardiograma, Eletroencefalograma, Exames laboratoriais), Interpretar exames complementares, Estabelecer prognóstico, Prescrever terapêutica, Estabelecer nexo de causa cinesiológica funcional ergonômica, Estabelecer nexo de causa cinesiológica funcional energética, Estabelecer nexo de causa cinesiológica funcional visceral, Estabelecer nexo de causa cardiológico e vascular, Estabelecer nexo de causa Traumato-ortopédico, Estabelecer nexo de causa neuro-funcional, Estabelecer nexo de causa dermato-funcional, Estabelecer nexo de causa quiropráxico, Estabelecer nexo de causa osteopático Estabelecer nexo de causa acupuntural e Encaminhar clientes e pacientes a outros profissionais. 

Trabalham nas áreas de saúde, de educação e de serviços sociais, em caráter liberal e/ou com vínculo empregatício ou ainda na prestação de serviços terceirizados, de forma individual ou em equipes multiprofissionais. Atuam em consultórios, hospitais, ambulatórios clínicas, domicílios, clubes, comunidades, escolas e indústrias, em ambientes fechados ou abertos, em horários diurnos e noturnos. 

Notícias recentes: 
 
– COFFITO publica acórdão e aprova diretrizes sobre atuação do fisioterapeuta na área de queimados. 
 
O reconhecimento social, científico e acadêmico levou o COFFITO a publicar o Acórdão nº 924/2018, que dispõe sobre a habilitação do fisioterapeuta para tratar feridas e queimaduras. O texto, aprovado por unanimidade pelo colegiado, destaca o início da atuação do profissional a partir da lesão, acompanhando todo o processo de recuperação epitelial e tecidual, passando pelo período de imobilização para aplicação e vascularização de enxertos e terminando com o estabelecimento de um epitélio estável cobrindo a lesão. 

O desempenho do profissional nesta área foi de extrema relevância para as vítimas do incêndio da Boate Kiss, que ocorreu em 2013 no Rio Grande do Sul e deixou cerca de 680 feridos. Os fisioterapeutas foram, inclusive, inseridos no Centro Integrado de Atenção às Vítimas de Acidente (CIAVA) do Governo  

– Vitória do COFFITO: Judiciario confirma Quiropraxia como especialidade da fisioterapia. 
 
O CONSELHO FEDERAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL – COFFITO vem a público noticiar a sentença prolatada pelo Juízo da 22ª Vara Federal da Seção Judiciária de Brasília, nos autos do processo nº 0083830-87.201.4.01.3400, movido pela Associação Brasileira de Quiropraxia – ABQ, em que o Poder Judiciário deixou claro que a quiropraxia é uma especialidade da Fisioterapia. 

– COFFITO publica resolução e reconhece atuação do fisioterapeuta em Urgência e Emergência. 
 
Publicada no dia 25 de janeiro, a Resolução-COFFITO nº 501 reconhece a atuação do fisioterapeuta na assistência à Saúde em unidades de Emergência e Urgência, assegurando, assim, mais um espaço de inserção da profissão. Para o presidente do COFFITO, Dr. Roberto Mattar Cepeda, esta normativa visa regular a prática neste ambiente e proteger o profissional e a sociedade. 

A edição da resolução levou em consideração o escopo de atuação e atribuições da profissão, tais como uso da ventilação mecânica invasiva, da oxigenoterapia e da ventilação mecânica não invasiva. O exercício do fisioterapeuta neste campo conta, também, com o respaldo do Ministério da Saúde, que lista a profissão em suas normas relacionadas aos serviços de urgência e emergência. 

Fisioterapeuta 
Dr. Adiel Junior  Crefito2/270182-F 
Contato: (21) 9 8285-2504 
E-mail: adieljj@gmail.com  



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.