O mercado para fisioterapeutas é amplo e está em expansão!

Para exercer a profissão de fisioterapeuta, é necessário ter diploma de grau superior em Fisioterapia e obter o registro profissional junto ao conselho regional da categoria.

O mercado para fisioterapeutas iniciantes é concorrido e as possibilidades se ampliam à medida que o profissional consegue se especializar.

Mais uma oportunidade se abre entre as especialidades da área, o COFFITO publicou no dia 14 de Maio de 2015, a Resolução nº 454, que reconhece e disciplina a Especialidade Profissional de Fisioterapia Cardiovascular, aprovada durante a 257ª Reunião Plenária Ordinária, realizada no dia 25 de abril de 2015; neste caso, a prática da Fisioterapia Cardiovascular foi evidenciada e corroborada, permitindo, assim, uma nova qualificação profissional ao fisioterapeuta e atenção ainda mais especializada à população.

Por meio da norma, ficou estabelecido que o Fisioterapeuta Cardiovascular poderá atuar em todos os níveis de atenção à saúde, em todas as fases do desenvolvimento ontogênico, e nos diversos grupos populacionais.

Além disso, tem em sua prerrogativa atuar na promoção, prevenção, proteção, educação, intervenção e recuperação funcional de indivíduos com doenças cardíacas e vasculares periféricas e síndrome metabólica. (fonte: COFFITO)

Entre as especialidades reconhecidas pelo Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Coffito) no Brasil, podemos citar:

  • Fisioterapia Respiratória: tratamento e prevenção de doenças respiratórias (asma, bronquite, enfisema, tuberculose) e reabilitação e prevenção de problemas respiratórios em pacientes imobilizados.
  • Fisioterapia Neurofuncional: prevenção e tratamento de disfunções do sistema nervoso central e sistema nervoso periférico, bem como sequelas geradas por traumas, acidentes vasculares e alterações genéticas.
  • Acupuntura: ramo da medicina tradicional chinesa que aplica agulhas em determinados pontos da pele para tratamento de diversos distúrbios.
  • Quiropraxia e Osteopatia: técnica de manipulação da coluna vertebral e articulações para promover e restaurar o equilíbrio e bem-estar.
  • Fisioterapia Traumato-Ortopédica Funcional: trata disfunções da coluna vertebral, postura, doenças dos membros superiores e inferiores, doenças inflamatórias e reumáticas e amputações.
  • Fisioterapia Esportiva: reabilitação, prevenção, tratamento e cuidado de atletas amadores e profissionais.
  • Fisioterapia do Trabalho: prevenção, resgate e manutenção da saúde do trabalhador.
  • Fisioterapia Dermatofuncional: trata de disfunções estéticas e aplica terapias de caráter reabilitacional em situações como pré e pós-operatório.
  • Fisioterapia em Saúde Coletiva: utiliza princípios e técnicas fisioterapêuticas para promover a saúde de diferentes grupos populacionais.
  • Fisioterapia Oncofuncional: previne e minimiza distúrbios causados pelo tratamento do câncer. Fisioterapia Uroginecofuncional: prevenção e tratamento de disfunções urinárias, fecais e sexuais.
  • Fisioterapia em Terapia Intensiva: prevenção e tratamento de doenças e problemas cardiopulmonares, circulatórios e musculares em pacientes críticos internatos em unidades de terapia intensiva.

O mercado para fisioterapeutas é amplo e está em expansão, os profissionais com visão empreendedora, ótima qualificação e atualização constante, têm maiores chances de conseguir uma boa colocação e remuneração.

Conquiste o seu Espaço!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.