Meu pensamento sobre a fisioterapia

Em várias palestras que realizo em faculdades com o curso de fisioterapia, vejo, em muitos rostos, alunos um pouco descrente de sua futura profissão e perguntam o que acho que vai acontecer com a Fisioterapia.

Pois bem, resolvi então publicar meu primeiro post, falando sobre isso.

A grande maioria dos alunos quando pergunto qual área irá seguir, respondem, neuro, ortopedia, cardio, esportiva etc. Muito bem, respondo, mas, será só isso?

Quantas empresas que faço trabalho de Coach, tem necessidade desse profissional e ninguém percebe isso.

Sempre, em palestras pergunto, alguém pode me dizer se nessa cadeira que estão sentado, tem o trabalho do fisioterapeuta envolvido? Na bolsa que muitas mulheres carregam, por acaso tem o trabalho do fisioterapeuta? Na minha cadeira de rodas, quem pode me dizer se foi avaliado, projetado, orientado por um fisioterapeuta? Nas empresas, por favor, me diga, as mesas de trabalho, são projetadas para a pessoa que nela irá trabalhar? A postura de um motorista é a melhor e correta?

Em tudo eu vejo o fisioterapeuta atuando, mas o pessoal repara muito pouco nisso e a grande maioria de empresários, não tem a visão da qualidade, apenas a visão de produção e lucro, é assim na grande parte do mundo.

Fisioterapia tem um futuro enorme pela frente e muitos clubes principalmente perceberam isso quando passaram a contar com esse profissional para melhorar a qualidade de seus produtos, ops, atletas, pois a qualidade física melhorou muito após a inclusão desse profissional.

A engenharia hoje esta de mão dada com a tecnologia e com a fisioterapia, principalmente para pessoas que tem alguma deficiência, afinal, tantas coisas estão surgindo e muito mais novidade ainda irá aparecer e não adianta serem criadas se a pessoa que necessita dessa tecnologia não estiver preparada para utiliza-la.

Hoje, na minha opinião, dificilmente uma pessoa se recupera bem, 100%, de uma simples torção, sem um fisioterapeuta.

Hoje, no Brasil, temos 24% da população com alguma deficiência, e a grande maioria, necessita desse profissional.

Hoje, no Brasil, temos 13% da população com mais de 60 anos e, segundo pesquisa, em 20 anos, será de 40%.

Diga, com sinceridade, há profissional para todos? Veja bem, disse PROFISSIONAL, não um atendente ou um levantador de perna. Pois é, se você, realmente for um excelente profissional, daqueles que entregaria a pessoa mais importante da sua vida para esse profissional cuidar, então posso dizer a você, com toda certeza, que nunca irá faltar trabalho.

Se não fosse a fisioterapia, hoje, o Humberto que aqui escreve, não estaria aqui para dizer que a fisioterapia devolveu minha liberdade, minha independência, mesmo com lesão torácica 5 vertebra, morei sozinho por 25 anos, trabalho muito, viajei e ainda viajo muito e sozinho, tudo isso com uma fisioterapia de quase 30 anos atrás, imagine a de agora.

Parabéns pela linda profissão
Humberto Alexandre

Colunista-Humberto-Alexandre

 
[divider]

Nota do Editor Oston:

Se você aí que acabou de ler o artigo do Humberto está querendo mais uma opção de trabalho. Uma dica que dou é o curso de RPG/TMO que começa agora dia 23 em Búzios com sistema All Incluive.

Curso – Hospedagem – Alimentação – Passeio de Bugre.

O Curso pode ser parcelado em 10x de 225,00 (Duzentos e vinte e cinco reais) e você já volta pra casa podendo atuar. Certamente uma grande ferramenta nos seus atendimentos.

Pense nisso.

Ultimas vagas.

Veja mais informação em: http://fisiobuzios.com.br/cursos/rpg-reeducacao-postural-global/

Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.