Método usado por Cristiano Ronaldo, atletas Rio 2016 e NBA chega a Cuiabá com promessa de resultados imediatos

Responda rápido: você é daquele que acha que quem “goza de boa saúde” não precisa visitar um fisioterapeuta? É melhor rever seus conceitos. Uma geração de profissionais do ramo tem investido em tecnologias para melhora do desempenho físico, resistência, flexibilidade, perda de peso e ganho muscular. Em Cuiabá, eles tem transformado o conceito desta ciência ainda pouco conhecida, lembrando a todos que quando o assunto é saúde, todo investimento é necessário.

É o caso da fisioterapeuta paraense Enomaris Costa (CREFITO – 4613 – LTF – F), de 22 anos. Ela vive e trabalha em Cuiabá há cerca de 06, graduou-se em fisioterapia, hoje faz pós-graduação e integra o time das conceituadas clínicas Posturale e Sepravida. Sua paixão é o avanço da tecnologia aliada à busca pelo condicionamento física. Nessa área, destaca seu aliado de peso: o método kinésio taping ou kinesiotherapy.

No esporte mundial, diversos atletas profissionais já foram beneficiados pelo método, como os jogadores de futebol Neymar, Mario Balotelli, David Beckham e Cristiano Ronaldo, a tenista americana Serena Williams, os atletas das Olimpiadas do Rio 2016 e de Londres 2012, e as estrelas do NBA, a liga americana de basquete (veja imagens na galeria). Olhar Conceito conferiu de perto e atestou os resultados do produto.

O produto é uma fita de alta tecnologia que garante benefícios terapêuticos 24h do dia. A bandagem, com textura que é uma mistura de fita adesiva e veludo, é aplicada em atletas amadores e profissionais, esportistas em geral e bodybuilders. Os benefícios vão desde o auxílio em atividades de alta performance, reabilitação e prevenção de lesões musculares, reeducação do sistema neuromuscular, melhora no desempenho físico e aumento da circulação local. Quando aplicada corretamente por um profissional, alivia dores, dá suporte ao corpo e estabiliza as articulações.

Enomaris Costa conta que a kinésio foi criada nos anos de 1970 pelo quiropraxista japonês Kenzo Kase e foi desenvolvida para replicar os efeitos de terapias como massagens e fisioterapia manual.

As fitas coloridas surgiram no cenário esportivo mundial nos Jogos Olímpicos de Seul, em 1988. Com a exposição da mídia, o método foi introduzido nos EUA e na Europa em 1995. Mas fora nos Jogos de Beijing, na China, em 2008, que o kinésio tornou-se recorrente em atletas americanos, cerca de 200 deles utilizaram-no. Nas Olimpíadas de Londres, em 2012, e do Rio, em 2016, o método roubou a cena e foi aplicado por esportistas de diversas nacionalidades.

Estrela da NBA James Harden
Em Cuiabá, capital reconhecida por seus jogadores de volei, maratonistas, judocas e jogadores de futebol americano, o método tem se popularizado. Enomaris Costa garante que a procura é alta, principalmente pela relação custo-benefício que o produto possui e que tem sido elogiada pelas mudanças que as aplicações causam no desempenho de atividades físicas.

Olhar Conceito experimentou: 

A reportagem recebeu aplicação de kinésio na região dos ombros e do pescoço. O resultado é imediato. O produto, que se assemelha a uma fita adesiva do lado de dentro e a um tecido de microfibra do lado de fora, cola com facilidade na pele. Nos primeiros minutos, a sensação é bastante estranha, como se os movimentos estivessem limitados e houvesse uma segunda pele, pesandro sobre nós. Com o tempo, essa primeira impressão passa e percebemos considerável melhora nas articulações e bastante diferença no desempenho de atividades físicas, principalmente musculação e aparelhos aeróbicos de academia. O impacto sobre os músculos parece diminuir e o corpo sente-se mais leve. A reportagem usou o produto por 05 dias e atestou a qualidade do material. Não importando a tração aplicada ao kinésio, o tecido não apresenta qualquer indício de desgaste. Também não é necessário qualquer cuidado extra no uso do produto, podendo usá-lo durante o banho e em atividades de alta intensidade.

“Para um bom resultado é preciso conhecer à fundo anatomia e fisiologia”.
A profissional, entretanto, adverte: a kinésio tape não pode ser aplicada por amadores. Um profissional é altamente recomendado para manusear o produto, e há um motivo bastante específico para isso. “É preciso conhecer à fundo anatomia e fisiologia humana. Há diferentes aplicações e é preciso conhecê-las, como por exemplo, aplicações ‘de inserção para origem’, quando se pretende inibir determinado músculo, ou de ‘origem para inserção’, quando queremos ativá-lo. Uma pessoa que trabalha no computador, digitando por longos períodos e sente o braço e o punho cansados, a aplicação necessária é a de ativação da musculatura. A kinésio ‘divide o peso’ das atividades com seu músculo, diminuindo o stress no local. Por isso a importância da avaliação prévia e do profissional na hora da aplicação, caso contrário poderá dificultar ainda mais os movimentos daquela musculatura”.Outro fator importante é compreender que somente a kinésio sozinha não faz milagre, o ideal é associar este método terapêutico aos exercícios físicos, de pilates solo e/ou outros métodos de tratamento. “Os mais recentes artigos científicos defendem que a kinésio só tem 100% de eficácia quando associada a outros métodos terapêuticos e aos exercícios físicos, como à prática do pilates, às aplicações de compressas quentes, às técnicas de liberação miofascial, às terapias que utilizam aparelhos para analgesia e anti-inflamatórios, como TENS, ultra-som e laserterapia”, tratamentos estes que também são fazem parte do rol de opções de Enomaris Costa.

Quebrando preconceitos:

“Fisioterapia é só para quem sofreu acidente”: 

Questionada se seus pacientes ainda defendem a ideia de que “quem goza de boa saúde não deve procurar um especialista”, Enomaris ri e admite. “Muita gente diz que fisioterapia se resume à aplicação de gelo e massagem, ou que serve apenas para tratar quem, por exemplo, quebra um braço. De fato, em muitas clínicas brasileiras isso ocorre – no exterior é bem diferente – e por isso mesmo muitos ainda têm pouco conhecimento sobre o assunto por aqui. Temos, por outro lado, conseguido desfazer este estigma, a nova geração de fisioterapeutas investe em tratamentos para reabilitar, tratar, estudar o paciente profundamente e se empenhar na busca pela saúde e pela qualidade de vida, esteja ele apresentando problemas físicos ou não. Logo eles percebem a diferença e passam a valorizar a profissão. Assim acontece com meus pacientes e é gratificante”, avalia.

“Médicos hoje conduzem seus pacientes para a fisioterapia, ao invés de prescreverem drogas”.

“Estou bem, só tenho dores aqui, ali e aqui também…”

Relata a doutora: existe o paciente que “acha que está bem”. Ela explica: “Nunca ter sofrido um acidente é ótimo e considerar-se saudável é muito bom, mas se você conversa com essa pessoa sobre ‘dores’, logo ela começa a relatar uma série de ‘dorzinhas’ do dia-a-dia (sic). Gente que sofre de dores lombares que perduram três ou quatro anos, dores crônicas, ou da mesma forma, dores na coluna quando saem do trabalho. Essa pessoa se entope de analgésicos e anti-inflamatórios, torna-se ‘o rei da farmácia’ e não consegue melhorar. Vai ao médico e alguns deles ainda prescrevem antidepressivos, pois os analgésicos já não tem mais eficácia. Essa pessoa, mesmo assim, acha que ‘está bem’, que ‘não precisa de fisioterapia’, pois ‘estas dores são normais’. Não são. A musculatura pode e deve ser trabalhada, fortalecida e estabilizada, dando fim definitivo às dores, devolvendo qualidade de vida. Esse preconceito é mais comum em homens héteros. Isso tem mudado, ainda bem, os homens tem tomado consciência de que procurar um médico é importante e não o torna menos macho. Já os médicos, os mais atualizados, hoje conduzem seus pacientes para a fisioterapia, ao invés de prescreverem drogas”, comemora a profissional.

Serviço:

Enomaris Costa – Fisioterapia: Especialidades em Fisioterapia traumato-ortopédica e despotiva, pilates solo, massagem relaxante, bandagem terapêutica e reequilíbrio da coluna vertebral. 
Página no Facebook: Enomaris Costa – Fisioterapia
Whatsapp e Ligação / para Atendimento Domiciliar: (65) 9 9696-0519
Email: ecosta.fisioterapia@gmail.com
Endereço para atendimento em clínica: Rua Polônia, 491 – Santa Rosa – Cuiabá, MT
Clínica Sepravida / Posturale


  • Fonte: http://www.olhardireto.com.br
Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.