Me da o teu dinheiro e o teu tempo, que eu te dou um curso Hollywoodiano.

z

Quando terminamos a graduação em Fisioterapia, ou em qualquer outro curso universitário, é impossível ir ao mercado de trabalhando sabendo de tudo e isso nos leva a buscar novos conhecimentos e muitas vezes a realizar um batalhão de cursos que não tem pé nem cabeça. A intenção de se especializar e melhorar o seu currículo é maravilhosa, mas você já parou pra pensar na quantidade de cursos que vem sendo vendidos no mercado? Qual a verdadeira importância e relevância científica de cada um? O que acontece é uma bola de neve. Vejamos…
O curso esta em alta e gerando muito dinheiro para a escola que o proporciona.
As pessoas que estão realizando o curso já montaram seu próprio centro e também estão lucrando.
E para finalizar, o consumidor também aprovou a modalidade e divulga que encontrou a 5ª maravilha do mundo.
BUMM!!! Explode uma febre nacional!!!
É nesse momento que você vai ao Google buscar o tal famoso curso e se da conta que há milhares deles para eleger; mas “nem tudo que reluz é ouro”, e promover educação é em muitas vezes sinônimo de comércio.
De maneira bastante pessoal posso dizer que a participação de estudantes de Fisioterapia, nesses “cursinhos legais da moda” pode ser tolerada. Afinal, são 5 longos anos de formação e é normal que a maioria desses alunos provem varias COISAS e CURSOS. Isso acontece normalmente pela sede de conhecimento, e já que“o saber não ocupa lugar”, é sempre admirável o ato de buscar aperfeiçoamento.
Mas o papo fica serio quando esses consumidores de cursinhos hollywoodianos são profissionais já formados, universidades, centros de renome, etc. Sejam esses participando dos cursos como alunos, ou trabalhando na divulgação e realização dos mesmos. “Quem não pode com o inimigo, alia-se a ele”; né verdade?
As frases que escutamos normalmente são as seguintes:
– “Já que todo mundo está fazendo o curso eu também vou fazer!” ou “ Hoje vou divulgar esse curso do meu cunhado aqui na universidade para meus alunos. O curso nem é muito bom, mais como tem outros piores no mercado, que mal há de divulgar mais um?!” ou ainda “Já que fulaninho esta realizando cursos, eu também vou criar o meu!”
O problema que eu vejo é que qualquer pessoa pode organizar um curso sobre qualquer coisa, cobrar por ele e dar um diploma.
Para as pessoas que gostam de cursos da moda; vão todos ao Pilates®. Aos que acham bonito os adesivos de cores; vão todos ao curso de KinesioTaping®. E os que buscam um diferencial e que principalmente tem dinheiro de sobra pra pagar preços absurdos por um “curso placebo”, vão todos aos cursos/terapias com nomes legais que você nem saber pra que serve e que resumindo não possuem nenhum estudo cientifico relevante que comprove a efetividade de suas técnicas.
Meu conselho é que todos se informem muito bem sobre que cursos merecem realmente a pena. Busquem o Currículo Lattes (http://lattes.cnpq.br/) dos organizadores e professores do curso, às vezes as pessoas que estão ali para ensinar, não entendem muito do assunto abordado, foram treinados por uma empresa para dar o curso e seguir as apostilas e cronograma. Compare sempre os cursos, nem sempre o mais caro é o melhor. Busque informações com pessoas que já realizaram o mesmo curso e se tiver dúvidas sobre a integridade da empresa ou do professor, ligue para o CREFITO de sua região e se informe se esta pessoa esta credenciada no CREFITO.
No final do curso o diploma você poderá pendurar em uma parede, mas o mais provável é que o deixe esquecido em uma gaveta. O conhecimento é a única coisa que você poderá levar consigo para sempre. Valorize seu tempo e dinheiro, mais também não esqueça o que é Fisioterapia. Não invada outras profissões nem queria fazer algo que não nos cabe. Não seja motivo de piada para médicos, nutricionistas, educadores físicos, etc. E principalmente, rejeite todo curso que venha regredir a nossa profissão. Diga não a intrusão!
Para finalizar, gostaria de parabenizar a todos os organizadores do Congresso Brasileiro de Fisioterapia e a todos os inscritos. Fico feliz em ter a oportunidade de escrever para todos um pouco da minha opinião, espero ter plantando uma sementinha em cada um.

Les deseo un congreso inolvidable.
¡Hasta pronto!

2 comentários em “Me da o teu dinheiro e o teu tempo, que eu te dou um curso Hollywoodiano.”

  1. TERCIANA SANTOS LINS

    Gostei da reportagem, realmente tem muita gente por ai ensinando sem de fato dominar o conteúdo, apenas reproduzindo o que está, geralmente, no slide, sem ter propriedade alguma do assunto.

  2. Andresa Aroeira

    Adorei o post, realmente é o que tem acontecido, pessoas ilusionadas em fazer cursos que estão na moda que não se importam muitas vezes nem se há evidência científica, se o ministrante realmente é capacitado para abordar o tema. Adorei, vamos divulgar para ver se nós, fisioterapeutas, despertamos para esse comércio mesquinho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.