Massagem pode agravar quadro de dor nas costas

Em alguns casos, a técnica pode até causar faturas, segundo o fisioterapeuta Giuliano Martins

lguns métodos alternativos de cura podem representar verdadeiros perigos para o corpo. A massagem, por exemplo, que é destinada ao relaxamento muscular, não é recomendada para o tratamento de patologias de coluna. O risco está nos profissionais que não possuem conhecimento específico sobre a anatomia e fisiologia, e tentam aplicar técnicas para promover alívio.
“Nessas situações, o paciente pode acabar com uma dor ainda mais forte, agravando o quadro. O importante é buscar ajuda de um profissional da saúde habilitado a fazer o diagnóstico preciso, para um tratamento adequado”, revela o fisioterapeuta Giuliano Martins, diretor regional da Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna (ABRColuna) e proprietário do ITC Vertebral Ribeirão Preto (SP).
Além disso, o especialista adverte que em gestantes e idosos essa técnica pode causar consequências muito graves. “Muitos idosos são portadores de outras patologias ou deficiências como, por exemplo, a osteoporose, que deixa os ossos do corpo mais fracos. Nesses casos, dependendo da técnica de massagem, o profissional pode gerar fraturas no paciente”, diz.
Muitas pessoas acreditam na crença de que é necessário “colocar a coluna no lugar”. O profissional avisa que essa expressão não existe. “Muitos pacientes me procuram relatando que estavam com dores nas costas e procuraram ajuda de um massagista ou terapeuta que ‘tentou’ colocar a coluna no lugar e aumentou mais o desconforto. Os famosos estalos na coluna, que promovem alívio, não tem nada a ver com coluna no lugar e devem ser feitos apenas por profissionais habilitados que conheçam as técnicas de mobilização e manipulação articular”, reforça.
Segundo o fisioterapeuta, é preciso também evitar a massagem nas crianças, que apenas necessitam de movimento para desenvolver e fortalecer o corpo. “Nos casos de traumas, dores ou desvios posturais, deve-se buscar ajuda de um especialista capacitado, com boa formação ao primeiro sinal de desconforto na coluna. Jamais acredite em técnicas milagrosas. Busque se informar sempre sobre o profissional que irá consultar, pois embasamento científico é importantíssimo”, finaliza.
Sobre o ITC Vertebral – Fundado pelo fisioterapeuta Helder Montenegro, presidente da Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna (ABRColuna) e reconhecido como um dos maiores especialistas em tratamento de coluna no Brasil, o Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral iniciou suas atividades em 2005, em Fortaleza (CE).

 

Em apenas dois anos foram mais de 700 pacientes tratados, com êxito, pelo método RMA. Tais resultados alcançaram grande projeção e o ITC Vertebral passou a receber pacientes de todo o Brasil. Com o aumento da demanda, o ITC Vertebral decidiu formatar a primeira franquia em fisioterapia do país e, em 2007, deu início à uma expansão que já contabiliza 72 unidades no país.Capitais como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, por exemplo, já contam com mais de uma unidade do Instituto. O ITC Vertebral é afiliado à ABF (Associação Brasileira de Franquias). Em 2010, foi ranqueado pela Revista Pequenas Empresas Grandes Negócios em primeiro lugar no quesito crescimento econômico e terceira posição em satisfação dos franqueados que, juntos, já trataram mais de 30 mil pacientes.
Por conta do reconhecido trabalho, o ITC Vertebral recebeu convites para demonstrar seus resultados no México, Inglaterra, Holanda, Portugal, Argentina, Chile e Venezuela, países que estão em vias de instalar unidades do Instituto.
Serviço
ITC Vertebral Ribeirão Preto (Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral)
Avenida Presidente Vargas, 2121 – sala 2401
Edifício Times Square
Telefone (16) 3623-3248
Site : www.itcvertebralribeirao.com.br

 

Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

1 comentário em “Massagem pode agravar quadro de dor nas costas”

  1. Rafael Pereira

    Golpe baixo! Pior matéria que já tenho lido na vida. Material mal intencionada, que visa criar uma barreira para os profissionais de terapias alternativas, no qual vem cada vez mais sendo requisitados,por serem métodos pouco invasivos, seguros e de grandes resultados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.