Mamães Fisioterapeutas, saibam como identificar os 5 choros mais comuns do seu bebê

Fonte: http://revistacrescer.globo.com/Bebes/Rotina/noticia/2014/07/como-identificar-os-5-choros-mais-comuns-do-seu-filho.html


Fome:
O bebê manda sinais chupando o dedo e abrindo e fechando as mãos. O choro é prolongado e vem acompanhado de mão na boca.
O que fazer: Alimente-o. Só assim ele vai parar de chorar.

Sono: O choro é alto e nervoso.
O que fazer: É preciso acalmá-lo. Abaixe as luzes, fique em um ambiente tranquilo e cante para seu filho enquanto o embala. Tenha paciência, porque pode demorar um pouco para ele parar de chorar.

Cólica: O bebê enruga a testa, seu abdome fica distendido e o choro é agudo e prolongado.
O que fazer: Faça massagem, esticando e encolhendo as pernas dele. Outra dica é mantê-lo o mais ereto possível enquanto mama, para não engolir ar. Ou, ainda, segurá-lo apoiado no seu braço dobrado, com a barriga virada para baixo, para que ele solte gases.

Manha: Choro irritado.
O que fazer: A partir dos 9 meses, o bebê percebe que, ao chorar, consegue uma troca de fraldas, leite etc. Então, passa a usar o choro para conseguir outras coisas que deseja, manipulando os pais. Se você acha que aquilo que a criança pede é desnecessário, não dê só porque ela chorou. Se ele chorar e você ceder, vai confirmar que consegue o que quer pela birra.

Fralda suja: O bebê se retorce porque a pele fica irritada e ardida.
O que fazer: Troque a fralda e use uma pomada contra assaduras. Às vezes, vale deixá-lo por alguns minutos sem fralda para a pele respirar.