Mãe faz rifa para custear tratamento de filha com paralisia cerebral

A santa-cruzense Juliane Patrícia da Silva, de 27 anos, organiza uma rifa para custear o tratamento da filha. Diagnosticada com paralisia cerebral, Eduarda Gabrieli Foletto, de 10 anos, precisa ir a Porto Alegre pelo menos uma vez por semana, para receber atendimento na Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD). Apesar de contar com o apoio da FisioUnisc, é essencial que a criança se desloque à Capital a fim de ter uma significativa evolução motora, pois o atendimento é especializado.

Segundo Juliane, 27 anos, Eduarda precisa de pelo menos duas sessões de fisioterapia por semana. “Cada consulta custa R$ 65,00, então são pelo menos R$ 520,00 por mês.” Somam-se a isso os gastos com alimentação. “Sem a fisioterapia, ela não consegue andar. Por isso a nossa preocupação.” O transporte, ela consegue de graça por meio de uma carteirinha especial.

Hoje, Juliane sobrevive de um salário mínimo do INSS e dedica seu tempo aos cuidados da filha. O marido, Flademir Foletto, está desempregado e procura uma ocupação. Quem tiver interesse de comprar a rifa pode entrar em contato pelo telefone (51) 99922-1084.

Cada número custa R$ 2,50. O sorteio está previsto para o dia 17 de março e, entre os prêmios que serão sorteados, encontram-se uma bicicleta, dois perfumes e uma tatuagem no valor de R$ 100,00.

Vamos ajudar? Deposite qualquer quantia:

CAIXA
Agência: 0500
Operação: 013
Conta: 145733-0

Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.