LER/DORT EM FISIOTERAPEUTAS QUE ATUAM COM TERAPIAS MANUAIS

Artenyzia Mendonça de Brito1
Raysa Oliveira Mitre Braga2
Resumo- Lesões por Esforços Repetitivos/ Disturbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (LER/DORT) são afecções musculoesqueléticas resultantes de condições inapropriadas de trabalho. O fisioterapeuta ao realizar suas atividades laborais encontra-se sujeito aos diversos fatores que podem vir a originar estas lesões. O objetivo deste estudo foi investigar a prevalência destas disfunções em fisioterapeutas que trabalham com terapias manuais, relacionando fatores como o sexo, idade, tempo de atuação, área de atuação e realização de medidas preventivas. Trata-se de um estudo transversal e descritivo, que utilizou questionário semi-estruturado como instrumento de coleta de dados; sendo aplicado a 62 fisioterapeutas. Foram observados altos índices dessas afecções, com 79% dos casos; predominância do sexo masculino, faixa etária entre 25 e 30 anos de idade, com desenvolvimento em um período entre 6 meses a 2 anos de atuação, em três áreas da terapia manual. As tendinites foram as lesões mais freqüentes. Na prevenção, constatou-se a realização por uma pequena porção dos entrevistados. Fisioterapeutas citaram a adoção de posturas inadequadas, repetitividade e carga horária elevada como os principais desencadeadores das afecções. Conclui-se que os fisioterapeutas que atuam com terapias manuais apresentam grande prevalência destes distúrbios, necessitando da implementação medidas preventivas eficazes.

Palavras Chave: Fisioterapeutas, LER/DORT, Trabalho.

_______________________________________________
1 Graduando em Fisioterapia pela Faculdade de Tecnologia Intensiva (FATECI)- Fortaleza (CE), Brasil. Monitora da disciplina de Anatomia Humana.
2 Orientadora- Fisioterapeuta, Especialista em Fisioterapia Neurológica Funcional pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR)- Fortaleza (CE), Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.