Jovem do DF que ficou paraplégica após colocar piercing.

Aos 20 anos, Layane Dias teve infecção bacteriana e perdeu movimento do tronco e das pernas. Ajuda vai pagar custos de remédios e fisioterapia.

A jovem de Planaltina Layane Dias, que ficou paraplégica depois de colocar um piercing, montou uma vaquinha online para arrecadar dinheiro para custear as despesas com remédios e fisioterapia. Até as 16h desta sexta-feira (15), o site contabilizava R$ 1.495 doados.

A estudante tem 21 anos e desde que perdeu os movimentos, em julho do ano passado, precisa ir ao hospital pelo menos três vezes por semana. O tratamento é feito no Lago Norte, a 45 km de Planaltina, onde Layane mora. A família calcula cerca de R$ 40 por dia para fazer os deslocamentos.

“A vaquinha é para levantar fundos, como ajuda mensal para remédios para bexiga, fraldas, lenços e gasolina para ir para a fisioterapia.”

Página da vaquinha online criada para arrecadas recursos para Layane Dias — Foto: Reprodução

Desde que perdeu os movimentos, Layane deixou de frequentar a faculdade de recursos humanos que tinha iniciado há poucos meses, e a mãe dela precisou deixar o emprego de garçonete para cuidar da filha. A família tenta conseguir o auxílio governamental financeiro a pessoas com deficiência.

Layane Dias colocou um piercing no nariz e acabou infectada por uma bactéria que a deixou paraplégica. — Foto: Bárbara Leite/Arquivo pessoal

Layane Dias colocou um piercing no nariz e acabou infectada por uma bactéria que a deixou paraplégica. — Foto: Bárbara Leite/Arquivo pessoal

Depois de um piercing

A história da jovem veio a público no início do mês, quando ela decidiu contar a própria história nas redes sociais. “Um mês depois [de colocar o piercing], me deu uma bolinha na ponta do nariz”, dizia texto publicado na internet. “Eu achei normal, uma espinha, que me deu febre mas eu não liguei muito”.

“Ainda em casa, com muita dor, dormi com ajuda de remédio e quando acordei já não sentia mais minhas pernas e fui para o hospital carregada”, lembra Layane. A complicação deixou a estudante paraplégica.

“Eu dormi e acordei sem sentir as minhas pernas. A porta de entrada foi o piercing, que acabou pegando o vaso sanguíneo, e pela má higienização acabou desenvolvendo a bactéria.”

Um dos primeiros sintomas da infecção sofrida por Layane Dias foi uma 'bola vermelha' no nariz — Foto: Arquivo pessoal (via BBC)

Um dos primeiros sintomas da infecção sofrida por Layane Dias foi uma ‘bola vermelha’ no nariz — Foto: Arquivo pessoal (via BBC)

Segundo os médicos que atenderam a estudante, a bactéria chamada Staphylococcus aureus está presente na pele do ser humano. Com o corte no nariz, ela entrou na corrente sanguínea e se alojou na medula óssea, formando pus e lesionando a região.

“Fiquei muito abatida quando soube que foi por causa do piercing, mas já foi. Não olho com sentimento de arrependimento.”

Layane Dias em sessão de fisioterapia  — Foto: Instagram/Reprodução

Layane Dias em sessão de fisioterapia — Foto: Instagram/Reprodução

Fonte: https://g1.globo.com/df/distrito-federal/noticia/2019/02/15/jovem-do-df-que-ficou-paraplegica-apos-colocar-piercing-faz-vaquinha-pra-custear-despesas.ghtml

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.