Jabuti de 50 anos com paralisia nas patas é tratado com fisioterapia

Fonte: http://g1.globo.com/ap/amapa/noticia/2014/06/jabuti-de-50-anos-com-paralisia-nas-patas-sera-tratado-com-acupuntura.html

Batizado de ‘Vovó’, animal iniciou fisioterapia em janeiro de 2014.
Tratamento medicinal ocorrerá no parque zoobotânico de Macapá.

O jabuti fêmea com idade estimada em 50 anos, iniciará em junho tratamento medicinal baseado no método da acupuntura. O quelônio, deixado há 7 anos por ribeirinhos no Parque Zoobotânico Municipal de Macapá, tem paralisia nas patas dianteiras e traseiras e será submetido ao procedimento chinês após 6 meses de fisioterapia experimental.

Veterinária Bethina Schreibl explica como será o tratamento do jabuti (Foto: Dyepeson Martins/G1)
Veterinária Bethina Schreibl explica como será o
tratamento do jabuti (Foto: Dyepeson Martins/G1)

Segundo a veterinária Bethina Schreibl, responsável pelo acompanhamento fisioterapêutico do animal, desde janeiro de 2014, o jabuti tem apresentado avanços com a fisioterapia. Ela acredita que os resultados se tornarão mais evidentes com a realização da acupuntura.
“Ainda não há pesquisa que comprove os reais resultados do método. Contudo, depois que ela iniciou o tratamento, ela começou a mexer as patas traseiras, o que surpreendeu a todos. Agora, com a inserção das agulhas ela deve ter uma reação melhor”, disse a veterinária, que aprendeu sobre o método em um congresso realizado pela Associação Brasileira de Animais Silvestres, em Salvador, na Bahia.

Schreibl conta que o jabuti tem uma alimentação balanceada que a deixa resistente durante o tratamento. Uma vez por semana, a ‘Vovó’ passa por sessão de fisioterapia que também a prepara para o tratamento medicinal chinês. A previsão da veterinária é de que o animal volte a andar em no máximo 10 anos. “É um tratamento demorado e minucioso, mais que vale muito a pena para melhorar a qualidade de vida dela”, frisou.

Biológa Patrícia Fonseca diz que o jabuti é querido  por todos os funcionários do zoobotânico (Foto: Dyepeson Martins/G1)
Biológa Patrícia Fonseca diz que o jabuti é querido
por todos os funcionários do zoobotânico
(Foto: Dyepeson Martins/G1)

O jabuti pesa 16 quilos e tem 20 centímetros de comprimento. A bióloga Patrícia Fonseca conta que o quelônio é querido por todos os funcionários do parque zoobotânico. Patrícia diz que o animal chegou debilitado no local e com várias partes do casco inferior quebradas.

“Quando ela chegou ao parque pensávamos até que era um macho, mas depois de uma análise de veterinários descobrimos que é uma fêmea. Virou nossa vovozinha daqui, que recebe todos os ‘mimos’”,

brincou a bióloga.

Jabuti deve concluir tratamento em 10 anos, diz bióloga (Foto: Dyepeson Martins/G1)
Jabuti deve concluir tratamento em 10 anos, diz bióloga (Foto: Dyepeson Martins/G1)
Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

1 comentário em “Jabuti de 50 anos com paralisia nas patas é tratado com fisioterapia”

  1. Regiane Magner Gaia

    Olá!
    Me chamo Regiane. Tenho um caso parecido com um jabuti, é uma fêmea de aproximadamente 12 kg e entre 30 a 50 anos (não se sabe a idade exatamente,pois foi entregue no Zoológico da cidade. Ela parou de andar em maio deste ano, estava com 5 ovos retidos e só botou final de junho. Desde então ela não anda, se alimenta bem, vai pro sol todo dia, dou banho e estimulo as patas, porem sem sucesso. Gostaria muito de conversar com alguém que saiba um pouco disso e que possa me ajudar. Sou acadêmica de medicina veterinária e gostaria muito de melhorar a qualidade de vida desse animal.
    Ficaria muito agradecida pelo retorno.

    Obrigada!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.