HGV adquire equipamento fisioterapêutico para pacientes sedados

Continua após anúncios...

A UTI do HGV implantou em sua rotina de assistência, mais um método de fisioterapia que visa minimizar os efeitos negativos da falta de movimentos nos pacientes, adquirindo o equipamento Cicloergômetro Elétrico Passivo. Com a aquisição do equipamento, o HGV se torna o primeiro hospital público do estado a adotar o equipamento na rotina de UTI, igualando-se a grandes hospitais de referência do Brasil.

 

O médico intensivista, Bruno Ribeiro, explica que é um aparelho de fisioterapia elétrico, que pode ser usado pra movimentar as pernas e braços do paciente mesmo que ele esteja em coma ou sob efeito de sedativos.

Bruno Ribeiro explica que o aparelho é diferente do cicloergômetro convencional por ser totalmente automático, sem a necessidade de esforço físico por parte do paciente. Seu uso é ideal nas terapias de Lesão Medular, AVC hemorrágico, Mal de Parkinson, Esclerose Múltipla, dentre outras patologias. “Isso reduz a perda de massa muscular, que sempre acontece quando o paciente passa muitos dias na UTI”, ressalta o médico intensivista.

Bruno Ribeiro destaca ainda que as vantagens do uso do equipamento sejam muitas. “Garante o exercício cíclico até para quem não tem nenhuma mobilidade e traz inúmeros benefícios como, por exemplo: melhoria da circulação sanguínea, fortalecimento e prevenção muscular para o não atrofiamento dos membros, massageando a bexiga e o intestino, previne Lesão por Pressão e reduz espasmos” explica Ribeiro.

De acordo com o coordenador de fisioterapia do HGV, Dilson Filho, o uso do Cicloergômetro como recurso para o tratamento de pacientes críticos, mesmo estando sob controle de Ventilação Mecânica, principalmente de maneira precoce, auxilia na melhoria da capacidade funcional, da força muscular periférica e respiratória, reduzindo assim a sensação de fadiga e dispnéia.

Fonte: Portal MN
Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.