Fisioterapia zera a fila de espera na saúde

“Para mim isso é um marco histórico, não ter nenhum paciente na fila de espera da fisioterapia”, comemora o diretor de Saúde, Vanderlei Villi Petry, que há mais de 15 anos trabalha na área da saúde e nunca havia presenciado tal feito. “Sempre houve uma demanda reprimida, sendo muito difícil atender todos os pacientes”, destaca.

A fisioterapeuta, Úrsula Pulz, diz que o setor instituiu alguns critérios para que isso acontecesse. “Muitas vezes não conseguimos contatar as pessoas pelos telefones passados a nós, assim a excluímos do agendamento, outra forma foi a inadimplência dos pacientes, se faltam mais de duas consultas, sem nos informar o motivo, abrimos a vaga para outra pessoa”, esclarece Úrsula.

Ela destaca que o setor atende em média 220 pessoas ao mês, que passam por cerca de quatro atendimentos. Há também o auxílio de duas empresas terceirizadas, a Fisiosul e a Ortofisio. “Conseguir suprir esta demanda da população para nós foi muito bom, pois o serviço está em dia e não há reclamação dos pacientes que ficavam meses nas filas de espera”, afirma a fisioterapeuta.

 [Fonte:    Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Taquara]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.