Fisioterapia é uma grande aliada no desenvolvimento motor das crianças

Os benefícios de um acompanhamento profissional diante de alguma anormalidade é essencial

Rolar, engatinhar, e até andar antes do esperado. Essas são formações motoras específicas de cada ser humano, e cada criança tem um desafio diferente a ser superado com o tempo. Você sabia que o desenvolvimento motor começa ainda dentro do útero?

O DOL conversou com a fisioterapeuta Gabriela Rocha, sobre os marcos do desenvolvimento motor e sobre os benefícios de um acompanhamento profissional diante de alguma anormalidade. 

De acordo com a profissional, ainda na gestação, por volta dos três meses é possível perceber os reflexos motores. “Ainda dentro da barriga da mãe podemos perceber quando a criança inicia o que chamamos de reflexo motor, que é um comportamento motor grosseiro ocasionado puramente por reflexos. Lá pelo quarto mês, a criança já conseguiu intensificar as ‘ações’, e então a mãe já pode perceber alguns sinais, como chutes e mudanças de posições’, explica, comentando ainda que os reflexos servem como guias para diagnosticar desvios de normalidade. 

Segundo Gabriela, os pais e responsáveis precisam ter conhecimento sobre os ‘Marcos do Desenvolvimento’. ‘Eles são os primeiros a perceberem o atraso neuropsicomotor, e muitas das vezes, por falta de conhecimento, acabam percebendo tardiamente, atrasando e consequentemente retardando o trabalho de reabilitação, que deve ser o mais precoce possível’, afirma. 

A prematuridade, complicações durante o parto, um peso muito baixo ao nascer, distúrbios neurológicos e desnutrição, entre outros problemas, estão ligados ao atraso motor.

A partir disto, uma avaliação minuciosa é feita na criança através de profissionais. 

A fisioterapeuta Gabriela Rocha explica que existem inúmeros testes e escalas que variam de idade, sendo algumas escalas qualitativas e outras quantitativas que auxiliam na avaliação das crianças, para detectarem onde a fisioterapia deve agir. 

‘É importante ressaltar que não vamos agir apenas com enfoque no problema, pelo contrário, nos devemos desvendar o que aquela criança tem de função bem desenvolvida para aprimorar aquilo e promover o máximo de funcionalidade que podemos para ela’, explica. 

Atenção aos sinais!

‘Existem reflexos primitivos que são avaliados logo nos primeiros meses de vida, alguns que devem estar presentes e outros que já deveriam ter desaparecido. Assim como o tônus muscular, que podemos caracterizar como a capacidade do músculo de se contrair e manter’, argumenta a fisioterapeuta, revelando que uma das primeiras aquisições motoras que uma criança deve alcançar é o controle cervical, por volta de três meses de vida. 

Dificuldade em segurar objetos, andar, pular, cansar com facilidade e não ter interesse por atividades lúdicas. Lentidão, falta de coordenação motora como se vestir, amarrar os sapatos, são leves sinais de comprometimento motor. 

Fonte: https://www.diarioonline.com.br/noticias/te-cuida/612327/fisioterapia-e-uma-grande-aliada-no-desenvolvimento-motor-das-criancas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.