Fisioterapia domiciliar leva atendimento humanizado a pacientes

Em 2019 foram realizados 4.164 atendimentos fisioterapêuticos em domicílio

O Núcleo Ampliado de Saúde da Família (Nasf) oferta atendimento fisioterapêutico domiciliar. De janeiro a dezembro de 2019 foram realizados 4.164 atendimentos fisioterapêuticos domiciliares, por meio das 49 Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município. 

Segundo o secretário de Saúde, Acélio Casagrande, o objetivo é proporcionar atendimento humanizado para pacientes que não podem se locomover. “Por meio da Fisioterapia Domiciliar, buscamos levar um atendimento de qualidade para pacientes que necessitam e não tem condições de andar”, diz. 

O atendimento domiciliar é realizado com pacientes acamados e que não possuem meio de transporte adequado para locomoção até as UBSs. “É priorizado pacientes que tiveram a coordenação motora afetada por algum motivo como Acidente Vascular Cerebral (AVC), traumatismo craniano, entre outros, principalmente em idosos ou crianças”, explica a fisioterapeuta do Nasf, Juliane Cardoso Pieri

Além da fisioterapia motora, também é realizada fisioterapia respiratória. “A motora feita quando há dificuldade ou ausência de movimentos funcionais do paciente, já a respiratória é realizada com pacientes que possuem infecções ou doenças pulmonares como bronquite, asma entre outros, onde são realizados exercícios para trabalhar a respiração”, diz Juliane. 

Encaminhamento 

Para solicitar é necessário que um responsável apresente o encaminhamento feito pelo médico clínico geral e o cartão do SUS, na UBS local. “O acompanhamento domiciliar é feito de acordo com a necessidade de cada paciente. Atendemos o paciente e também ensinamos alguns exercícios básicos ao familiar ou cuidador para que seja realizado diariamente. Visto que devido à demanda não temos como ir diariamente”, enfatiza a fisioterapeuta. 

Fonte: http://www.engeplus.com.br/
Colaboração: Maria Duarte/Decom Criciúma

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.