FISIOTERAPIA AQUÁTICA NEUROFUNCIONAL ADULTO: RECURSO FUNCIONAL E SUAS EVIDÊNCIAS PARA DESENVOLVIMENTO DE HABILIDADES FÍSICO-MOTORAS

Fisioterapeuta, chegou o Fisio.app | Aplicativo para fisioterapeutas. Baixe agora mesmo em www.fisio.app,

Dra. Vera Lúcia Israel (PR)

Fisioterapeuta, Docente do Departamento de Fisioterapia e do Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Contextualização: Na prática clínica da Fisioterapia Aquática (FA) em relação ao paciente adulto com sequelas neurológicas, em geral, são utilizadas escalas de avaliação físicofuncionais fora do ambiente da piscina aquecida. Com o crescimento de pesquisas científicas na área de atenção à saúde deste usuário com sequelas neurofuncionais, há novas demandas para este processo fisioterapêutico, num cenário mais abrangente atendendo a realidade aquática, com olhar biopsicossocial de atenção à saúde, de acordo com a Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) da Organização Mundial de Saúde (OMS, 2015). Estas ações na FA precisam de avaliação e acompanhamento de aprendizagem motora em pacientes adultos neurológicos dentro da piscina terapêutica.

Desenvolvimento: Na aprendizagem motora dentro da piscina, entende-se o gesto motor como comportamento aquático. Quando é treinado em pacientes neurológicos, dentro da piscina aquecida, pode incrementar suas habilidades motoras aquáticas na tentativa de transferir este aprendizado de movimentos para sua realidade em solo. Numerosas possibilidades de programas de FA são testadas em estudos pelo mundo e buscando contribuir com estes saberes foi desenvolvida uma Escala de Avaliação Funcional Aquática (Aquatic Functional Assessment Scale – AFAS, ISRAEL; PARDO, 2014) para analisar, classificar a adaptação de comportamentos motores na água e a independência dos pacientes neste ambiente, além de seus diferentes níveis de habilidades motoras funcionais na piscina. Assim o paciente neurofuncional é estimulado a sempre recrutar condições neurosensóriomotoras como uma das estratégias em piscina aquecida e incrementar sua mobilidade funcional também em solo. A AFAS considera uma programação de intervenção em etapas de planejamento como: coleta de informações sobre as características e necessidades da clientela; definição de objetivos comportamentais; seleção e sequenciamento de conteúdos e atividades; e definição de critérios de avaliação. Para tanto é utilizada a metodologia das fases de aprendizagem de habilidades motoras aquáticas (ISRAEL, 2000).
Considerações finais: Na Fisioterapia Aquática (FA) neurofuncional em adultos é fundamental avaliar e acompanhar o desenvolvimento de habilidades físico-motoras dentro da água e também complementar com evolução em solo, contatos com os demais integrantes da equipe
interdisciplinar em saúde e realizar orientação ao usuário e ou familiar/cuidador.

Leitura complementar:

1. ISRAEL, V. R.; PARDO, M. B. L. Hydrotherapy: application of an Aquatic Functional Assessment Scale (AFAS) in aquatic motor skills learning. American International Journal of Contemporary Research, v. 4, n. 2, p. 42-52, fev. 2014. Disponível em: . Acesso em: 09 fev. 2018..

2. ISRAEL, V. L. Hidroterapia: proposta de um programa de ensino no trabalho com lesado medular em piscina térmica. Fisioter. Mov., Curitiba, v. 8, n. 1, p. 111-127, abr.-set., 2000.

3. ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE (OMS). Classificação Internacional da Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF). São Paulo: EDUSP, OMS/OPAS, 2015.

WEBCOBRAF

No período de Outubro/2020 a Fevereiro/2021, sob a organização do XXIII COBRAF, do 1st International Seminar on Innovative Learning and Healthcare Approaches in Physical Therapy, do 1° Encontro de Fisioterapia nos Distúrbios do Sono e dos eventos parceiros – 5º COBRAFISM, I COBRASFE e COBRASFIPICS, acontecerá o WEBCOBRAF, que consiste em uma série de webinars, que ocorrerão de quinze em quinze dias com diversos temas. Poderão participar do WEBCOBRAF sem custo adicional, todos os que estiverem inscritos no XXIII COBRAF até 5 dias antes de cada webnair. Não perca essa oportunidade! Garanta já a sua participação.

17 DE OUTUBRO

WEBCOBRAF – WEBINAR DE FISIOTERAPIA PEDIÁTRICA
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO EM FISIOTERAPIA NEUROFUNCIONAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM PARALISIA CEREBRAL COM BASE NA CIF
PALESTRANTES: PartiCipa Brasil & CanChild
17/10/2020 09h30min – 12h00min
Abertura – 5 min de duração
Palestras – 2 horas de duração
Peter Rosenbaum (CanChild, Canadá): F-words para o desenvolvimento da infância e a CIF
Kennea Ayupe (UnB, Brasil): Introdução à avaliação da criança e do adolescente no contexto da CIF
Paula Chagas (UFJF, Brasil): Avaliação dos fatores contextuais de acordo com core-sets da CIF
Robert Palisano (CanChild, USA)/ Hércules Leite (UFMG, Brasil)/ Ana Cristina Camargos (UFMG, Brasil): Avaliação do domínio da Atividade: GMFM, Challenge, Teste de Caminhada de 10 metros e PEDI-CAT
Ana Carolina de Campos (UFSCar, Brasil)/ Egmar Longo (UFRN-FACISA, Brasil): Avaliação do domínio de Participação: PEM-CY e YC-PEM
Aline Toledo (UnB, Brasil)/ Rafaela Moreira (UFSC, Brasil) /Rosane Morais (UFVJM, Brasil): Avaliação do domínio de Função Corporal: EASE, SRT, Teste de Caminhada de 6 minutos, FSA e Mini-mental
Discussão – 20 min de duração
Encerramento – 5 min de duração

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.