Fisioterapeutas da UFU desenvolvem pesquisa e oferecem tratamento para pessoas com artrose

Fonte: G1

Fisioterapeutas da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) desenvolveram uma pesquisa com pacientes que têm osteoatrite no joelho, também conhecido como artrose. A partir dos resultados, os participantes receberão orientações e tratamento gratuito na instituição.

O tratamento é realizado principalmente para tentar amenizar as dores que os pacientes sentem (Foto: Reprodução/TV Integração)

Os testes são feitos pelo laboratório de Neuromecnica e Fisioterapia (LANEF) e tem como finalidade avaliar o equilíbrio postural e verificar se há associação entre a dor e a cognição e efeitos sobre o equilíbrio em diferentes superfícies.

O aposentado Ismael Euripides da Cruz relata que o problema de artrose atrapalha em muitas atividades diárias. “A dificuldade é subir escada, descer rampas e, como força o joelho, sinto dores,” disse. Segundo o Ministério da Saúde, a artrose é a terceira causa de afastamento do trabalho no Brasil.

A fisioteraopeuta e pesquisadora Fabiana Soares disse que a pesquisa avalia principalmente a intensidade da dor que o paciente sente e o grau de equilíbrio deles. “A intensão é avaliar como a dor e o equilíbrio se comportam diante das intervenções realizadas no tratamento,” afirmou.

Os participantes da pesquisa vão realizar uma avaliação, através de questionários para saber da capacidade funcional, função cognitiva e sintomas depressivos. Logo depois dos resultados, os pacientes receberão orientação em relação à doença e começarão o tratamento na própria instituição.

Quem pode participar

Podem participar pessoas com idade entre 50 e 80 anos e que tenham o diagnóstico confirmado de artrose no joelho. Mas segundo a fisioterapeuta e pesquisadora Fabiana Soares, há alguns critérios. “Não poderão participar aqueles indivíduos que apresentarem fibromialgia, diabetes, doença neuromuscular como mal de Parkinson, doença alto imune como artrite reumatóide ou alguma alteração vestibular,” completou.

Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.