Fisioterapeutas. Ano Novo Vida Velha?

Queridas leitoras, queridos leitores, estamos aqui de novo com a nossa primeira coluna do ano de 2015. Vamos “espantar”o ano de 2014! Porque depois do fiasco da copa do mundo de futebol, do desastre das eleições, da falta d’agua, luz e segurança neste Brasil à fora, não nos resta mais nada a não ser deixar 2014 para trás e concentrar nos no desenvolvimento da nossa vida e da nossa carreira profissional.

Seja você Fisioterapeuta ou profissional de outra área da saúde, consigo imaginar como foi duro o seu ano. Mas perguntar o que você fez em prol de sua profissão e o que você fez da sua vida em 2014 seria muito clichê. Já que no ano passado não fiquei nada animado com as respostas recebidas, ponderei se não seria a hora de nos reinventarmos e mudarmos a nossa perspectiva. Por isso a pergunta a ser feita em 2015 é o que a sua profissão e a sua vida têm feito por você?

Se a resposta for nada ou muito pouco… não seria a hora de mudar? Não seria a hora de se reinventar? As vezes essa mudança nem precisa ser assim tão radical para radicalizar a vida ou a profissão da gente. O importante é sair da zona de conforto e trabalhar. Afinal, se a voz do povo é a voz de Deus, com os três EFES (força, fé, e foco) “se vai ao longe”. O importante é avaliar as possibilidades e não perder o objetivo de vista. E já que falamos em mudar, agir, e avaliar novas possibilidades. Que tal começar o ano pensando na possibilidade de sair do nosso Brasil “baronil”?

Seja por um tempo pré determinado ou para o resto da vida. Vocês já pensaram nesta possibilidade? Já pensaram o que este mundão de meu Deus tem para nos oferecer? Cidades lindas, novas culturas, danças, comidas, bebidas, paisagens e o mais importante: novas pessoas e novos amigos. Sem falar na “turbinada” para o seu currículo profissional e pessoal, que uma temporada no exterior e o domínio de uma segunda língua podem proporcionar, ou mesmo talvez a “virada” pessoal que você tanto esperou, caso você venha para ficar.

A virada do ano simboliza a renovação de um ciclo, da esperança que tudo será diferente. Mas na prática caso façamos as mesmas coisas que fizemos no ano passado, viveremos da mesma forma que vivemos no ano passado. A mudança não vem por acaso. É preciso trabalharmos e nos esforçarmos para que ela venha. E uma vez que ela esteja à porta, é preciso ainda coragem para deixá-la entrar e aceitar o que ela trouxer. Sair do Brasil não é uma decisão fácil de ser tomada. Este passo tem que ser bem pensado e planejado, porém este passo tão grande poderá mudar o rumo da sua vida, como mudou o da minha. Pensem nisso e me escrevam.

Feliz ano novo!!!

Frohes neues Jahr!!!

André Luiz R. de Mendonça

andremendonca@hotmail.de

Andre-Luiz-Mendonca

Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.