Fisioterapeuta: onde estamos e para onde vamos?

A cada edição da revista, será meu desejo querer contribuir com temas importantes para sua carreira e profissão, resgatando valores, conhecimentos e sonhos; sobretudo, transformando sonhos em crenças, e crenças em conquistas para você e nossa profissão…

Ao refletirmos sobre o universo de protesto que veem das ruas de nossa pátria amada Brasil, percebemos que a insatisfação não é mais só nossa – colega fisioterapeuta – é de todos, acompanha desejos de mudanças e reivindica “padrão de qualidade FIFA” para educação, saúde, segurança, nos investimentos públicos e na (in)eficiência política.

Mas, de fato, o que isso pode mudar na sua vida profissional?

Como bem sabe os que foram meus alunos, a resposta certa é: depende (?!) Depende de sua participação nas questões de sua especialidade, de exigir detalhadamente seus direitos e demonstrar competência ao escolher como “padrão de qualidade FIFA” sua própria capacitação.

Com educação profissional, cursos de aperfeiçoamento e pós-graduações de qualidades, certamente estaremos indo ao encontro das equipes de trabalho dos sonhos, do emprego e remuneração desejada.

É tempo de se tornar interativo, num processo de reinvenção do profissional que existe em você. Reinvenção não é buscar uma nova profissão, mas reavaliar a sua declaração de missão e valores pessoais, essas sim, tem o poder de transformar pessoas e organizações, tornando-as grandes como veremos no artigo da próxima edição…

Compartilhe sua opinião com agente, é só postar lá: www.facebook.com/azeredo.lm

Abraços e até breve,
Prof. Leandro Azeredo

125125azeredo

Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.