Fisioterapeuta fala das novas tecnologias e avisa sobre o ‘xixi’ na cama: “merece tratamento”

A Fisioterapia Uroginecológica é um tratamento pioneiro na região, disse Héber

O programa Café Conectado recebeu o fisioterapeuta Héber Rolim Meireles, da POLISAÚDE – A Policlínica da família em Cajazeiras, que trabalha com reabilitação e reestabelecimento da função das vias urinárias, a Fisioterapia Uroginecológica.

Na oportunidade o profissional explicitou sobre Incontinência Urinária, quem pode desenvolver esse problema, a eficácia do tratamento e como pode ser realizada a avaliação.

Na Polisaúde, Héber Rolim trabalha tanto com a fisioterapia convencional como dispõe de aparelhos que viabiliza a recuperação de problemas relacionados ao sistema urinário; essas disfunções da musculatura da região pélvica, que pode ser de diversas causas, como de ordem ortopédicas, advindos de traumas, de pós-cirúrgicos, de sequelados de Acidentes vasculares encefálicos (AVE).

Héber enfatiza a importância e o pioneirismo desse tipo e tratamento na região, principalmente naqueles que perderam a mobilidade por causa de acidentes que causaram trauma na coluna lesionando o nervo que faz o controle vesical.

Exemplificou ainda os casos de incontinência urinária causada pela ‘menor pausa’ quando há a queda dos hormônios, prejudicando a musculatura da bexiga e favorecendo o seu relaxamento. Assim como o problema que acomentem muitos na infância, como crianças que ainda fazem ‘xixi’ na cama após os cinco anos, “até a idade de cinco anos é normal, após isso devem ser avaliadas, é patológico, merece tratamento”. Disse o fisioterapeuta.

alou também dos problemas da próstata que trazem também consequências urinárias e como a fisio-uroginecologia pode ajudar nesse processo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.