Fisioterapeuta fala da importância do exercício físico na terceira idade. O tema será abordado na palestra da SOBACC no próximo dia 28

Há muito tempo a ciência aponta os benefícios de um estilo de vida ativo no processo de envelhecimento. Mas para quem já está na terceira idade, os efeitos são muito mais proveitosos, pois ajudam na independência para a execução de tarefas, influenciando na vida social, ampliando a sensação de bem estar de quem já passou dos 60.

Visando a conscientização de seus associados sobre a importância da atividade física nesta etapa da vida, a SOBACC – Sociedade Brasileira de Arte, Cultura e Cidadania promove no dia 28 uma palestra voltada para a saúde e alimentação, direcionada para o público da terceira idade. O evento será realizado em sua sede, localizada no centro da capital cearense, a partir das 9 horas e com entrada gratuita.

Segundo a fisioterapeuta e palestrante da SOBACC, Liana Cirino, a manutenção do equilíbrio e melhora da auto estima estão associados à prática de atividade física, pois possibilita o idoso a se torna mais independente.

“Uma das principais causas de acidentes e de incapacidade nesse período da vida é a queda da própria altura, que geralmente acontece por desequilíbrio, fraqueza muscular, desordens visuais e outros fatores agravados com a chegada da idade”, alerta a fisioterapeuta.

Outra vantagem associada diretamente aos exercícios físicos é a prevenção no encolhimento do cérebro. Essa é a conclusão de um estudo feito durante três anos pela Universidade de Edimburgo, na Escócia. De acordo com a pesquisa, a atividade física regular a partir dos 60 anos pode ajudar a evitar o encolhimento do cérebro e outros sinais associados à demência, como as doenças degenerativas.

Cuidados especiais

Apesar dos benefícios proporcionados pelos exercícios ao longo do tempo, a partir dos 60 anos são recomendadas atividades mais moderadas e adaptadas para as limitações do corpo.
A fisioterapeuta ressalta ainda que o alongamento muscular é muito importante para prevenção de lesões e também para o ganho de amplitude dos idosos, pois com o tempo eles vão “encolhendo”, devendo ser priorizados durante o programa de exercícios e para pessoas que sofrem de artrite e artrose.

“As articulações dos idosos precisam se nutrir de movimentos naturais e funcionais, para estarem sempre lubrificadas e flexíveis, que são estimulados pela prática de exercícios. A atividade física consegue melhorar o desenvolvimento funcional, formando uma cadeia de músculos fortes para proteger a mesma contra impactos ou outros perigos”, conclui a fisioterapeuta.
Para saber maiores informações a cerca dos benefícios da atividade física na saúde dos idosos não deixe de comparecer a sede da SOBACC, que está localizada na Rua Senador Pompeu, 649, Sala 702 – 7° andar, centro – Ceará. Acesse também o site www.sociedade.org.br.

Website: http://www.sociedade.org.br

Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.