Fisioterapeuta baleado em assalto em Niterói corre o risco de ficar cego

Do G1 RJ
09/04/2012 12h23- Atualizado em 09/04/2012 12h46

Ele foi transferido, nesta segunda-feira (9), para um hospital particular.
Vítima e namorada estavam em moto quando foram abordados.

O fisioterapeuta baleado num assalto em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, no fim de semana, foi transferido para um hospital particular na manhã desta segunda-feira (9). Seu estado de saúde é estável e, segundo os médicos, ele perdeu a visão do olho direito e corre risco de perder a visão, conforme mostrou o RJTV.
Fabiano Almeida, de 35 anos, é deficiente auditivo e usa a leitura labial para se comunicar. Ele mora em Angra dos Reis, na Costa Verde, e estava em Niterói para visitar a namorada que se mudou para a cidade.
O crime aconteceu na noite de sábado (7). Fabiano e a namorada seguiam de moto pela Estrada Velha de Itaipu quando foram abordados por dois homens em outra uma motocicleta. Segundo a namorada da vítima, mesmo sem reação, os criminosos dispararam. O casal caiu da moto e os assaltantes fugiram com o veículo.
“Ele falou e já apontou e atirou. Não deu tempo de nada”, contou a namorada da vítima

Violência
Nos últimos dias, pelo menos duas pessoas morreram ao serem baleadas em assaltos. Na sexta-feira (6), Jorge Luiz Carvalho, de 24 anos, morreu após ser baleado no dia 1º de abril, numa tentativa de assalto no Ingá.
Um dia antes, um outro assalto em Niterói terminou com a morte do médico Carlos Vieira de Carvalho Sobrinho, de 65 anos.
De acordo com o Instituto de Segurança Pública (ISP), em fevereiro deste ano o número de roubos a estabelecimentos comerciais aumentou em 38%. Já os roubos a residências subiram 285%, enquanto o roubo de veículos aumento 71%, e de pedestres 13%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.