FISIOPERFIL com Dr. Mauricio Santanna

Quem é Dr. Mauricio Santanna
ou Fisioterapeuta, especialista em Fisioterapia Respiratória (ASSOBRAFIR / COFITTO), mestre em Ciências da Atividade Física pela UNIVERO e Doutor em Ciências Médicas pela UFF. Atualmente sou professor do Curso de Fisioterapia do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ) e membro do Grupo de Estudos em Reabilitação na Alta Complexidade (GERAC – IFRJ). A Fisioterapia Cardiovascular é minha maior área de atuação, a qual me dedico a mai de 15 anos

Qual ano e em qual faculdade que se formou?
Centro Universitário Plínio Leite (UNIPLI)

Porque escolheu sua área de atuação?
Essa é a pergunta mais difícil de responder. Acho que foi a especialidade que me escolheu. A cardiovascular é apaixonante e com o passar do tempo foi me envolvendo, e continua até hoje.

Qual foi a melhor coisa que fez na vida?
Ter escolhido ser Fisioterapeuta. É algo que me recompensa todos os dias.

Qual foi a pior coisa que fez na vida?
Não me recordo. Na verdade todas as decisões que tomei relacionadas a minha profissão sempre me conduziram a coisas boas. Sou feliz por isso.

Que qualidade mais admira nos profissionais que te cercam?
Comprometimento e dedicação, além da busca pela atualização constante.

Que qualidade mais detesta nos profissionais que te cercam?
Na verdade, se são qualidades, não haveria porque detestar.

O que você mais gosta na profissão?
Os resultados que somos capazes de oferecer aos nossos pacientes. Nada é mais gratificante que isso

O que você odeia na profissão?
Não tem nada que eu tenha ódio na minha profissão, é uma palavra muito forte e que remete a coisas que não são boas. Sempre procuro ficar distante dessas palavras e principalmente desses sentimentos.

Qual seu maior arrependimento?
Não ter aceito a coordenar o serviço de um grande hospital no Rio de Janeiro. Talvez pudesse ter contribuído de alguma forma.

Se pudesse mudar algo, o que seria?
Na minha carreira, nada. Tenho orgulho da trajetória que construí.

Qual seu pior defeito?
Impaciência e mania de organização

Qual maior mentira já contou?
Não costumo falar mentira. Acredito que é algo que não combina com a nossa profissão.

Qual fato foi mais inusitado em sua carreira?
Pegar o registro profissional em um dia e estar dando plantão no outro

Que talento mais gostaria de ter?
Tocar bateria

Qual dica daria aos colegas?
Conduza seu tratamento pauta em evidência. Não seja arrogante, seja atento e humilde. Rede social não traz sucesso relate apenas seu trabalho sem excesso de exposição e auto promoção em demasia. Ajude seu colega sempre que for preciso.

Qual seu maior sonho?

Qual seu maior pesadelo?

Qual objeto de desejo?
Ver a minha profissão cada vez mais reconhecida.

Qual sua aquisição mais recente?
Um powerbreathe KH2 para nosso laboratório.

Se não fosse fisioterapeuta gostaria de ser o que?
Músico

E qual profissão jamais queria ter?
Nunca parei para pensar o que não queria fazer.

Diga um desafio?
Fazer o Pós doutorado fora do país.

Um livro? Ou mais!
O monge e o executivo (Jamesm Hunter); De volta ao mosteiro (Jamesm Hunter); Escravidão (Laurentino Gomes); 1808; 1822; 1889 (Laurentino Gomes), além de toda coleção do Harry Potter

Quer fazer alguma divulgação?
O COBRAF será imperdível. Ninguém pode ficar de fora desse grande evento da Fisioterapia.

Qual a importância da pesquisa e da formação acadêmica para a Fisioterapia?
É fundamental para que a profissão avance sempre pautada no que há de melhor no que diz respeito a evidência, mas para isso é necessário produzir ciência

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.