FISIO VR: um ambiente em realidade virtual para uso em fisioterapia ganha prêmio

ITK revela trabalhos acadêmicos premiados. Os cinco ganhadores receberão certificado especial na categoria da classificação

A sessão especial do Innovation Tech Knowledge 2020 (ITK 2020), destinada à apresentação de trabalhos acadêmicos, apresentou nesta quinta-feira (8) três pesquisas premiadas pela organização do evento, iniciativa da Softsul. Outros dois trabalhos foram revelados na segunda-feira (5) e na quarta-feira (7). Os cinco ganhadores receberão certificado especial na categoria da classificação, reconhecimento nos canais de comunicação do ITK2020 Digital, apresentação oral via on-line na plataforma de streaming do evento e publicação de resumo em suplemento especial da Revista AMANHÃ, em sua versão digital.

A coordenação técnica foi formada por Fabiano Hessel, coordenador do Centro de Pesquisa e Inovação em Cidades Inteligentes da PUCRS e coordenador do comitê de assessoramento da Fapergs para as áreas de matemática, estatística e computação; Lisandro Granville, professor titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS); e Rodrigo Righi, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Computação Aplicada (PPGCA) da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos).

Conheça, a seguir, os selecionados.

Gestão do conhecimento, data science e dados interlaboratoriais na geração de ativos de conhecimento, por Ney Kassiano Ramos, Cristina Keiko Yamaguchi e Ubirajara Maciel da Costa, da Universidade do Estado de Santa Catarina – Udesc e Universidade do Planalto Catarinense – Uniplac (SC)
A dissertação de mestrado correlaciona a técnica de data Science e dados interlaboratoriais de saúde animal. Quando relacionados, geram ativos de conhecimentos [toda informação que gera valor para uma organização, conceito usado em setores comerciais] para tomada de decisões na medicina veterinária. O trabalho simulou troca de informações entre os diferentes laboratórios veterinários da universidade. A partir disso, é possível saber se há relação com o volume de chuvas na cidade com o aumento de infecção animal, por exemplo. “De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 70% das doenças humanas são geradas a partir de animais, daí a importância dessa dissertação. O cruzamento de dados entre laboratórios, mesmo em Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), pode ajudar muito”, declarou Ney Kassiano Ramos, da Udesc, de Lages. A ideia é implementar o sistema na universidade catarinense nos próximos meses, assim que as aulas voltarem a ser presenciais.

FISIO VR: um ambiente em realidade virtual para uso em fisioterapia, por Marta Bez, Simone de Paula, Elias Pereira, da Feevale (RS)
O artigo detalha o desenvolvimento de um ambiente com diversos jogos em realidade virtual, que utiliza um óculos próprio, para ser utilizado por fisioterapeutas no controle de tronco. A tecnologia armazena variáveis que permitem o acompanhamento da evolução do paciente, auxílio importante para o tratamento. “O grupo de pesquisa reuniu 72 pessoas e foi multidisciplinar com especialistas nas áreas de jogos digitais, computação e enfermagem, por exemplo. Isso nos fez ter fôlego para entregar um serviço relevante para a sociedade”, avaliou a professora Marta Bez, ao apresentar o trabalho acadêmico. A ideia é disponibilizar o software de forma gratuita futuramente.

Fisio-Vr, por Marta Bez, Simone de Paula, Elias Pereira, da Feevale (RS)
O mesmo artigo acima, mas inscrito na categoria Vídeo. O filme mostra como funciona o game utilizado pelo paciente. O usuário tem de coletar helicópteros e borboletas com o movimento do tronco. Ao acertar, ganha pontuação. Quando perde, é incentivado a tentar novamente. Clique aqui para assistir a simulação do jogo virtual.

Um protótipo para geração de contratos inteligentes a partir da legislação fiscal e contábil vigente, por Emiliano S. Monteiro, Rodrigo da Rosa Righi, Rafael Kunst e Cristiano André da Costa, da Unisinos (RS)
A partir da análise de texto, o trabalho apresenta um protótipo computacional que utiliza NLP e blockchain para gerar códigos inteligentes que proporcionam maior assertividade e rapidez na interpretação de leis em contábeis.

Ambiente colaborativo e gamificado para construção de conhecimento, por Karoline de Souza Guckert e Marcello Thiry, da Universidade do Vale do Itajaí – Univali (SC)
O trabalho desenvolve uma infraestrutura de apoio do ensino por meio da criação de uma rede social com elementos de gamificação, utilizando aspectos lúdicos para motivar os alunos além dos limites físicos da sala de aula.

Fonte: https://amanha.com.br/categoria/tecnologia/itk-revela-trabalhos-academicos-premiados
*Colaboração de Marcos Graciani

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.