Dr. Fabio Pérrisé

Quem é |
Dr. Fabio Pérrisé
fabioperisse@especializefisio.com
Hoje atuo na área de Traumato-Ortopedia e Fisioterapia Esportiva com Terapia Manual, sou Vice-Presidente do COFEERJ (Comitê de Fisio-terapia Esportiva do Estado do Rio de Janeiro), Vice-Presidente do COMFISIO (Comitê de Fisioterapia em Cuidados Paleativos e Dor do Estado do Rio de Janeiro, vinculado a ADERJ), membro da Câmara Técnica de Fisioterapia Esportiva do CREFITO 2, Diretor da Clínica CEART (Centro de Estabilização Articular – RJ), Consultor do Instituto de Esoprtes de Guagzhou – China e Diretor do Departamento Médico da CBLA
(Confederação Brasileira de Lutas Associadas)

 


Em que ano e em qual faculdade se formou?
Me formei em 2002 na UNI-IBMR – Rio de Janeiro – RJ

Qual foi a melhor coisa que fez?
Desde a faculdade tive interesse na área de Terapia Manual e Fisioterapia Esportiva, então fiz diversos cursos ainda como acadêmico, o que me possibilitou um conhecimento sobre Fisioterapia Baseada em Evidência, uma “nova tendência da Fisioterapia”.

O que você mais gosta na profissão?
O contato com diversas pessoas, poder ajudar muita gente e a possibilidade de conhecer diversas culturas durante as viagens com a seleção de Luta Olímpica.

O que você odeia na profissão?
O disse me disse, na nossa profissão não somos nem um pouco corporativistas, acho que isso só nos atrasa cada vez mais.

Que qualidade mais admira nos profissionais que te cercam?
Conhecimento, raciocínio rápido, bom humor, sinceridade e pró-atividade.

Que qualidade mais detesta nos profissionais que te cercam?
Falsidade e falta de pró-atividade.

Qual sua maior virtude?
Sinceridade, bom humor e pró-atividade e ser leitor da desta Revista.

Qual seu pior defeito?
Timidez.

Se pudesse mudar algo, o que seria?
Seria mais extrovertido.

Qual maior mentira já contou?
Não lembro, mas com certeza nada muito ruim.

Qual fato foi mais inusitado em sua carreira?
O fato de trabalhar na China, uma cultura completamente diferente da nossa. Foi uma oportunidade muito interessante.

Qual fato foi o mais cômico?
Um dia estava em um consultório de um amigo, atendendo um paciente junto com ele, de repente pula uma pulga nas costas do paciente.

Qual seu maior arrependimento?
Não ter estudado inglês quando jovem, sempre achei que não me faria falta, agora tenho que correr atrás do tempo perdido, hoje leio sem problemas e consigo me comunicar, mas tenho que muito que aprender ainda.

Qual dica daria aos colegas?
Estudem inglês também.

Qual objeto de desejo?
Equipamento de U.S. em tempo real, aparelho novo de ressonância, acabou de ser lançado na Dinamarca, onde podemos ver degenerações que não aparecem na ressonância comum.

Qual seu maior sonho?
Participar de PanAmericano ou jogos Olímpicos.

Que talento mais gostaria de ter?
Gostaria de ser mais comunicativo.

Se não fosse fisioterapeuta gostaria de ser o que?
Atleta.

E qual profissão jamais queria ter?
Diretor de Hospital Público.

Diga um desafio?
Conseguir ajudar a melhorar o nível da Fisioterapia Brasileira.

Um livro?
Em breve será lançado um ótimo livro de FIsioterapia Musculoesquelética, assim que o nome for escolhido passo para vcs.

Quer fazer alguma divulgação?
Em Maio de 2009 teremos o II CIRNE (Congresso Internacional de Reabilitação Neuromusculoesquelética e Esportiva), serão mais de 10 palestrantes Internacionais (ING, EUA, AUS, NOR, CAN entre outros) e 15 nacionais.
Para maiores informações entrar no site:
www.cirne2009.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.