Ex-ginasta que perdeu os movimentos do pescoço para baixo, fica em pé durante fisioterapia

A ex-ginasta Lais Souza, de 26 anos, mostrou no Instagram um momento de vitória em sua recuperação para recuperar os movimentos. “Fisioterapia. Ficar em pé a parte mais legal (com ajuda)”, legendou ela.

Em 2014, Lais perdeu os movimentos do pescoço para baixo durante preparação em esqui aéreo nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2014, em Sochi. Ela se chocou com uma árvore em Salt Lake City, nos EUA, e teve suma lesão séria na terceira vértebra (C3) da coluna cervical.

Os internautas, claro, comemoraram a conquista de Lais. “Força, Lais, muita força! Estamos em casa sempre rezando por você!”, escreveu uma seguidora. “Isso é so o começo, meu amor!”, celebrou uma outra internauta. Mensagens como “Já já você vai ficar [em pé] sozinha..”, “você é merecedora de todas as bênçãos que estão por vir” e “linda, parabéns pelo progresso, você é uma guerreira” também foram deixadas pelos admiradores da ex-ginasta.

 

Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

2 comentários em “Ex-ginasta que perdeu os movimentos do pescoço para baixo, fica em pé durante fisioterapia”

  1. Jean Salgado?

    Ficaria feliz se a REVISTA ESPECIALIZADA EM FISIO, especificasse os benefícios de ficar em pé, o que influencia uma lesão em c3, se é completa, incompleta. Existe uma indicação para ortostase? e contra indicação e riscos? qual a explicação fisiológica? Parece que eu li uma reportagem da Contigo, tudo é muito vago.

    1. Fala Jean, você quer especificar os benefícios? Nosso post foi realmente apenas um “clipping” de artigo publicado em outro veículo, mas seria muito legal ter toda esta especificação. Se vc quiser nos enviar, colocaremos aqui com sua autoria é claro. Ou se algum colega quiser fazer esta gentileza, eu ficaria muito grato.

      Att,
      Dr. Oston Mendes
      editor
      Revista NovaFisio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.