Entrevista com a atriz Cristiane Machado

A carioca Cristiane Machado já brilhou em novelas como “Duas Caras”, “Negócio da China”; “Malhação” e “Amor a Vida”, todas na TV Globo. Em 2011, foi musa da abertura da novela “Passione”, quando teve seu rosto retratado pelo artista plástico Vik Muniz. Nas telonas foi convidada pelo diretor americano Josh Taft, para viver Maria, no longa com título provisório de “Fear”. Recentemente, a bela morena foi destaque em todo país por um drama pessoal. Cristiane foi vítima de feminicídio cometido pelo próprio marido. Na entrevista abaixo, a atriz conta aos leitores da Revista NovaFisio, seu drama, sua volta por cima e seus projetos futuros.


Crédito das fotos: Filipe Lisboa

– Você passou por um momento complicado na sua vida pessoal. Foi agredida pelo seu marido. Quando decidiu denuncia-lo?

Quando ele ameaçou me matar e matar meus pais se eu o entregasse. Meu pai é deficiente visual e minha deficiente física. Instalei as câmeras. Vivia coagida, com medo das ameaças dele. Não podia discordar de nada. Até que um dia, após quase 20 dias da primeira audiência, ele chegou muito nervoso porque a filha dele colocou no laudo, na clínica que ele ficou internado, que ele maltratava as mulheres. Pedi para ver o laudo e ele estava muito nervoso, brigando por telefone com a família inteira. Quando pedi o laudo para ver, ele bateu na minha mão e me deu um empurrão e não deixou eu sair de casa. Fiquei em cárcere privado. Eu queria ir embora e ele não deixava, batia na minha cachorra com pá de lareira de ferro, pegou um fio de telefone grosso e me enforcou e ali achei que ia morrer. Ele falou que ia me matar e acabar com minha vida. Ele apertava tanto meu pescoço, me enforcando, que já não conseguia respirar. Até que soltou e pegou um cinto, quando ameacei sair e disse que acabaria com minha vida. Fiquei em cárcere privado e só consegui sair quando ele deitado, mandou eu deitar, e dormiu. Foi uma madrugada de terror. Amanheci, os funcionários chegaram. Temos um caseiro que é motorista, chamado Fabio, que faz dupla função, inclusive eu não podia mais sair sozinha. Ele, pedia todas as minhas coordenadas para o Fábio . Entreguei minha cachorra para o funcionário levar para meu pai  e meu computador . Ele ainda fotografou meu pescoço com celular dele, porque o meu havia sido quebrado pelo Sérgio. Tentei achar minha bolsa com documentos e dinheiro porque ele tinha sumido com ela. Quando ele acordou, desci e ele querendo as provas que eu tinha contra ele. Falei que subiria e só iria dar ordens para empregada limpar a casa, que ele tinha destruído, incluindo meu outro computador, meu celular e meu HD externo com todo meu acervo de atriz . Quebrou o HD jogando em mim e ameaçando me matar. Saí no dia seguinte escondida, com a roupa do corpo, sem documentos porque ele tinha sumido com minha bolsa e tudo meu. Saí da casa só porque os funcionários chegaram e ele queria disfarçar. Fugi e ele ficou atrás de mim na delegacia e IML para me impedir de denunciar, mas consegui.

– Ele está preso. Como está sua vida agora?

Ele tenta sair com vários habeas corpus . Agora alegou que precisa operar. Eu vivo em um medo horrível. Tenho medo pela minha vida e pela dos meus pais deficientes. Ele falou que se eu o entregasse, ele me matava e matava os meus pais .  Ele está em uma prisão preventiva em Bangu 8 . 

– Todo o país pode ver cenas fortes de violência doméstica cometidas pelo seu marido contra você. Você ficou  com alguma sequela?

 Muitas. Na alma, inúmeras. Estou com um coágulo do meu tímpano perfurado por um golpe dele , e isso prejudicou inclusive meu trabalho como atriz porque sou dubladora também. Tenho uma cicatriz de um vidro que entrou no meu braço, ele me esganando. Estou depressiva pós trauma. É horrível. Minha vida foi roubada e ele, na pós denúncia, faz de tudo para que seja ainda pior. Recebi ameaças, sou vigiada . Um homem com dinheiro acha que pode tudo . –

– Você já teve algum problema que tenha te levado a fazer fisioterapia? Qual foi?


Sim . Tendinite. Por esforço repetitivo . 

– Quantas vezes e como foram as sessões?

 Fiz duas séries de 10 sessões e melhorou muito. Só aparece quando estou em excesso de digitação.

– A fisioterapia te ajudou? Qual foi a importância dela para sua recuperação?

Me ajudou porque aprendi maneiras de suavizar o problema, o que devo evitar e a dor que sentia, parou.

– Fez algum trabalho específico para prevenir novas lesões?

Sigo as orientações sempre: não escrever muito ou dar um tempo de descanso. Ter boa postura.  São dicas que levo e tento sempre fazer .


Crédito das fotos: Filipe Lisboa

1 comentário em “Entrevista com a atriz Cristiane Machado”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.