Empregos no setor de produtos para saúde crescem 6,3% no primeiro semestre deste ano

z

Empregos no setor de produtos para saúde crescem 6,3% no primeiro semestre deste ano

 

Um balanço feito pela consultoria econômica da Aliança Brasileira da Indústria Inovadora em Saúde (ABIIS), entidade que agrupa três associações – Abimed, Abraidi e CBDL – mostra que no primeiro semestre de 2013, a geração de empregos no setor foi 6,3% superior àquela verificada no mesmo período do ano passado. Foram gerados 3.453 novos empregos nas atividades industriais e comerciais do setor de materiais e equipamentos para medicina e diagnóstico.

Entre os segmentos do setor, o de comércio atacadista de máquinas e aparelhos para uso odonto-médico-hospitalar, destaca-se com o in­cremento de 8,8% na oferta de vagas em 12 meses.

O desempenho do segmento de comércio atacadista de máquinas e aparelhos para uso odonto-médico-hos­pitalar também foi positivo no primeiro semestre do ano, período em que houve crescimento de 6,7% na geração de novas vagas.

De acordo com Carlos Eduardo Gouvêa, presidente da ABIIS, o crescimento no número de empregos gerados quase que se iguala ao percentual de crescimento do setor. “Em relação ao primeiro semestre de 2012, houve um crescimento de 6,5% na produção industrial de equipa­mentos de instrumentação médico­-hospitalar e ópticos”, afirma.

“Já as vendas no comércio varejis­ta de artigos farmacêuticos, médicos e ortopédicos, apre­sentaram crescimento de 8,6% de ja­neiro a junho de 2013 ante o mesmo período do ano anterior”, revela e finaliza o presidente da ABIIS.

Sobre a ABIIS

A Aliança Brasileira da Indústria Inovadora em Saúde (ABIIS) é uma união de três entidades representativas do segmento de produtos e equipamentos médico-hospitalares e de diagnóstico in vitro: Associação Brasileira da Indústria de Alta Tecnologia de Equipamentos, Produtos e Suprimentos Médico-Hospitalares (Abimed), Associação Brasileira de Importadores e Distribuidores de Implantes (Abraidi) e Câmara Brasileira de Diagnóstico Laboratorial (CBDL). Juntas, as associações somam cerca de 400 empresas atuantes na produção, importação, exportação e distribuição de produtos e equipamentos médicos para diagnóstico, prevenção e tratamento em saúde. Esses produtos, entre máquinas de Raio X, marca-passos, stents e kits e reagentes para diagnóstico, representam 7% do total de gastos com saúde no país.

1 comentário em “Empregos no setor de produtos para saúde crescem 6,3% no primeiro semestre deste ano”

  1. Sugiro a todos que queiram iniciar na área de vendas de produtos para saúde que acessem o site http://www.cappefisio.com.br e conheçam a Licença CAPPE.
    Como licenciado CAPPE você iniciará seu negócio contando com profissionais altamente qualificados para lhe dar todo o suporte operacional e administrativo.

    CAPPE material médico-hospitalar
    Loja exemplo: Neofisio – http://www.neofisio.com.br
    37 3213-2913

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.