Dor nas costas: As bactérias serão mesmo as culpadas?

O que a dor nas costas e acne crônica têm em comum? Mais do que as pessoas pensam. Um grupo da Universidade do Sul da Dinamarca descobriu que a mesma bactéria que provoca acne pode ser a culpada por até 40% dos casos de dor lombar. Além disso, essas infecções, segundo os pesquisadores dinamarqueses, podem ser tratadas com antibióticos.

Os pesquisadores trabalharam com médicos em Birmingham, Inglaterra, e estudaram amostras de tecido extraídas de pacientes que sofrem de dor crônica nas costas. Eles descobriram que quase metade foram infectados por bactérias e que, cerca de 80%, foi pela bactéria Propionibacterium acnes, que comumente causam acne.

Eles também descobriram que a dor pode ser tratada com antibióticos. Em um artigo publicado no European Spine Journal, os pesquisadores mostraram que um tratamento de 100 dias com antibióticos reduziu a dor em 80% dos pacientes. Os resultados são indiscutíveis, disse Manniche. Aqueles que receberam o remédio durante três meses melhoraram de forma significativa vários fatores, como: nível de dor, funcionalidade e capacidade de trabalho.

Essa descoberta poderia abrir novas e mais baratas opções de tratamento para pacientes que sofrem de dor lombar, embora nem todos irão se beneficiar do tratamento. Isso não vai ajudar pessoas com dor nas costas aguda ou sub-aguda – apenas aqueles com dor lombar crônica, disse Hanne Albert, outro pesquisador da equipe, ao jornal The Guardian.

Apesar disso, Peter Hamlyn, um cirurgião da Universidade de Londres, disse que o tratamento poderia ser uma alternativa para um grande número de doentes. Isso é grande, disse Hamlyn ao The Guardian. Estamos falando, possivelmente, em metade de todas a cirurgias de coluna para dor lombar sendo substituída por antibióticos”.

Considerando o grande número de pessoas que são afetadas pela dor lombar crônica, e os custos com o seu tratamento, esta descoberta está sendo considerada candidata ao Prêmio Nobel. A pesquisa tem sido comparada à descoberta da bactéria culpada pela úlcera de estômago, a Helicobacter pylori.

Fonte: DM

Jacqueline Marinho
Fisioterapeuta formada pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)
Pós-graduanda em Fisioterapia nas Disfunções Biomecânicas com foco em Coluna Vertebral – Facudade Einstein
Fisioterapeuta Home Care (Domiciliar)
Colunista no Queimadas no Foco (http://queimadasnofoco.blogspot.com.br/)
Colunista NovaFisio (https://www.novafisio.com.br/author/jacqueline-marinho/)
E-mail: jckfisio@gmail.com
FanPage: https://www.facebook.com/drajacquelinemarinho/

Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.