“Djokovic está desejoso de voltar”, diz novo fisioterapeuta

A três meses do arranque da próxima temporada, “Novak Djokovic está desejoso de voltar” ao lugar onde foi pouco feliz em 2017. Quem traz a garantia é Ulises Badio, o fisioterapeuta contratado recentemente pelo sérvio de 30 anos para tratar a lesão no cotovelo que o atirou para fora da presente época no final de julho, logo após o torneio de Wimbledon.

“O Novak sofreu uma lesão complicada e nós estamos a tentar controlá-la”, disse o argentino ao ‘La Nacion’. “Era necessário tempo para recuperar. A decisão que ele tomou [de não jogar o resto do ano] permitiu-nos planear um calendário de recuperação e não cometer erros durante o tratamento”, explicou o novo membro da equipa de Djokovic, que  “não vê a hora de regressar”, revela.

Badio é perito em Cinesiologia (ciência que estuda o movimento) e fisioterapeuta especializado em acupuntura e outras terapias chinesas, tendo uma vasta experiência em tratamento de lesões no braço, desenvolvida numa clínica em Itália. Do seu currículo consta ainda o trabalho desenvolvido no torneio de Roma, como fisioterapeuta.

Por agora, Badio está dedicado a tempo inteiro a Djokovic, que mantém Andre Agassi como o seu principal treinador para 2018. “Li o livro dele, e achei-o comovente. Agora conheço-o e parece-me ser uma pessoa cativante”.

Djokovic, recorde-se, separou-se da equipa técnica que o acompanhou na última década, em maio deste ano, que era composta por Marian Vajda (treinador), Gebhard Phil Gritsh (preparador físico) e Miljan Amanovic (fisioterapeuta).

Fonte: http://bolamarela.pt

Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.