Divulgação científica: “Efeito da TENS na dor torácica e complicações pós operatórias”.

Efeito da TENS na dor torácica e complicações pós operatórias

A dor está presente em muitos procedimentos cirúrgicos. A toracotomia é conhecida por aumentar os níveis de dor nos pacientes após os procedimentos cirúrgicos. Além disto, a função pulmonar, devido à dor no período pós-operatório, pode levar a diversas complicações como retenção de secreções, atelectasias e hipóxia. Geralmente são utilizados opióides analgésicos para prevenir as dores, porém muitos pacientes apresentam efeitos colaterais às medicações.

A estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS) é uma modalidade eletroterapêutica com a principal finalidade de modular a dor tanto de maneira periférica (Teoria das comportas) quanto em nível central (liberação de mediadores químicos). Apesar de fisioterapeutas conhecerem muito bem este recurso na prática clínica, sempre haverá a necessidade de engrossar os fundamentos científicos e melhorar a escolha de parâmetros de aplicação deste recurso por meio de estudos científicos para o uso da TENS em dores provocadas em pacientes recém operados.  Recentemente Sezen et al (2017 – link ao final), investigaram o uso da TENS nas dores provocadas por cirurgias torácicas em 87 pacientes randomizados em dois grupos: experimental e controle.

Os parâmetros adotados no estudo foram:

Intensidade: nível sensorial

Largura do pulso: 100 microssegundos

Tempo de estímulo: aplicado em intervalos de 8 horas

Frequência: 100 Hertz

Colocação eletrodos: 4 eletrodos (5×5 cm) foram dispostos em volta da incisão torácica de forma paralela, cerca de 2 cm afastados da borda da incisão.

A TENS (experimental ou placebo) foi aplicada num intervalo de 8 horas pós a cirurgia em conjunto com as medicações de rotina (Diclofenaco de sódio e Tramadol) para ambos os grupos. A escala visual analógica foi utilizada para avaliar a dor. Outras avaliações como pressão sanguínea, saturação e frequência cardíaca também foram avaliadas antes e após a aplicação da TENS, além de investigação das complicações pós-operatórias em cada paciente.

Conclusões:

  • A diminuição do quadro álgico facilita o padrão normal respiratório do paciente;
  • A estimulação elétrica se mostrou segura e efetiva como terapia coadjuvante no controle da dor pós toracotomia, apesar de não afetar a duração da hospitalização dos pacientes;
  • A TENS pode reduzir a necessidade de doses altas de fármacos analgésicos.

Transcutaneous electrical nerve stimulation effect on postoperative complications

Celal Bugra Sezen, Suleyman Anil Akboga, Ali Celik, Cem Emrah Kalafat, Abdullah Irfan Tastepe

Asian Cardiovascular and Thoracic Annals

Vol 25, Issue 4, pp. 276 – 280

First published date: March-28-2017

DOI: https://doi.org/10.1177/0218492317703838

 

Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.