DESENVOLVIMENTO CEREBRAL, ESTIMULAÇÃO AMBIENTAL E NEUROPLASTICIDADE

Ao contrário dos demais órgãos, o cérebro completa uma parte muito importante do seu desenvolvimento após o nascimento e durante os primeiros anos de vida. Nesta fase, nosso cérebro aprende com o meio ambiente. Para que desenvolva plenamente as capacidades sensoriais, motoras e cognitivas, os vários bilhões de neurônios tem que se comunicar de forma adequada formando conexões chamadas sinapses. Esta tarefa não é fácil, e é por isso que o cérebro é tão dependente do ambiente. Durante os primeiros anos de vida a estimulação ambiental “modela” o padrão de conexão entre neurônios, possibilitando o progressivo amadurecimento funcional que observamos nas crianças. Por ser tão dependente de fatores ambientais, o cérebro necessita de estímulos “adequados” e nesta fase do desenvolvimento podem surgir erros de conexão levando a alterações permanentes na vida adulta.
Quais seriam então os “estímulos adequados” ao desenvolvimento do cérebro? De certa forma nosso cérebro é pouco exigente e tudo o que necessitamos é uma experiência “normal” e variada. Por “normal” entendemos os estímulos comuns do nosso dia-a-dia: a interação com outras crianças e com adultos, a possibilidade de manusear e experimentar objetos, a possibilidade de ouvir música e ritmos variados, a participação em atividades lúdicas, enfim, aquilo que todos nós consideramos como uma vivência saudável. O problema surge quando o desenvolvimento cerebral ocorre sob certas condições que alteram significativamente a interação da criança com o seu meio. Condições sócio-econômicas precárias podem levar à privação afetiva pela ausência prolongada da mãe, à carência de estimulação sensorial e à desnutrição. Esta última é uma condição muito grave, pois a maioria dos neurotransmissores utilizados para a comunicação entre neurônios são derivados de aminoácidos e, portanto dependem da ingesta de proteínas. Por esse motivo a desnutrição, se presente durante os primeiros anos de vida, pode levar a alterações no desenvolvimento do potencial individual.
O papel da estimulação ambiental no desenvolvimento do cérebro fica muito evidente em patologias. Como exemplo clássico, podemos citar o estrabismo. Nesta condição o desalinhamento dos dois olhos tende a gerar imagens duplas. O cérebro imaturo, em uma tentativa de adaptação funcional, tende a “eliminar” uma destas imagens. Esta “estratégia” acaba por diminuir drasticamente a capacidade visual de um dos olhos, geralmente o mais desalinhado, devido ao desuso das conexões cerebrais. Por isso, as crianças em tratamento de estrabismo devem utilizar tampões, alternadamente em cada olho, com o objetivo de se impedir a perda funcional do olho mais desalinhado.
Portanto, crianças bem estimuladas, interagindo com ambientes que despertam o seu interesse, desenvolvem mais rapidamente as suas habilidades motoras e intelectuais, e aprendem com mais facilidade.. Esta fase do desenvolvimento é conhecida como “período crítico” e se estende desde o nascimento até 5-8 anos. É neste período, o cérebro formará seus contatos sinápticos e, dando forma às habilidades e características de cada indivíduo. Um período crítico longo como o da espécie humana, facilita a nossa adaptação às várias condições ambientais do planeta e permite que, mesmo uma exposição temporária às condições inadequadas, não deixe cicatrizes significativas no desenvolvimento cerebral.
Mas e quanto aos adolescentes e adultos? O cérebro continua sendo capaz de se adaptar e aprender com a experiência? Felizmente, a resposta é SIM. Várias áreas cerebrais relacionadas com memória e aprendizado continuam funcionais, mesmo em indivíduos de idade avançada. Recentemente a literatura científica tem demonstrado que mesmo o cérebro adulto se modifica com a experiência e pode se recuperar de forma surpreendente após lesões. Estes estudos só têm reforçado a tese de que quanto mais ativo o cérebro, melhor é o seu desempenho, mais rápida se dá a recuperação funcional e menores as chances de doenças degenerativas. Portanto, mãos à obra, pois nosso cérebro desde a infância e na vida adulta clama por atividade!

Claudio A. Serfaty
Chefe do Laboratório de Plasticidade Neural
Universidade Federal Fluminense

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

CURRICULUM
Claudio Alberto Serfaty
e-mail: claudioserfaty@aol.com

FORMAÇÃO ACADÊMICA/TITULAÇÂO

1988 – 1994 Doutorado em Ciências Biológicas (Biofísica).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Rio de Janeiro, Brasil.
Título: INTERAÇÕES BINOCULARES DETERMINAM LAMINAÇÃO E PLASTICIDADE DE
PROJEÇÕES RETINOTECTAIS, Ano de obtenção: 1994.
Orientador: RAFAEL LINDEN.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico/DF,
CNPQ/DF, Brasil.
1985 – 1988 Mestrado em Ciências Biológicas (Biofísica).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Rio de Janeiro, Brasil.
Título: LAMINACAO E SEGREGACAO BINOCULAR ANOMALAS NAS PROJECOES
RETINOTECTAIS DO RATO, Ano de obtenção: 1988.
Orientador: RAFAEL LINDEN.
1985 – 1986 Aperfeiçoamento/Especialização em Biofisica.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Rio de Janeiro, Brasil.
1979 – 1984 Graduação em Medicina.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Rio de Janeiro, Brasil.

ATUAÇÃO PROFISSIONAL

Universidade Federal Fluminense – UFF

Vínculo institucional
1991 – Atual Vínculo: Servidor público ou celetista, Regime: Dedicação exclusiva.
1990 – 1991 Vínculo: Professor visitante.

Atividades
6/2001 – Atual Pesquisa e desenvolvimento, Instituto de Biologia, Departamento de
Neurobiologia.

Linhas de pesquisa
1. Auxílio FAPERJ ao projeto de pesquisa Neuroplasticidade Natural e Induzida no Sistema Visual
de Roedores: Papel de Moléculas de Sinalização Sináptica.

3/2000 – Atual Direção e administração, Instituto de Biologia, Departamento de
Neurobiologia.

Cargos ou funções
1. Chefe de departamento.

8/1998 – Atual Ensino de pós-graduação, Neuroimunologia.

Disciplinas ministradas
1. Plasticidade Sináptica.

8/1998 – Atual Ensino de pós-graduação, Neuroimunologia.

Disciplinas ministradas
1. NEUROBIOLOGIA CELULAR II – MESTRADO EM NEUROIMUNOLOGIA.

7/1998 – Atual Pesquisa e desenvolvimento, Mestrado Em Neuroimunologia.

Linhas de pesquisa
1. Docente/Orientador do Mestrado em Neuroimunologia da UFF.

3/1996 – Atual Direção e administração, Instituto de Biologia, Departamento de
Neurobiologia.

Cargos ou funções
1. Membro de colegiado superior.

6/1994 – Atual Pesquisa e desenvolvimento, Instituto de Biologia, Departamento de
Neurobiologia.

Linhas de pesquisa
1. Projeto de Pesquisa “Mecanismos de Desenvolvimento e Plasticidade de Axônios Visuais: Papel
de Mensageiros Retrógrados e Neurotransmissores.

3/1991 – Atual Ensino de graduação, Instituto de Biologia, Departamento de Neurobiologia.

Disciplinas ministradas
1. DISCIPLINA “NEUROBIOLOGIA” PARA O CURSO DE MEDICINA.

7/1997 – 3/2000 Serviços técnicos especializados, Instituto de Biologia, Departamento de
Neurobiologia.

Serviços realizados
1. Membro Comitê Interno de Pesquisa da Pró-Reitoria de Pesquisa -PROPP/UFF.

3/1996 – 3/2000 Direção e administração, Instituto de Biologia, Departamento de
Neurobiologia.

Cargos ou funções
1. Sub-chefe de departamento.

3/1994 – 3/2000 Direção e administração, Instituto de Biologia, Departamento de
Neurobiologia.

Cargos ou funções
1. COORDENADOR DO CURSO DE ESPECIALIZACAO EM NEUROBIOLOGIA.

10/1999 – 10/1999 Pesquisa e desenvolvimento, Instituto de Biologia, Departamento de
Neurobiologia.

Linhas de pesquisa
1. Auxílio FAPERJ para a 29a. Reunião Anual da Society for Neurocience, MIAMI.

8/1995 – 8/1997 Pesquisa e desenvolvimento, Instituto de Biologia, Departamento de
Neurobiologia.

Linhas de pesquisa
1. Auxílio Integrado CNPq – projeto “Desenvolvimento e Plasticidade do Sistema Retinotectal”.

6/1996 – 6/1997 Pesquisa e desenvolvimento, Instituto de Biologia, Departamento de
Neurobiologia.

Linhas de pesquisa
1. Auxílio FAPERJ ao projeto “Mecanismos de Plasticidade de Projeções Retinotectais”.

3/1993 – 1/1997 Pesquisa e desenvolvimento, Instituto de Biologia, Departamento de
Neurobiologia.

Linhas de pesquisa
1. Convênio UFF-FINEP – Linha de Pesquisa “Desenvolvimento e Plasticidade do Sistema
Retinotectal”.

10/1996 – 10/1996 Pesquisa e desenvolvimento, Instituto de Biologia, Departamento de
Neurobiologia.

Linhas de pesquisa
1. Auxílio FAPERJ para a 26a. Reunião da Society for Neuroscience – Washington, DC.

Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ

Vínculo institucional
1998 – 2001 Vínculo: Colaborador.

Atividades
9/2001 – Atual Pesquisa e desenvolvimento, Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho,
Programa de Biofísica.

Linhas de pesquisa
1. Projeto de pesquisa associado ao Projeto Temático da FAPERJ ” “.

3/1998 – Atual Pesquisa e desenvolvimento, Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho,
Programa de Biofísica.

Linhas de pesquisa
1. Membro do projeto PRONEX/MCT – “Neurobiologia Celular e Neuroquímica da Retina”.

8/1994 – Atual Ensino de pós-graduação, Ciências Biológicas (Biofísica).

Disciplinas ministradas
1. Plasticidade Sináptica.

4/1997 – 4/2001 Extensão universitária, Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, Programa
de Biofísica.

Atividades de extensão realizadas
1. Orientação da tese de doutorado de Paula Campello Costa.

3/1997 – 3/1999 Pesquisa e desenvolvimento, Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho,
Programa de Biofísica.

Linhas de pesquisa
1. Convênio FINEP/PAN UFRJ – projeto de pesquisa “Mecanismos de Desenvolvimento e
Plasticidade de Axônios Visuais: Papel de Mensageiros Retrógrados e Neurotransmissores.

8/1994 – 4/1997 Extensão universitária, Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, Programa
de Biofísica.

Atividades de extensão realizadas
1. Orientação da Tese de Mestrado de Paula Campello-Costa.

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES

Vínculo institucional
1989 – 1989 Vínculo: Outro, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades
6/1989 – 7/1989 Estágios, Ufrj, Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho.

Estágios realizados
1. Projeto Sanduíche – Department of Human Anatomy, Oxford University.

PRÊMIOS E TÍTULOS

1999 Premio UFF-Vasconcelos Torres de Ciência e Tecnologia, Propp-UFF/CNPq-PIBIC.
1997 Premio UFF-Vasconcelos Torres , Propp-UFF/CNPq-PIBIC .

PRODUÇÃO CIENTÍFICA, TECNOLÓGICA E ARTÍSTICA/CULTURAL

7.1 PRODUÇÃO BIBLIOGRÁFICA

7.1.1 Trabalhos completos em eventos

1 SERFATY, Claudio Alberto, LINDEN, Rafael. Anomalous Segregation Of Binocullar Afferents To The
Superior Collicu-Lus In Rats. In: ANAIS DA ACADEMIA BRASILEIRA DE CIENCIAS, 1986, Rio de
Janeiro. Anais da Ac Bras. Ciências. Rio de Janeiro: 1986. v.58. p.559-560.

2 SERFATY, Claudio Alberto, LINDEN, Rafael. A Gradient Of Development Of The Ispilateral
Retinocollicular Projection In Newborn Rats. In: REUNAO ANUAL DA FBFIS, 1985, São Paulo. Braz. J.
Med. Biol. Res. 1985. v.18. p.637.

3 SERFATY, Claudio Alberto, LINDEN, Rafael. Evidence For Cell Type Dependence Of Competitive
Interactions Among Developing Retinal Ganglion Cells. In: REUNIAO ANUAL DA SBFIS, 1984, São
Paulo. Brazilian Journal Med. Biol. Res. SAO PAULO: 1984. v.17. p.409-0.

4 SERFATY, Claudio Alberto, CARVALHO, Roberto Paes de. Limits To Plasticity In The Naso-Temporal
Division Of The Developing Retina. In: REUNIAO ANUAL DA FBFIS, 1984, São Paulo. Braz. J. Med.
Biol. Res. 1984. v.18. p.637-0.

7.1.2 Trabalhos resumidos em eventos

1 SERFATY, Claudio Alberto, TEIXEIRA, Alessandra Cisne, KOSLINSKI, Liana. EXPRESSION OF
CALCIUM BINDING PROTEINS AND PHOSPHATASE IN RODENTS VISUAL SYSTEM. In: ISN – RIO
SATELLITE, 2001, Rio de Janeiro. 2001.

2 COSTA, Paula Campello, DAHER, André Bastos, SERFATY, Claudio Alberto. RETROGRADE
MESSENGER IN THE DEVELOPMENT AND PLASTICITY OF RODENTS VISUAL SYSTEM. In: ISN –
RIO SATELLITE, 2001, Rio de Janeiro. 2001.

3 SERFATY, Claudio Alberto. Role of serotonin and the plasticity of retinotectal projections in a lesion
model. In: XVI REUNIÃO ANUAL DA FEDERAÇÃO DE SOCIEDADES DE BIOLOGIA EXPERIMENTAL,
2001, Caxambú. 2001.

4 CAMPELLO-COSTA, Paula, DAHER, André Bastos, SERFATY, Claudio Alberto. Análise da
imunorreatividade para GAP-43 no desenvolvimento do colículo superior de ratos. In: XV REUNIÃO DA
FESBE, 2000, Caxambú. Res. XV Reunião da FESBE. 2000. p.44-44.

5 KOSLINSKI, Liana Campelo, FREITAS, Marcela Rodríguez de, SERFATY, Claudio Alberto. Expressão
de calbindina no colículo superior durante o desenvolvimento de conexões retinotectais. In: XV
REUNIÃO DA FESBE, 2000, Caxambú. Res. XV Reunião da FESBE. 2000. p.45.

6 BASTOS, Elisa Ferreira, AMARAL, Angélica Rocha, SERFATY, Claudio Alberto. Fluoxetina interfere no
desenvolvimento de topografia do sistema visual. In: XV REUNIÃO DA FESBE, 2000, Caxambú. Res.
XV Reunião da FESBE. 2000. p.45.

7 SERFATY, Claudio Alberto, CAMPELLO-COSTA, Paula, FOSSE JR, Angelo Maurílio, OLIVEIRA,
Claudia Rodrigues de. A role for arachidonic acid pathway in the adult but not in the neonatal retinotectal
topography. In: 29 ANNUAL MEETING, SOCIETY FOR NEUROSCIENCE, 1999, Miami. Society for
Neuroscience Abstracts. 1999. v.25. p.2283-2283.

8 BASTOS, Elisa Ferreira, AMARAL, Angélica Rocha, MARCELINO, Joyce Lira de Souza, SERFATY,
Claudio Alberto. Expansão topográfica dos axônios visuais após tratamento com fluoxetina em períodos
neonatais. In: XIV REUNIÃO DA FESBE, 1999, Caxambú. Resumos da XIV Reunião da FESBE. 1999.

9 AMARAL, Angélica Rocha, MARCELINO, Joyce Lira de Souza, SERFATY, Claudio Alberto. Expansão
topográfica dos axônios visuais após tratamento com fluoxetina em períodos neonatais. In: SEMINÁRIO
UFF DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 1999, Niterói. Resumos do Seminário UFF de Iniciação Científica –
1999. 1999.

10 CAMPELLO-COSTA, Paula, FOSSE JR, Angelo Maurílio, OLIVEIRA, Claudia Rodrigues de, SERFATY,
Claudio Alberto. Influência de metabólitos do ácido araquidoônico na manutenção das projeções
retinotectais de roedores após a terceira semana do desenvolvimento. In: XIV REUNIÃO DA FESBE,
1999, Caxambú. Resumos da XIV FESBE. 1999.

11 FOSSE JR, A. M., CAMPELLO-COSTA, Paula, SERFATY, Claudio Alberto. Estudo do papel do ácido
araquidônico no desenvolvimento e plasticidade do sistema visual. In: XIII REUNIÃO DA FESBE, 1998,
Caxambú. Res. XIII Reunião FESBE. 1998.

12 BASTOS, E. F., AMARAL, A. R., MARCELINO, J. L. S., SERFATY, Claudio Alberto. Papel da fluoxetina
no desenvolvimento topográfico e plasticidade do sistema visual. In: XIII REUNIÃO DA FESBE, 1998,
Caxambú. Res, XIII Reunião FESBE. 1998.

13 RIBEIRO, J. C., FOSSE JR, A. M., CAMPELLO-COSTA, Paula, SERFATY, Claudio Alberto. Ácido
araquidônico e óxido nítrico: estudo do papel de mesnageiroos retrógrados no desenvolvimento e
plasticidade de axônios visuais. In: VII SEMINÁRIO UFF DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 1997, Niterói.
1997.

14 BASTOS, Elisa Ferreira, AMARAL, Angélica Rocha, MARCELINO, J. L. S., SERFATY, Claudio Alberto.
Fluoxetina modula a plasticidade pós-lesão do sistema visual. In: XII REUNIÃO FESBE, 1997, Caxambú.
Res. XII Reunião FESBE. 1997.

15 MARCELINO, J. L. S., AMARAL, A. R., BASTOS, E. F., SERFATY, Claudio Alberto. Papel da fluoxetina
nos mecanismos de maturação e plasticidade de projeções retinotectais no sistema visual de ratos. In:
VII SEMINÁRIO UFF DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 1997, Niterói. 1997.

16 CAMPELLO-COSTA, Paula, CARVALHO, R. Paes, SERFATY, Claudio Alberto. Estudo da ontogênese
da óxido nítrico sintase em homogenados de col[iculo superior de ratps. In: XI REUNIÃO ANUAL DA
FESBE, 1996, Caxambú. Res. XI R. FESBE. 1996.

17 FOSSE-JÚNIOR, A., RIBEIRO, J. C., MARCELINO, J. L. S., CAMPELLO-COSTA, Paula, SERFATY,
Claudio Alberto. Óxido nítrico e plasticidade: estudo da reorganização de axônios retinotectais após
lesões de retina. In: XI REUNIÃO ANUAL DA FESBE, 1996, Caxambú. Res. XI RA Fesbe. Caxambú:
1996.

18 SERFATY, Claudio Alberto, CAMPELLO-COSTA, Paula, CARVALHO, Roberto Paes de. Plasticity in the
Retinotectal Pathways: Nitric Oxide Syntase Blockade Enhances Reorganization of the Uncrossed Axons
Following Retinal Lesions. In: 26 ANNUAL MEETING SOCIETY FOR NEUROSCIENCE, 1996,
Washington. Soc. Neurosci.Abst. Washington: 1996. v.1. p.40.

19 CAMPELLO-COSTA, Paula, PEREIRA, Mg, RIBEIRO, Jamila Costa, FARIA, Mh, GEOLAS, Gd,
CARVALHO, Roberto Paes de, SERFATY, Claudio Alberto. Bloqueio da No-Sintase Amplifica A
Reorganizacao de Axonios Retino Tectais Apos Lesoes de Retina. In: X REUNIAO ANUAL DA FESBE,
1995, Serra Negra. Res. X Reunião FESBE. 1995. p.83.

20 SERFATY, Claudio Alberto, CAMPELLO-COSTA, Paula, LINDEN, Rafael. Plasticidade Lenta e de Longo
Prazo das Projecoes Retinotectais Em Ratos. In: III REUNIAO DE NEUROCIENCIAS DO RIO DE
JANEIRO, 1994, Niterói. Res. III R. Neurosci. E.R.J.. 1994. p.0-0.

21 CAMPELLO-COSTA, Paula, SERFATY, Claudio Alberto, LINDEN, Rafael. Lesao Unilateral de Retina
Induz Plasticidade das Projecoes Retino- Tectais Em Ratos Neonatos. In: VIII REUNIAO ANUAL DA
FESBE, 1993, Caxambú. Res. VII R. Fesbe. 1993. p.0-0.

22 SERFATY, Claudio Alberto, CAMPELLO-COSTA, Paula, LINDEN, Rafael. Plasticidade de Axonios
Retinianos No Sistema Visual de Mamiferos. In: III SEMANA CIENTIFICA, INSTITUTO DE BIOLOGIA,
UFF, 1993, Niteroi. Res. III S.C.IB-UFF. 1993. p.0-0.

23 SERFATY, Claudio Alberto, LINDEN, Rafael. Development Of Abnormal Laminar Selection And
Segregation Of Retino- Tectal Pathways In Rats. In: SOCIETY FOR NEUROSCIENCE, 1992, Anaheim.
Soc. Neurosci. Abst. 1992.

24 SERFATY, Claudio Alberto, FTENÓRIO, OTERO, R Mendez, LINDEN, Rafael. Mk-801 Altera A
Laminacao de Projecoes Retinotactais Em Ratos. In: VII REUNIAO ANUAL DA FESBE, 1992, Caxambú.
Res. VII Reunião FESBE. 1992. p.0-0.

25 SERFATY, Claudio Alberto, LINDEN, Rafael. Regulacao de Laminacao de Aferentes Retinotectais No
Rato. In: II CONGRESSO DO INSTITUTO DE BIOFISICA – UFRJ, 1991, Rio de Janeiro. Res. II Cong.
IBCCF-UFRJ. 1991. p.0-0.

26 SERFATY, Claudio Alberto, LINDEN, Rafael. Regulacao de Laminacao de Aferentes Retinotectais No
Rato. In: VI REUNIAO DA FESBE, 1991, Caxambú. Res. VI Reunião FESBE. 1991. p.7-0.

27 LINDEN, Rafael, ARAÚJO, Eg, PINON, L, SERFATY, Claudio Alberto. Afferent Controls Of Neuronal
Development In The Central Nervous System. In: I SOVIET-FLUMINENSE MEETING IN
NEUROSCIENCE, 1990, Rio de Janeiro. Res. Sov-Fluminense Meeting in Neuroscience. RIO DE
JANEIRO: 1990. p.11.

28 SERFATY, Claudio Alberto, LINDEN, Rafael. Desenvolvimento de Laminacao e Segregacao Binocular
Anomalas No Coliculo Superior Induzidas Por Lesoes Neonatais No Rato. In: V REUNIAO DA FESBE,
1990, Caxambú. Res. V Reunião FESBE. 1990. p.10-0.

29 SERFATY, Claudio Alberto, LINDEN, Rafael. Desenvolvimento de Laminacao e Segregacao Binocular
Anomalas Nas Projecoes Retinotectais Induzidas Por Lesoes Neonatais No Rato. In: I CONGRESSO DO
INSTITUTO DE BIOFISICA DA UFRJ, 1989, Rio de Janeiro. Res. I Congresso do Instituto de Biofísica –
UFRJ. 1989. p.20.

30 SERFATY, Claudio Alberto, LINDEN, Rafael. Laminar Segregation Of Binocular Afferents To The Rat
Tectum Induced By Neonatal Lesions Of The Optic Tract. In: SOCIETY FOR NEUROSCIENCE, 1987,
New Orleans. Soc. Neurosci. Abst. 1987. v.13. p.591.

31 SERFATY, Claudio Alberto, LINDEN, Rafael. Organizacao e Desenvolvimento de Laminacao Aberrante
Nas Projecoes Retinocoliculares No Rato. In: II REUNIAO ANUAL DA FESBE, 1987, Rio de Janeiro. Re.
II R. Fesbe. 1987.

32 SERFATY, Claudio Alberto, LINDEN, Rafael. Segregacao Anomala das Projecoes Retinotectais No Rato.
In: I CONGRESSO BRASILEIRO DE NEUROCIENCIAS, 1986, Ribeirão Preto. Res. I Congresso
Brasileiro de Neurociências. 1986.

33 SERFATY, Claudio Alberto, LINDEN, Rafael. Dendritic And Terminal Competition Concur For The
Regulation Of Developmental Neuronal Death In The Retina. In: SOCIETY FOR NEUROSCIENCE, 1984
Anaheim. 1984. v.10. p.463.

7.1.3 Artigos completos publicados em periódicos

1 SERFATY, Claudio Alberto, CAMPELLO-COSTA, Paula, LINDEN, Rafael. Plasticity of Retinotectal
Projections After Small Retinal Lesions in Newborn and Adult Rats. Experimental Neurology, submetido,
2001.

2 CAMPELLO-COSTA, Paula, FOSSE JR, Angelo Maurílio, SERFATY, Claudio Alberto. Role of
Arachdonic Acid Pathway in the Adult but not in the Neonatal Retinotectal Projection. Brain Research, EM
PREPARAÇÃO, 2001.

3 SERFATY, Claudio Alberto, CARVALHO, Monica Valle de. A desnutrição e o papel de aminoácidos
neuroativos no desenvolvimento pós-natal do sistema nervoso central. Cadernos Nepen, Rio de Janeiro,
v.9, p.70-74, 2000.

4 CAMPELLO-COSTA, Paula, FOSSE-JÚNIOR, A., RIBEIRO, Jamila Costa, CARVALHO, Roberto Paes
de, SERFATY, Claudio Alberto. Acute Blockade of Nitric Oxide Synthesis Induces Disorganization and
Amplifies Lesion-induced Plasticity in the Rat Retinotectal Projection. Journal Of Neurobiology, v.44, n.4,
p.371-381, 2000.

5 BASTOS, Elisa Ferreira, MARCELINO, Joyce Lira de Souza, AMARAL, Angélica Rocha, SERFATY,
Claudio Alberto. Fluoxetine-induced plasticity in the rodent visual system. Brain Research, v.824, p.28-35
1999.

6 SERFATY, Claudio Alberto, LINDEN, Rafael. Development Of Abnormal Lamination And Binocular
Segregation In The Retinotectal Pathways Of The Rat. DEV. BRAIN RES., v.82, p.35-44, 1994.

7 SERFATY, Claudio Alberto, LINDEN, R. Evidence That The Relative Densities Of Afferents From Both
Eyes Control Laminar Distribution And Binocular Segregation Of Retinotectalprojections In Rats.
DEVELOPMENTAL BRAIN RESEARCH, v.60, p.9-17, 1991.

8 SERFATY, Claudio Alberto, LINDEN, R., REESE, B. Cell Death And Binocular Competition Among
Retinal Afferents Onto The Superior Colliculus: Lack Of Binocularly Matched Specificity.
DEVELOPMENTAL BRAIN RESEARCH, v.56, p.198-204, 1990.

9 SERFATY, Claudio Alberto, LINDEN, R. Development Of Abnormal Lamination And Binocular
Segregation Of Retinal Afferents Onto The Rat Superior Colliculus. BRAZILIAN JOURNAL OF MEDICAL
AND BIOLOGICAL RESEARCH, v.23, p.663-666, 1990.

10 LINDEN, R., SERFATY, Claudio Alberto. Evidence For Differential Effects Of Terminal And Dendritic
Competition Upon Developmental Neuronal Death In The Retina. NEUROSCIENCE, v.15, p.853-868,
1985.

7.1.4 Artigos resumidos publicados em periódicos

1 SERFATY, Claudio Alberto, LINDEN, Rafael. Anomalous Segregation of Binocular Afferents to the
Superior Colliculus in Rats. Anais da Academia Brasileira de Ciências, v.58, n.4, p.599-600, 1986.

2 SERFATY, Claudio Alberto, LINDEN, Rafael. A Gradient of Development of the Ipsilateral
Retino-collicular Projection in Newborn Rats. Brazilian Journal of Medical and Biological Research, v.18,
n.5-6, p.A637-A637, 1985.

3 SERFATY, Claudio Alberto, LINDEN, Rafael. Evidence for Topographical and Cell-Type Dependence of
Competitive Interactions Among Developing Retinal Ganglion Cells. Brazilian Journal of Medical and
Biological Research, v.17, n.5-6, p.409-409, 1984.

7.2 PRODUÇÃO TÉCNICA

7.2.1 Trabalhos técnicos

1 SERFATY, Claudio Alberto. Participação na banca de tese de doutorado de Paulo Vianney V. Rodrigues.
2001.

2 SERFATY, Claudio Alberto. Participação na banca de tese de doutorado de Simão Pedro Fernandes
Pereira: Atividade Colinérgica Modula a Sobrevivência de Células Ganglionares da Retina de Ratos
Neonatos em Cultura. 2001.

3 SERFATY, Claudio Alberto. Participaçãp na banca de tese de mestrado de Aline Araujo dos Santos.
2001.

4 SERFATY, Claudio Alberto. Participação na Banca de Tese de Mestrado – Despolarização Crônica
Diminui a Proliferação em Culturas de Células Retinianas e Aumenta a Sobrevida das Células
Ganglionares. 2000.

5 SERFATY, Claudio Alberto. Revisor da Tese de Mestrado – AMPc Aumenta a Sobrevida das Células
Ganglionares da Retina em Cultura. Mestrado em Neuroimunologia. 2000.

6 SERFATY, Claudio Alberto. Banca de Exame de Qualificação para Doutor em Ciências – Stevens
Kastrup Rehem. 1999.

7 SERFATY, Claudio Alberto. Participação na banca de tese de doutorado de João Guedes de Franca,
NADPH-DIAFORASE NO ISOCORTEX DE MAMÍFEROS: Neurônios do tipo I e Neurópila Reativa no
Córtex Visual e Somatosensorial. 1999.

8 SERFATY, Claudio Alberto. Paricipação na banca de tese de mestrado de Marco Aurélio Ramos dos
Santos Barbosa Estudo dos componentes do pedúnculo óptico e projeções da retina à lâmina ganglionar
do caranguejo Ucides cordatus. 1998.

9 SERFATY, Claudio Alberto. Participação na Banca de Projeto de Tese de Doutorado de Alfred Sholl
Franco Citocinas: sobrevivência e diferenciação de células da retina de roedores neonatos in vitro e in
vivo. 1998.

10 SERFATY, Claudio Alberto. Participação na banca de tese de doutorado de Silene Maria Araújo Lima
Ontogênese e distribuição de subtipos de fotorreceptores na retina do gambá Didelphis marsupialis
aurita. 1998.

11 SERFATY, Claudio Alberto. Participação na banca do projeto de tese de doutorado de Patrícia Maria
Mendonça Torres Efeitos da interleucina 6 sobre células da retina de ratos neonatos. 1998.

12 SERFATY, Claudio Alberto. Revisor da Tese de Doutorado de Silene Maria Araújo Lima Ontogênese e
distribuição de subtipos de fotorreceptores na retina do gambá Didelphis marsupialis aurita. 1998.

13 SERFATY, Claudio Alberto. Participação na Banca de Exame de Qualificação de Doutorado do Instituto
de Biofísica da UFRJ do aluno José Garcia Ribeiro Abreu Júnior. 1997.

14 SERFATY, Claudio Alberto. Participação na Banca de Monografia de Ana Lúcia Novais Carvalho (Efeitos
Facilitatórios e Inibitórios Observados na Orientação da Atenção Visual. 1997.

15 SERFATY, Claudio Alberto. Participação na Banca de Tese de Mestrado de Adriana da Cunha Faria.
1997.

16 SERFATY, Claudio Alberto. Participação na Banca de Avaliação do Projeto de Tese de Doutorado de
João Guedes de Franca (Neurônios e Neurópila B-NADPH-Diaforase Positivos no Neocórtex de
Gambás). 1996.

17 SERFATY, Claudio Alberto. Participação na Banca de Avaliação do Projeto de Tese de Doutorado e
Exame de Conhecimentos Gerais de João Ricardo Lacerda de Menezes (Neurônios e Neuroblastos nas
Camadas Germinativas do Telencéfalo Pré- e Pós-Natal de Roedores. 1996.

18 SERFATY, Claudio Alberto. Participação na Banca de Tese de Mestrado de Antonio Moraes. 1996.

19 SERFATY, Claudio Alberto. Banca de concurso para Professor Substituto do Departamento de
Neurobiologia da UFF. 1995.

20 SERFATY, Claudio Alberto. Participação na Banca de Avaliação do Projeto de Tese de Doutorado de
Silene Maria Araújo de Lima (Sintase do Óxido Nítrico em Fotorreceptores da Retina do Gambá). 1995.

21 SERFATY, Claudio Alberto. Participação na Banca de Tese de Mestrado de Regina Célia Cussa Kubrusly
(Modulação da Liberação de GABA por Aminoácidos Excitatórios na Retina: L-Aspartato como Agonista
Seletivo de Receptores NMDA). 1995.

22 SERFATY, Claudio Alberto. Participação na Banca de Monografia de Simão Pedro Fernandes Pereira
(Morte Celular Natural e seus Mecanismos de Controle). 1994.

23 SERFATY, Claudio Alberto. Participação na Banca de Tese de Doutorado de Edna Nanami Yamazaki
(Caracterização de Células de Muller e Células Ganglionares na Retina de Roedores e o Efeito da
Depleção de Células Ganglionares). 1994.

24 SERFATY, Claudio Alberto. Consultor ad hoc da CAPES. 2001.

25 SERFATY, Claudio Alberto. Efeito da Fentolamina no Tratamento de Disfunções Eréteis. 2000.

26 SERFATY, Claudio Alberto. Consultor ad hoc – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de
Janeiro – FAPERJ. 1988.

7.3 ORIENTAÇÕES CONCLUÍDAS

7.3.1 Dissertações de mestrado

1 BASTOS, Elisa Ferreira. Modulação Serotoninérgica Durante o Desenvolvimento e Plasticidade
Pós-Lesão do Sistema Visual de Roedores. 2000. Dissertação (Neuroimunologia) – Universidade Federal
Fluminense, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, (Orientador) Claudio
Alberto Serfaty.

2 CAMPELLO-COSTA, Paula. Óxido Nítrico Modula o Desenvolvimento e a Plasticidade das Conexões
Retinotectais. 1997. Dissertação (Ciências Biológicas (Biofísica)) – Universidade Federal do Rio de
Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico/DF, (Orientador) Claudio
Alberto Serfaty.

7.3.2 Teses de doutorado

1 CAMPELLO-COSTA, Paula. Papel de Mensageiros Retrógrados na Plasticidade Retinotectal. 2001. Tese
(Ciências Biológicas (Biofísica)) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de
Desenvolvimento Científico e Tecnológico/DF, (Orientador) Claudio Alberto Serfaty.

7.3.3 Monografias de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização

1 BASTOS, Elisa Ferreira. Estudo sobre mecanismos de plasticidade no sistema visual. 1997. Monografia
(Especialização Em Neurobiologia) – Universidade Federal Fluminense, (Orientador) Claudio Alberto
Serfaty.

2 CARVALHO, Monica Valle de. Papel de aminoácidos no desenvolvimento do sistema nervoso central:
maturação dos sistemas sensoriais, aprendizado e memória. 1997. Monografia (Especialização Em
Nutrição Social) – Universidade do Rio de Janeiro, (Orientador) Claudio Alberto Serfaty.

3 BAPTISTA, Laura Rangel. Mecanismos de desenvolvimento e plasticidade do córtex visual de
mamíferos. 1994. Monografia (Especialização Em Neurobiologia) – Universidade Federal Fluminense,
(Orientador) Claudio Alberto Serfaty.

7.3.4 Trabalhos de conclusão de curso de graduação

1 DAHER, André Bastos. Análise da Imunorreatividade de GAP-43 durante o desenvolvimento e após
manipulações experimentais. 2001. Trabalho de conclusão de curso (Medicina) – Universidade Federal
Fluminense, (Orientador) Claudio Alberto Serfaty.

2 MARCELINO, J. L. S. Papel da Fluoxetina na Plasticidade Natural e Induzida do Sistema Visual. 1999.
Trabalho de conclusão de curso (Medicina) – Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de
Desenvolvimento Científico e Tecnológico/DF, (Orientador) Claudio Alberto Serfaty.

3 FOSSE JR, A. M. Papel do ácido araquidônico na manutenção de topografia. 1999. Trabalho de
conclusão de curso (Medicina) – Universidade Federal Fluminense, (Orientador) Claudio Alberto Serfaty.

7.3.5 Iniciação científica

1 AMARAL, Angélica Rocha. Papel da Fluoxetina do desenvolvimento de projeções retinotectais. 2000.
Iniciação científica (Medicina) – Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de
Desenvolvimento Científico e Tecnológico/DF, (Orientador) Claudio Alberto Serfaty.

2 FREITAS, Marcela Rodríguez de. Papel de proteínas ligantes de cálcio na plasticidade retinotectal. 2000.
Iniciação científica (Medicina) – Universidade Federal Fluminense, (Orientador) Claudio Alberto Serfaty.

3 FOSSE-JÚNIOR, A. Papel do ácido araquidônico na manutenção de topografia. 1999. Iniciação científica
(Medicina) – Universidade Federal Fluminense, (Orientador) Claudio Alberto Serfaty.

4 MARCELINO, J. L. S. Papel da Fluoxetina na Plasticidade Natural e Induzida do Sistema Visual. 1998.
Iniciação científica (Medicina) – Universidade Federal Fluminense, (Orientador) Claudio Alberto Serfaty.

5 RIBEIRO, J. C. Plasticidade induzida por lesão no sistema visual: papel do óxido nítrico. 1998. Iniciação
científica (Medicina) – Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de Desenvolvimento
Científico e Tecnológico/DF, (Orientador) Claudio Alberto Serfaty.

6 JEOLAS, G. D. Desenvolvimento do sistema visual de roedores. 1995. Iniciação científica (Medicina) –
Universidade Federal Fluminense, (Orientador) Claudio Alberto Serfaty.

7.4 DEMAIS TRABALHOS

1 SERFATY, Claudio Alberto, DAHER, André Bastos. Expressão da GAP-43 em axônios retinotectais.
2000. (Iniciação Científica).

2 SERFATY, Claudio Alberto, KOSLINSKI, Liana Campello. Expressão de Calbindina no Colículo Superior
de Ratos. 2000. (Iniciação Científica).

3 SERFATY, Claudio Alberto, TEIXEIRA, Alessandra Cisne. Expressão de Fosfatases no Sistema Visual
de Roedores. 2000. (Tese de Mestrado).

4 SERFATY, Claudio Alberto, FREITAS, Marcala Rodríguez de. Expressão de Parvalbumina no Sistema
Visual de Roedores. 2000. (Iniciação Científica).

5 SERFATY, Claudio Alberto, KOSLINSKI, Liana Campello. Expressão imunocitoquímica da calbindina e
parvalbumina no colículo superior durante o desenvolvimento dos aferentes visuais. 2000. (Iniciação
Científica).

6 SERFATY, Claudio Alberto, CAMPELLO-COSTA, Paula. Papel de Mensageiros Retrógrados no
Desenvolvimento e Plasticidade Pós-Lesão do Sistema Visual de Mamíferos. 2000. (Tese de Doutorado).

7 SERFATY, Claudio Alberto, CAMPELLO-COSTA, Paula, LINDEN, Rafael. Plasticity of Retinotectal
Projections After Small Retinal Lesions in Newborn and Adult Rats. 2000. (arigo em preparação).

8 SERFATY, Claudio Alberto, BASTOS, Elisa Ferreira. Serotonina Modula o Desenvolvimento do Sistema
Visual de Mamíferos: papel de bloqueadores de recaptação. 2000. (Tese de Mestrado).

9 SERFATY, Claudio Alberto. Auxílio CNPq para viagem a 29ª reunião anual da Society for Neuroscience,
Miami. 1999. (Auxílios Financeiros).

10 SERFATY, Claudio Alberto. Auxílio FAPERJ para viagem a 29ª reunião anual da Society for
Neuroscience, Miami. 1999. (Auxílios Financeiros).

11 SERFATY, Claudio Alberto. Mecanismos de Plasticidade Neural. 1999. (Apresentação Oral ).

12 SERFATY, Claudio Alberto. Papel de Mensageiros Intercelulares e Serotonina na Plasticidade do
Sistema Nervoso Central. 1999. (Apresentação Oral ).

13 SERFATY, Claudio Alberto, COSTA, Paula Campello, FOSSE JR, Am. Papel de metabólitos de ácido
araquidônico na plasticidade de projeções retinotectais. 1998. (Apresentação Oral ).

14 SERFATY, Claudio Alberto. Membro do Núcleo de Neuroquímica e Biologia Celular da Retina –
PRONEX/MCT. 1997. (Auxílios Financeiros).

15 SERFATY, Claudio Alberto. Auxílio FAPERJ a Projeto de Pesquisa Mecanismos de Plasticidade de
Projeções Retinotectais. 1996. (Auxílios Financeiros).

16 SERFATY, Claudio Alberto. Auxílio intergrado CNPq para o desenvolvimento do projeto:
Desenvolvimento e Plasticidade do Sistema Retinotectal. 1995. (Auxílios Financeiros).

17 SERFATY, Claudio Alberto. Convênio UFF-FINEP, Departamento de Neurobiologia, referente à linha de
pesquisa Desenvolvimento e Plasticidade do Sistema Visual. 1994. (Auxílios Financeiros).

18 SERFATY, Claudio Alberto. Membro da Sociedade Brasileira de Neurciências e Comportamento. 1992.
(Filiação a Sociedades Científicas).

19 SERFATY, Claudio Alberto. Membro da Society for Neuroscience. 1992. (Filiação a Sociedades
Científicas).

20 SERFATY, Claudio Alberto. Abnormal Lamination of Retinotectal Pathways. 1989. (Apresentação Oral ).

21 SERFATY, Claudio Alberto. Auxílio financeiro do British Council para visita ao Deptartment of Human
Anatomy, University of Oxford. 1989. (Auxílios Financeiros).

22 SERFATY, Claudio Alberto. Bolsa da CAPES – Projeto Sanduíche. 1989. (Auxílios Financeiros).

23 SERFATY, Claudio Alberto. Auxílio-Viagem concedido pelo Instituto de Biofísica da UFRJ para a 17th
reunião da Society for Neuroscience, New Orleans. 1987. (Auxílios Financeiros).

8 INDICADORES DE PRODUÇÃO

Produção bibliográfica – 50

Artigos publicados em periódicos – 13
Completos – 10
Resumos – 3

Trabalhos em eventos – 37
Completos – 4
Resumos – 33

Produção técnica – 26

Trabalhos técnicos – 26

Orientações concluídas – 15

Dissertações de mestrado – 2
Orientador principal – 2

Teses de doutorado – 1
Orientador principal – 1

Monografias de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização – 3

Trabalhos de conclusão de curso de graduação – 3

Iniciação científica – 6

Demais trabalhos – 23

Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.