Como escolher um bom material de estudo para fisioterapia?

 

Esse é um ponto crucial dentro da área da saúde atualmente. Freqüentemente encontramos divergências em artigos, livros e outros materiais que abordam sobre uma mesma temática.  Qual a melhor modalidade de TENS, quantos Watts no Ultra-som, quantas repetições de um exercício, qual o valor da saturação…

Ah, mas meu professor falou X e o artigo fala Y! E agora José? Obviamente que essas dúvidas ainda não foram todas resolvidas, porém a literatura de tempos em tempos nos oferece possibilidades de uniformizarmos nossas práticas e terminologias.

Assim, nas nossas buscas por material científico, devemos nos atentar para os trabalhos de maior relevância e que são fruto de metanálises e revisões sistemáticas da literatura. No portal da BVS (http://regional.bvsalud.org/php/index.php) existe um espaço que é destinado à isso e chama-se portal de evidências (http://evidences.bvsalud.org/php/index.php?lang=pt). Ainda dentro do mesmo portal temos (http://cochrane.bvsalud.org/portal/php/index.php). Então fica a dica, quando pensar num tema, pesquise suas palavras chave dentro destes portais recomendados.

Ainda, dentro da nossa prática clínica, temos outros documentos que tendem a nos dar um embasamento mais preciso, assim quando for pesquisar sobre infarto agudo do miocárdio dentro de buscadores como o Google por exemplo, associe os termos – Guideline, Consenso, Diretrizes. Ou seja, ao invés de colocar uma palavra chave solta, associamos com esses termos, isso faz com que o motor de busca recupere documentos de maior qualidade.

Uma outra recomendação que deixo, é usar a terminologia Task Force (Força tarefa) juntamente com as suas palavras chave.

Grande abraço e até a próxima…

 

Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.