“Circuito de prevenção às dores na coluna vertebral” leva orientação gratuita à população

O dado é preocupante. Segundo a Organização Mundial da Saúde, 80% da população mundial têm, ou ainda terá, dores nas costas. Um estudo elaborado pelo professor da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca, no Rio de Janeiro, Alberto Najar aponta, ainda, que o problema é a doença crônica mais comum no país e atinge 36% dos brasileiros. E as informações não terminam por aí. No Brasil, as lesões da coluna vertebral são as responsáveis por considerada parte dos pedidos de aposentadoria, das licenças e afastamento do trabalho.

Atentos ao momento atual, a Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna (ABRColuna), em parceria com o Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral – ITC Ribeirão, promoverão a 2ª etapa do “Circuito de prevenção às dores na coluna vertebral” – que tem como tema central fomentar a prevenção às lesões nas costas por meio do conhecimento. O evento é gratuito, aberto à população e acontecerá na Praça XV de Novembro, na região central de Ribeirão Preto, no dia 29/11 (sábado), das 9h às 12h.

De acordo com o presidente da ABRColuna, o fisioterapeuta Helder Montenegro, reconhecido como um dos maiores especialistas em tratamento de coluna no Brasil, os projetos desenvolvidos pela Associação são valiosas para a população em geral. “Para os que já sofrem com dor na coluna, as orientações disponibilizadas são indispensáveis. As pessoas que ainda não reclamam do problema devem ter em mente que prevenção é fundamental”, afirma.

Segundo o diretor regional da ABRColuna, Giuliano Martins, o objetivo do circuito é o de alcançar o maior número de pessoas e, assim, contribuir com a saúde pública. “É necessário haver uma mudança nos hábitos para contornar um quadro cada vez mais preocupante. As dores nas costas limitam as ações e interferem consideravelmente na qualidade de vida”, explica.

Durante a programação, serão distribuídas cartilhas com textos sobre as posturas adequadas e quais devem ser evitadas ou corrigidas durante o trabalho, em casa, nos momentos de lazer e em viagens. Uma equipe de fisioterapeutas qualificados também fornecerá orientações aos interessados. “Muitas pacientes não procuram auxílio nos consultórios porque têm medo das cirurgias. Felizmente, o avanço tecnológico permite tratamentos cada vez mais eficientes, sem a necessidade de intervenções invasivas, como a Reconstrução Músculo-Articular (RMA), que apresenta resultados muito melhores”, destaca.

De acordo com Martins, a prevenção e a prática de exercícios físicos regulares são o caminho para uma vida saudável.

Sucesso de público

A primeira etapa do “Circuito de prevenção às dores na coluna vertebral” foi realizada em abril deste ano, no parque Luis Carlos Raya, na zona sul de Ribeirão Preto. No espaço, montado especialmente para o evento, famílias inteiras tiveram a oportunidade de tirar dúvidas sobre as principais lesões nas costas, como a hérnia de disco, lombalgia, dor ciática, entre outras.

Divina Pereira passeava pelo parque e aprovou a iniciativa do Circuito. “Foi prático receber esta orientação em um lugar tão agradável. Adoro aprender coisas novas e vou mostrar para minha família”, afirmou.

A educadora Luiza, que sofre com dores nas costas deixou o encontro otimista. “Este recurso possibilitou que eu tivesse acesso a uma informação relevante, finalmente acredito que vou conseguir uma solução para o meu problema”, disse.

O ciclista e comerciante Nilton Carlos também levou para casa uma das cartilhas. “A partir de agora tenho que mudar meus hábitos”, argumentou.

Serviço

2ª etapa do “Circuito de Prevenção às dores da coluna vertebral”

Local: Praça XV de Novembro – Centro – Ribeirão Preto
Data: 29 de novembro (sábado)
Horário: das 9h às 12h
Gratuito

Imagens relacionadas


O fisioterapeuta Giuliano Martins destaca que o Circuito tem o objetivo social de alertar a população sobre as lesões na coluna vertebral

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.