Bichectomia: Atuação do fisioterapeuta no pós operatório

O pós operatório em bichectomia deve ter atenção especial. O contorno facial cavadinho tão sonhado entre as candidatas pode não ser alcançado e o resultado final se resumir em formação de fibroses, aderências e limitações de movimento na abertura da boca. Sessões de drenagem linfática manual serão válidas somente para a redução do edema, mas não evitarão a formação de fibroses e não proporcionarão uma recuperação funcional. A mobilização tecidual e a terapia manual são essenciais para a reabilitação total da área, prevenindo ou tratando fibroses, possíveis aderências e limitações de movimento. Muitas manobras precisam ser realizadas no interior da boca.
 
Procure sempre um fisioterapeuta dermatofuncional especializado em pós operatório de cirurgias plásticas.

Dra. Glória Lourenço – CREFITO 2/ 180728-F

Fisioterapeuta pós-graduada em Fisioterapia Dermatofuncional.
Membro Especialista da Associação Brasileira de Fisioterapia Dermatofuncional – ABRAFIDEF.
Título de Especialista em Fisioterapia Dermatofuncional – ABRAFIDEF e COFFITO.
Colunista da Revista Eletrônica NovaFisio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.