AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA DA PARTURIENTE: COMO A AVALIAÇÃO PODE DIRECIONAR A TOMADA DE DECISÃO CLÍNICA?

Fisioterapeuta, chegou o Fisio.app | Aplicativo para fisioterapeutas. Baixe agora mesmo em www.fisio.app,

Dr. Alexandre Delgado (PE)

Professor da disciplina de Fisioterapia em Saúde da Mulher da UNIFACOL, Mestre em Fisioterapia UFPE, Doutorando em Saúde Integral IMIP e Coordenador da Liga Acadêmica de Fisioterapia em Obstetrícia LAFIO UNIFACOL.

Contextualização: Uma avaliação fisioterapêutica criteriosa durante o trabalho de parto é de extrema importância para uma boa tomada de decisão clínica, uma vez que, estamos diante de um momento que envolve aspecto físico, psicológico e emocional. Diante dessa complexidade, a falta de uma boa avaliação pode interferir negativamente nos desfechos maternos e neonatais. Por se tratar de um momento único e individual para cada mulher, o olhar terapêutico e um bom instrumento se faz necessário para que o fisioterapeuta consiga oferecer o recurso correto e na hora certa.

Desenvolvimento: Uma revisão sistemática da Cochrane, realizada por consultas aos especialistas e as puérperas, revelaram uma lista dos principais desfechos clínicos e importantes que elas gostariam que fossem avaliados (JONES et al., 2012). Essas avaliações devem ser feitas por meio de questionários e instrumentos validados. Um resumo dos instrumentos e questionários utilizados no trabalho de parto está listado na Tabela 1.

Tabela 1. Instrumentos e questionários utilizados no trabalho de parto.

DesfechosInstrumento e/ou questionárioPropriedades de Medida
Intensidade da Dor e Satisfação com o partoVisual Analogue Scale (VAS)
Ansiedade MaternaState-trait anxiety inventory (STAI)α: 0,830
DMI: 5 pontos
Fadiga MaternaMaternal Perception of Childbirth Fatigue Questionnaire (MCFQ)α: 0.85
DMI: 7 pontos
Cronbach’s alpha ( α )
Diferença Minima Importente (DMI)

Considerações finais: Uma boa avaliação no trabalho de parto, pode contribuir para a implementação de mais fisioterapeutas na assistência a parturiente. Além disso, teremos excelentes evidências dos benefícios dos recursos fisioterapêuticos nos desfechos maternos e neonatais.

Leitura complementar:

Delgado A, Oliveira PDNF, Góes PSA, Lemos A. Development and analysis of measurement properties of the “maternal perception of childbirth fatigue questionnaire” (MCFQ). Braz J Phys Ther. 2019;23(2):125-131. doi:10.1016/j.bjpt.2019.01.004

Delgado AM, Freire AB, Wanderley ELS, Lemos A. Analysis of the Construct Validity and Internal Consistency of the State-Trait Anxiety Inventory (STAI) State-Anxiety (S-Anxiety) Scale for Pregnant Women during Labor. Rev. Bras. Ginecol. Obstet. [Internet]. 2016 Nov [cited 2020 Aug 30] ; 38( 11 ): 531-537. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-72032016001100531&lng=en. https://doi.org/10.1055/s-0036-1593894.

Jones L, Othman M, Dowswell T, et al. Pain management for women in labour: an overview of systematic reviews. Cochrane Database Syst Rev. 2012;2012(3):CD009234. Published 2012 Mar 14. doi:10.1002/14651858.CD009234.pub2.

WEBCOBRAF

No período de Outubro/2020 a Fevereiro/2021, sob a organização do XXIII COBRAF, do 1st International Seminar on Innovative Learning and Healthcare Approaches in Physical Therapy, do 1° Encontro de Fisioterapia nos Distúrbios do Sono e dos eventos parceiros – 5º COBRAFISM, I COBRASFE e COBRASFIPICS, acontecerá o WEBCOBRAF, que consiste em uma série de webinars, que ocorrerão de quinze em quinze dias com diversos temas. Poderão participar do WEBCOBRAF sem custo adicional, todos os que estiverem inscritos no XXIII COBRAF até 5 dias antes de cada webnair. Não perca essa oportunidade! Garanta já a sua participação.

17 DE OUTUBRO

WEBCOBRAF – WEBINAR DE FISIOTERAPIA PEDIÁTRICA
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO EM FISIOTERAPIA NEUROFUNCIONAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM PARALISIA CEREBRAL COM BASE NA CIF
PALESTRANTES: PartiCipa Brasil & CanChild
17/10/2020 09h30min – 12h00min
Abertura – 5 min de duração
Palestras – 2 horas de duração
Peter Rosenbaum (CanChild, Canadá): F-words para o desenvolvimento da infância e a CIF
Kennea Ayupe (UnB, Brasil): Introdução à avaliação da criança e do adolescente no contexto da CIF
Paula Chagas (UFJF, Brasil): Avaliação dos fatores contextuais de acordo com core-sets da CIF
Robert Palisano (CanChild, USA)/ Hércules Leite (UFMG, Brasil)/ Ana Cristina Camargos (UFMG, Brasil): Avaliação do domínio da Atividade: GMFM, Challenge, Teste de Caminhada de 10 metros e PEDI-CAT
Ana Carolina de Campos (UFSCar, Brasil)/ Egmar Longo (UFRN-FACISA, Brasil): Avaliação do domínio de Participação: PEM-CY e YC-PEM
Aline Toledo (UnB, Brasil)/ Rafaela Moreira (UFSC, Brasil) /Rosane Morais (UFVJM, Brasil): Avaliação do domínio de Função Corporal: EASE, SRT, Teste de Caminhada de 6 minutos, FSA e Mini-mental
Discussão – 20 min de duração
Encerramento – 5 min de duração

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.