Avaliação cibernética de ângulos? O mundo se tornou prático!

A avaliação funcional para o fisioterapeuta é o mesmo que a maleta de ferramentas para o mecânico. Não dá pra viver sem ferramentas!

Quem avalia de forma inadequada não consegue tratar adequadamente por exemplo! Se um profissional não observa um edema provocado por uma contusão na região posterior da coxa direita, este profissional não conseguirá seguir o roteiro da avaliação determinando o tamanho do edema, o formato, a quantidade de líquido extravasado, a consistência do mesmo, se “mole” ou “duro”, se venoso ou linfático, se o mesmo é a causa da diminuição da amplitude articular do joelho e por aí vai!

Como em todo processo diagnóstico, o avaliador precisará seguir roteiros de avaliações, organização das ideias e entendimentos das variáveis pertinentes a cada caso estudado, e que na maioria das vezes se iniciará na anamnese geral com história clínica, exame físico, observação, palpação, testes gerais, testes específicos e exames complementares.

No caso de mensuração de ângulos, avaliação muito comum para o fisioterapeuta, existem no mercado diversos equipamentos desde goniômetros e inclinômetros analógicos/digitais, e atualmente diversos APP que rodam nas principais plataformas de celulares atuais. Mas o que é um APP? É um apelido dado para o termo “aplicativo” (que vem do inglês application). Você também pode ouvir outras formas de chamar o APP tais como: aplicativo para celular, aplicativo móvel ou aplicativo mobile.

Na década de 1980, a era tecnológica já mostrava seu poder e as grandes empresas de tecnologia nos ofereciam cada vez mais equipamentos para facilitar nosso dia-a-dia. Mas naquela época, tínhamos a unidade separada como formadora do todo. Como assim? Vou explicar. Eu possuía separadamente, um walkman para ouvir música, um Atari® para jogar river raid, um telefone doméstico para fazer ligações, uma calculadora para não ser pego de surpresa com a inflação, uma agenda eletrônica Cassio® para lembrar dos amigos e família, e um guiarex (na época de papel) para não me perder na cidade. Hoje temos o todo, formado por gadgets, que cabe na palma da mão e que chamamos de iPhone.

Para este post, separei um estudo utilizando um APP que em muito auxiliará o fisioterapeuta na avaliação de ângulos relativos. Trata-se de um estudo publicado em 2013 no Journal of Science and Medicine in Sport. Williams e seus colegas avaliaram a transferência de peso corporal anterior sobre o tornozelo também conhecido na língua inglesa como Weight bearing lunge test,

comparando dois instrumentos: o inclinômetro digital padrão com um APP grátis (tiltmeter) baixado na Apple iPhone Store.

Os autores concluíram que o uso do APP titlmeter é uma ferramenta confiável e de baixo custo para mensurar a amplitude de movimento de tornozelos, embora ainda carecêssemos de mais estudos para garantir a mesma acurácia em outras articulações do corpo humano.

Então, porque já não irmos testando em nossos consultórios e clínicas esta engenhoca moderna? Eu já instalei no meu iPhone e estou utilizando-o! Para quem possui outra plataforma existem vários outros similares no mercado e grátis ou com baixo custo. Visitem a Google Play ou Windows Phone Store, baixe uma versão e deixe aqui no post seus comentários.

Até a próxima, rumo ao futuro!

Dr. Vagner Sá | E-mail: vagner.neuro@gmail.com

Ciência, tecnologia e fisioterapia.

Fisioterapeuta e Biólogo formado pela Universidade Castelo Branco (UCB) com doutorado em ciências/neurociência/clínica médica na UFRJ.

Costuma ter insights sobre fisioterapia e ferramentas que o fisioterapeuta pode utilizar no presente e futuro

 

Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.