Colega Fisioterapeuta. Será que estamos nos anunciando bem?

Passeando pelas redes sociais observamos inúmeros anúncios de colegas da área da saúde, explorando,  essencialmente, a área educacional. São centenas de cursos voltados para o aprimoramento técnico do acadêmico/profissional. Será que tais públicos são os únicos a “comprarem nossos serviços”?
O profissional/empresa de saúde pode encontrar vários nichos de mercado se não vejamos:

• Clientes com disfunções na coluna;
• Clientes corredores de rua;
• Clientes grávidas;
• Clientes que necessitam de estomatoterapia (tratamento de feridas);
• Clientes com disfunções respiratórias;
• Clientes sedentários onde tudo dói;
• Clientes que necessitam de atendimento domiciliar (homecare);
• Clientes que necessitam de um serviços próximos à sua residência;
• Clientes que somente poderão usufruir dos serviços caso esse seja credenciado por sua OPS.

Definir o público alvo é primordial para que façamos o investimento certo no momento certo e com os recursos certos.

No Método Canvas é a etapa 2, seguida da Proposta de Valor.

É bem conhecido que o usuário do Facebook é, em sua maioria,  jovem ou adulto, mas que esses possuem, também, outros laços que podem necessitar de serviços de saúde.

É interessante lembrar, também,  que o Código de Ética descreve algumas normas:

Resolução 424, de 8 de julho de 2013

Artigo 10º – É proibido ao fisioterapeuta:
V – divulgar, para fins de autopromoção, declaração, atestado, imagem ou carta de agradecimento emitida por cliente/paciente/usuário ou familiar deste, em razão de serviço profissional prestado;
Artigo 32º – É proibido ao fisioterapeuta:
III – fazer referência a casos clínicos identificáveis, exibir cliente/paciente/usuário ou sua imagem em anúncios profissionais ou na divulgação de assuntos fisioterapêuticos em qualquer meio de comunicação, salvo quando autorizado pelo cliente/paciente/usuário ou seu responsável legal.

Hoje muitos anúncios terão como único objetivo “marcar presença” no mercado.

Um boa assessoria de marketing pode realizar esse trabalho.

Abraço a todos,
Luis Henrique Cintra

2 comentários em “Colega Fisioterapeuta. Será que estamos nos anunciando bem?”

  1. Belo texto. Ainda estou na faculdade, parece que foi ontem que vi o código de ética inteiro… De fato, essas possibilidades que o senhor comentou podem ser exploradas.

    1. Obrigado Felipe, vamos compartilhar nossas idéias. Nosso amigo Oston criou um aplicativo da revista Novafisio que vai, em tempo real, fomentar a comunicação entre os Fisioterapeutas no Brasil, baixe o aplicativo e compartilhe com seus amigos. Abaços

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.