ANALISE DA MELHORA DA QUALIDADE DE VIDA APÓS INTERVENÇÃO DO LASER DE BAIXA INTENSIDADE NA FLACIDEZ CUTÂNEA ABDOMINAL PÓS GESTAÇÃO

Analysis of Quality of Life Improvement After Low Intensity Laser Intervention in Abdominal Skin Flaccidity Post Pregnancy

Laser de Baixa Intensidade na Flacidez Cutânea

Stella Pelegrini Avancini¹, Patricia Pereira Alfredo², Lilian Bosqui Coelho³
(RA:C69FBI-6)

Lilian Bosqui Coelho
Endereço para correspondência: Rua Dom Thomas de Noronha, 34
CEP:02877-040 Vila Nova Cachoeirinha,São Paulo-SP
Telefone: (11)98973-0808
Correio Eletrônico: lilianbosqui@hotmail.com

1-Mestre em Fisioterapia pela Universidade Cidade de São Paulo (UNICID);
Docente do Curso de Fisioterapia da Universidade Paulista (UNIP);
2-Pós Doutora em Fisioterapia pela Universidade de São Paulo (USP);
Docente do Curso de Fisioterapia da Universidade Paulista (UNIP);
3-Graduanda do Curso de Fisioterapia da Universidade Paulista (UNIP)

Os autores declaram não haver conflito de interesses.

Universidade Paulista
Curso de Fisioterapia- Campus Marquês
2019

RESUMO
INTRODUÇÃO: Na flacidez cutânea o comportamento viscoelástico está comprometido, sendo que o limite elástico foi ultrapassado, algumas vezes gerando até o rompimento das fibras dérmicas causado pela necessidade de maior extensibilidade dessa fibra, devido ao aumento abdominal ocorrido na gestação.4 OBJETIVO: O presente estudo teve como objetivo realizar um estudo de caso, para verificar se o LBI melhora o aspecto da flacidez cutânea abdominal pós gestacional, com efeito positivo na melhora da qualidade de vida. MÉTODO: Após aprovação do comitê de ética, o presente estudo foi realizado com uma voluntária apresentando flacidez abdominal cutânea pós gestacional com idade de 55 anos, saudável, praticante de atividades físicas regulares, e hábitos alimentares saudáveis; Foi realizado a intervenção com LBI utilizando caneta Hélio Neônio 660nm, com dose de 5J/ponto num quadrante de 20cm²,utilizando técnica pontual de contato, a mesma foi avaliada préviamente ao início das aplicações utilizando questionário de auto avaliação de Rosemberg, escala de silhuetas Stunkard, o SF36, e registro fotográfico da região, a avaliação foi repetida, durante o tratamento e após o término do tratamento. RESULTADOS: O resultado dos questionários foi positivo nesta intervenção, e elucidado pela aparência visual apresentada nos registros fotográficos, demonstrando resultado satisfatório da técnica utilizada. CONCLUSÃO: Dentro do exposto houve melhora relatada pela voluntária, nos quesitos de melhora da aparência do tecido em aspecto visual, melhora da textura da pele, em aspecto tátil, melhora da firmeza da pele, em aspecto tátil, melhora da autoestima, em aspecto psicológico, melhora da aceitação corporal, em aspecto visual de contorno corporal. Evidenciando uma técnica eficaz.

Descritores: Laser, Pós gestacional, Regeneração, Flacidez Cutânea, Qualidade de vida.

ABSTRACT
INTRODUCTION: In skin flaccidity, the viscoelastic behavior is compromised, and the elastic limit has been exceeded, sometimes even causing the rupture of the dermal fibers caused by the need for greater extensibility of this fiber, due to the abdominal increase that occurred during pregnancy.4 OBJECTIVE: The present This study aimed to conduct a case study to verify whether the LBI improves the aspect of abdominal skin flaccidity after pregnancy, with a positive effect on improving quality of life. METHOD: After approval by the ethics committee, the present study was carried out with a volunteer with 55 years of gestational cutaneous abdominal flaccidity, healthy, practicing regular physical activities, and healthy eating habits; The intervention was performed with LBI using a Helium Neônio 660nm pen, with a dose of 5J / point in a 20cm² quadrant, using a point contact technique, it was evaluated prior to the beginning of the applications using Rosemberg’s self-assessment questionnaire, Stunkard silhouette scale , SF36, and photographic record of the region, the evaluation was repeated, during treatment and after the end of treatment. RESULTS: The result of the questionnaires was positive in this intervention, and elucidated by the visual appearance presented in the photographic records, demonstrating a satisfactory result of the technique used. CONCLUSION: Within the above, there was an improvement reported by the volunteer, in terms of improving the appearance of the tissue in visual aspect, improvement of skin texture, in tactile aspect, improvement of skin firmness, in tactile aspect, improvement of self-esteem, in psychological aspect , improvement of body acceptance, in visual aspect of body contour. Evidencing an effective technique.

Descriptors: Laser, Post-pregnancy, Regeneration, Skin Flaccidity, Quality of life.

INTRODUÇÃO
No período gestacional, ocorrem várias alterações anatômicas e fisiológicas no corpo da gestante e essas mudanças são geradas principalmente pela modulação dos hormônios no corpo da mulher, gerando capacitação ao organismo para gerar a nova vida e como consequência haverá alterações na massa corporal, com ganho de peso devido ao aumento do tamanho do útero e das mamas, sendo possível devido a extensibilidade do tecido conjuntivo gerada pela relaxina, que torna os tecidos mais frouxos e permite acomodar o feto dentro do útero.1

No período pós gestacional, é possível retornar ao peso anterior, ganhando um contorno corporal satisfatório, porém a flacidez cutânea persiste, afetando a auto estima de modo que a mulher opta por outros hábitos de vida, como deixar de ir à lugares e principalmente, mudar seu vestuário devido ao incômodo gerado por afecções inestéticas corporais como a flacidez cutânea.² Além de gerar o desconforto com a imagem corporal, gera também, comprometimento psicológico e de auto estima.³

Na flacidez cutânea o comportamento viscoelástico está comprometido, sendo que o limite elástico foi ultrapassado, por vezes gerando até o rompimento das fibras dérmicas causado pela necessidade de maior extensibilidade dessa fibra, devido ao aumento abdominal na gestação.4

Desta forma, a procura por tratamentos estéticos vêm aumentando e a fisioterapia é uma opção para a reabilitação. Dentre os recursos mais utilizados encontram-se a radiofrequência, crioterapia, endermoterapia e o laser de baixa intensidade (LBI).5

O LBI é um recurso de fototerapia que provoca diversos efeitos em vários tipos de tecido humano, sendo indicado e comprovado cientificamente para diversos tipos de reabilitação de disfunções músculo esqueléticas como tendinites, bursites, mialgias, ulcerações, artroses, e dentro do campo dermatofuncional é utilizado no tratamento de acne, controle de inflamações dérmicas localizadas, na cicatrização de ulceras e escaras, dermatites e flacidez cutânea, dentre várias outras disfunções6.

O LBI é um recurso muito utilizado pela fisioterapia como abordagem para cicatrização, pelos efeitos biomoduladores, podendo também auxiliar na reabilitação da flacidez cutânea.7

Há poucos estudos na área de dermatofuncional que abordam o LBI nessa intervenção, flacidez pós gestacional. Desta forma acredita-se que o LBI pode ser um recurso que através de seus efeitos biomoduladores, como maior estimulação dos fibroblastos à uma maior deposição de fibras de colágeno, possam retrair a pele ao ponto de produzir melhora tecidual da flacidez cutânea, sendo assim gerando melhora em conjunto da flacidez da auto estima e da qualidade de vida.8

A flacidez não é uma afecção inestética exclusiva da gestação, mas ocorre também de forma fisiológica na maturação dos tecidos biológicos assim como ocorre com todos os tecidos e órgãos do corpo humano.9

O presente estudo teve como objetivo realizar um estudo de caso, para verificar se o LBI melhora o aspecto da flacidez cutânea abdominal pós gestacional, consequentemente promovendo melhora da qualidade de vida.

MÉTODO
O presente estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Paulista – UNIP.

Após a aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa e assinatura do termo de consentimento livre e esclarecido, foi recrutado uma voluntária para o estudo, de caso.

A voluntária do estudo, se enquadrou nos critérios de seleção, tem 55 anos de idade, apresentando flacidez cutânea abdominal, devido gestação(es). A voluntaria é saudável não apresentando nenhuma patologia e contraindicação para o tratamento, praticante regular de atividade física e com hábitos de vida saudável e alimentação equilibrada.

A intervenção é o laser de baixa intensidade, vermelho, (Hélio Neônio 30MW), com comprimento de onda de 660nm, utilizando uma energia de 5J/por ponto. A técnica é pontual de contato na região da flacidez cutânea abdominal,10 sendo considerado a área de aplicação 5 cm acima da cicatriz umbilical, 5 cm abaixo da cicatriz umbilical, 5 cm à direita da cicatriz umbilical, e 5 cm à esquerda da cicatriz umbilical, totalizando 16 pontos de aplicação, com total de 80J /20cm² A área foi devidamente demarcada com lápis próprio para demarcação na cor branca para não haver influencia na intervenção, está apresentada a demarcação através de registros de imagem, conforme ilustração.(Figura I e II).

Figura I. Aplicação LBI, Ajuste do aparelho.
Figura II. Demarcação da área antes da aplicação

A voluntaria foi avaliada pelo mesmo avaliador antes, durante e após a intervenção.

Como instrumento de avaliação foi utilizado a fotografia da região à ser tratada e foi aplicado questionários de auto avaliação. A avaliação foi realizada da mesma forma, em três momentos na 1º sessão, na 5º sessão e ao término das 10 sessões.

As sessões foram realizadas na clínica de saúde da Universidade Paulista, uma vez por semana, totalizando 10 sessões. Anteriormente a primeira aplicação a voluntaria foi submetida aos questionários de avaliação da imagem corporal Escala de Silhuetas de Stunkard (Anexo 1), que sugere ao avaliador a imagem corporal e satisfação corporal do próprio avaliado, figura mental de si mesma.11 Questionário de auto estima Rosenberg, avalia o grau de auto estima da voluntaria é uma auto avaliação que mensura as associações sentimentais e o pensamento próprio atribuindo a si mesmo o seu valor e competência e a partir da visão própria elege metas e expectativas a si próprio, a interpretação do questionário é realizada analisando os resultados entre as questões positivas e negativas, observando que os itens 3, 5, 8, 9 e 10, são calculados inversamente, subtraindo a pontuação obtida, e os itens 1, 2, 4, 6 e 7, são calculados positivamente.12 O questionário de Qualidade de Vida (SF36) tem o objetivo de avaliar a qualidade de vida em amplo aspecto abordando vários domínios avaliados isoladamente dentro do mesmo questionário, são os domínios que fazem parte da Qualidade de vida das pessoas, como um composto de achados, são eles: capacidade funcional, limitação por aspectos físicos, dor, estado geral de saúde, vitalidade, aspectos sociais, limitação por aspectos emocionais e saúde mental. Através do SF36, são somadas as pontuações de diferentes domínios que contribuem para analisar a qualidade de vida do participante em formato de questões de caráter pessoal, o participante pode pontuar até 100 pontos, sendo que quanto maior o valor obtido nos resultados maior é a qualidade de vida do participante.13
Antes da primeira aplicação foram documentadas fotos que expressam a aparência visual da área tratada em posição ortostática, logo em seguida o registro fotográfico do resultado final após a última aplicação sucessivamente dispostos na ilustração dos resultados.
Também foi realizado a perimetria da área tratada. A perimetria foi utilizada como critério secundário, não caracterizando-a como instrumento de avaliação direto da flacidez.

A análise dos dados foi somente descritiva utilizando o programa Excel 2010, apresentando os valores pré e pós tratamento em tabelas e aspecto visual em foto.

RESULTADOS
O questionário de autoavaliação da imagem corporal demonstrou melhora da auto estima, e da auto imagem da paciente, sendo que ao início do estudo a voluntária se declarou na posição 5 com expectativa em alcançar a posição 1, na segunda avaliação a voluntária se declarou na posição 3 com expectativa em alcançar a posição 1, na última avaliação a voluntária se declarou na posição 2 com expectativa em alcançar a posição 1, ou seja, ao final do estudo a voluntária apresentou melhora na sua autoavaliação da imagem corporal, apresentando melhora da posição 5 para a posição 2, totalizando ganho de 3 pontos. Conforme demonstrado na figura III a 1º avaliação, a 2º avaliação, e a 3º avaliação, como segue na figura III.

Figura III. 1º avaliação: conforme demarcado E= expectativa, A = imagem atual.
Figura III. Avaliação conforme demarcado E = expectativa, A = imagem atual.
Figura III. 3º avaliação conforme demarcado E = expectativa, A = imagem atual.

O questionário de auto estima de Rosenberg também apresentou melhora em seus resultados; A pontuação pode variar de 10 a 40 pontos sendo que quanto maior o resultado, maior a autoestima da participante, na primeira e segunda avaliação a voluntaria pontuou 34 pontos, e na última avaliação a voluntária pontuou 39 pontos, demonstrando assim melhora da auto estima da voluntária, com melhora de 5 pontos; como os dados estão apresentados no gráfico 1, segue cópia do questionário em anexo. (anexo 1).

Gráfico I. resultados das avaliações Rosenberg.

Em relação aos resultados obtidos através do questionário de qualidade de vida SF36, não houve diferenças significativas entre os domínios como demonstrado na tabela 1, sendo que na média o melhor resultado foi na segunda avaliação. Dentre os resultados observa-se, melhora da capacidade funcional, em 10 pontos, não se observa diferenças em limitação por aspectos físicos, todas as avaliações pontuaram 100, melhora da dor, em 32 pontos, oscilação da pontuação no quesito estado geral de saúde, apresentando queda de 5 pontos, melhora da vitalidade, em 5 pontos, oscilação no quesito de aspectos sociais, com queda de 12,5 pontos, melhora da limitação por aspectos emocionais, em 33 pontos e oscilação nos resultados do quesito de saúde mental, com queda de 8 pontos. Como apresentado na tabela 1.

Legenda: CF- capacidade funcional, LAF – limitação por aspectos físicos, EGS – estado geral de saúde, VIT – vitalidade, AS – aspectos sociais, LAE – limitação por aspectos emocionais, SM – saúde mental.

Após averiguação dos dados levantados em formato de questionário, ocorreu o registro fotográfico, segue a avaliação visual fotográfica da área tratada, as imagens seguiram o padrão de 30 cm de distância e foi solicitado a voluntária permanecer com os membros superiores abduzidos aproximadamente a 90º, as imagens retratam a aparência pré tratamento, peri tratamento e pós tratamento consecutivamente, conforme ilustrado na Figura IV. As imagens colhidas demonstram as modificações ocorridas devido ao tratamento, observa-se a melhora do aspecto da flacidez cutânea, conforme 12 relatado pela voluntaria, averiguado nas fotos registradas respectivamente antes, após a quinta aplicação e após o termino do tratamento.

Figura IV. Registros da esquerda para a direita demonstrando antes da intervenção, após a quinta aplicação, e após o termino do estudo.
Figura IV. Registros da esquerda para a direita demonstrando antes da intervenção, após a quinta aplicação, e após o termino do estudo.
Figura IV. Registros da esquerda para a direita demonstrando antes da intervenção, após a quinta aplicação, e após o termino do estudo.

A perimetria foi realizada apenas como instrumento de avaliação secundária, não sendo considerada como critério de avaliação da flacidez cutânea. No 13 resultado da perimetria ocorreu redução de aproximadamente 6,4cm, sendo o valor achado o resultado da somatória das três regiões de medida estabelecidas respectivamente, circunferência abdominal alta (acima da cicatriz umbilical), circunferência abdominal média (sobre a cicatriz umbilical), circunferência abdominal baixa (abaixo da cicatriz umbilical). Diante do resultado exposto pela perimetria pode-se constatar que houve uma redução de diâmetro da circunferência abdominal, porém com oscilações, não podendo padronizar um resultado extremamente uniforme da presente amostra. Conforme demonstra o grafico2.

Gráfico 2. Medidas de perimetria demonstrando na circunferência abdominal alta aumento de 1 cm da primeira aferição para a última aferição; Na ircunferência abdominal média redução de 3,5cm; Na circunferência abdominal baixa redução de 2,9cm

Mesmo com distintas ferramentas de avaliação os resultados se mostraram positivos dentro do objetivo do estudo.

DISCUSSÃO
A flacidez cutânea pode resultar em aspectos emocionais negativos nos indivíduos acometidos, podendo comprometer a qualidade de vida dessas pessoas, o que mostra nos resultados do presente estudo, no qual a voluntária através dos métodos de avaliação utilizados, escala de auto imagem de Stunkard, demonstrou que antes do tratamento a mesma se classificou na posição 5, e após o término das intervenções a mesma se reavaliou, classificando-se na posição 2, o que demonstra referida melhora da visualização da sua auto imagem corporal.
A escala de silhuetas de Stunkard foi utilizada no estudo de Kakeshita e Almeida 2006 14 onde foram avaliados estudantes universitários em relação a sua auto percepção corporal relacionado ao índice de massa corporal (IMC), onde foi evidenciado que mulheres eutróficas ou com sobrepeso superestimaram sua imagem corporal, transparecendo nesse estudo a insatisfação com a imagem corporal, demonstrando a preocupação e o desconforto dessas pessoas, por não alcançarem a imagem corporal desejada.14 Afetando dessa forma a qualidade de vida dessas pessoas, diante desse estudo foi verificado que a escala demonstra um aspecto fidedigno para avaliar a autoimagem, o que para o presente estudo é importante, devido ter como objetivo, além de avaliar a aparência física, a melhora da qualidade de vida.14 Na pesquisa por intervenções utilizadas no tratamento da flacidez cutânea abdominal pós gestação o que há disponível abundantemente na literatura é a intervenção através da radiofrequência, porém não pode-se comparar os achados nesse estudo com esse tipo de intervenção por se tratar de formas terapêuticas diferentes.15 Não há estudos práticos do LBI para tratamento de flacidez cutânea, com a mesma metodologia apresentada, dificultando a comparação desse estudo com achados de outros autores. Porém, estudos realizados em flacidez facial com a utilização do LBI, apresentaram resultados satisfatórios no recrutamento de fibras proteicas, melhorando a qualidade flácida da pele (Wolfenson et al 2016).16 Resultados semelhantes com o LBI também foram relatados por (Santos et al 2019)17 15 Recentemente estudos verificaram os efeitos biomoduladores na utilização da ledterapia, sendo utilizado comprimento de onda de 650nm variando da cor azul até a cor vermelha, sendo essa cor a qual tem a função de estimular as fibras de colágeno. 18 A partir das evidências científicas dos efeitos biomoduladores da emissão de luz laser sobre o tecido biológico, foi despertado o interesse em realizar o presente estudo, se tratando de uma afecção inestética de difícil desfecho
positivo em diversas intervenções estudadas. Evidenciando os efeitos benéficos da emissão de luz laser sobre os tecidos como, ativação da microcirculação, produção de novos capilares, efeitos analgésicos, anti-inflamatórios, estímulos a regeneração celular e estímulos ao crescimento celular, projetou-se o presente estudo para delinear uma melhor forma de tratamento observando os resultados de aplicações nesta interveção.18
Referente ao resultado do presente estudo para regeneração da flacidez cutânea, pode-se observar através da fotografia melhora do aspecto da pele visualmente, melhora da textura da pele em aspecto tátil, melhora da retração cutânea apresentando melhor consistência do tecido resultando numa pele mais firme, melhora da auto estima em aspecto psicológico, melhora do contorno corporal resultando em melhor aceitação corporal e melhora da imagem corporal, todo esse conjunto de achados no resultado contribui para um melhor estado físico da área submetida ao tratamento, melhora da auto estima da participante e melhora da qualidade de vida. Esse conjunto de achados pode ser justificado devido o LBI realizar biomodulação celular através da luz aplicada sobre o tecido biológico19 , estímulos de regeneração celular, ativação mitocondrial, aumento da oxigenação dos tecidos, intensificando a reabsorção de fibrina e colágeno20, justificando os achados positivos do presente estudo.21 Vale ressaltar, que os estudos de LBI com efeito biomodulador, são geralmente realizados in vitro ou para cicatrização, pouco estudado em tecido integro, como em flacidez cutânea, o que dificulta a evidência científica proposta portando, outros estudos nesse aspecto são importantes para resultados mais fidedignos. 16 As limitações deste estudo foram não haver ferramentas de avaliação fidedigna, ou seja, as avaliações se limitam a ser subjetivas. Diante do exposto, pode-se pensar em desenvolver melhores ferramentas de avaliação nessa afecção específica. Outro limitante foi se tratar de um estudo de caso sendo melhor evidenciado os resultados em um estudo longitudinal. Os resultados despertam outras questões como, idealizar tempo de aplicação e/ou prolongar o tempo de tratamento, seria uma opção para obter melhores resultados, há ser verificado em estudos futuros. Outro fator seria avaliar se os resultados perduram e por quanto tempo, pós tratamento.

CONCLUSÃO
O laser de baixa intensidade foi eficaz na redução da flacidez abdominal pós-gestacional, consequentemente melhorando a autoestima da voluntária e sua qualidade de vida nesse estudo de caso. Mais estudos com um maior número de voluntários são necessários para melhor significância dos resultados.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
1-Guyton A; Tratado de Fisiologia Médica,9ºed. Rio de Janeiro, Guanabara

2-Borges TA; Cuidados com a Pele na Gestação: revisão de literatura. GOIANIAGO. Pag.5

3- Martins AB, Ri-beiro J, Soler ASG. Proposta de exercícios físicos no pós-parto: um enfoque na atuação do enfermeiro obstetra. Invest Educ Enferm.2011;29(1): 40 – 45.

4- Mendonça RSC; Rodrigues GBO. As Principais Alterações Dermatológicas em pacientes obesos. Arq.Bras Cir Dig. 2011;24(1):68-73.

5-Dermatini E; Deon KC; Simões NP. Atuação da Fisioterapia Dermatofuncional na Flacidez Cutanea e musc.abdominal em mulheres no puerpério. Ver Bras Terap e saúde 6(1):13-19,2015.

6- Souza NL; Mejia MPD -Eficácia da laserterapia como recurso fisioterapêutico em úlceras do pé diabético Pós-graduação em Fisioterapia em Ortopedia e Traumatologia – Faculdade Sul Americana/FASAM

7-Piva Jaac; Silva vs; Abreu emc; Niclolau ra; Ação da Terapia com Laser de Baixa Potencia nas Fases Iniciais do Reparo Tecidual: Principios Básicos. An Bras Dermatol.2011;86(5): 947-54.

8-Campos V; de Mattos RA; Fillippo A; Torezan AL Laser No Rejuvenescimento Facial, Surgical & Cosmetic Dermatology, 2009;1(1):29-36

9-Couto JPA, Nicolau RA, Estudo do Envelhecimento da Derme e Epidermerevisão bibliográfica, VII Encontro Latino Americano de PósGraduação – Universidade do Vale do Paraíba pág 2035-2038.

10-Guirro E;Guirro R; FisioterapiaDermatoFuncional; Manol 3ºed.2014pag.209-222.

11-Cortes MG, Meireles AL,Friche AAL, Caiaffa WT, Xavier CC; O Uso de escala de silhuetas na satisfação corporal de adolescents,Cad Saúde Pública,RJ 29(3) 2013 427-444

12-Sbicigo JB; Bandeira DR; Dell’Aglio DD; Escala de Autoestima de Rosemberg (EAR): Validade factorial e consistência interna;Psico-USF,v.15,n.3,p.395-403, set./dez.2010

13-Laguardia J,Campos MR, Travassos C, Najar AL,Anjos Lados,Vasconcellos MM; Brazilian normative data for the Short Form 36 questionnaire, version 2 Rev Bras Epidemiol 2013; 16(4): 889-97 19

14-Kakeshita IS; Almeida SS, Relationship between body mass index and selfperception among university students; Rev Saúde Pública 2006;40(3):497-504

15-Tagliolatto S; Radio Frequency: a non-invasive method for treating cutaneous sagging and the body contour, Surg Cosmet Dermatol 2015;7(4):332-8.

16-Wolfenson M, Ferreira FLD, Laser de diodo 975nm no tratamento fototermico da flacidez cervicofacial, Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) 2016

17-Santos, A R B; O uso do laser não ablativo no rejuvenescimento facial. Scire Salutis, v.9, n.1, p.43-49, 2019.

18-Salomão A de A, Treatment of localized fat and gynoid lipodystrophy withcombination therapy: multipolar radiofrequency, red LED,pneumatic
endermologie, and cavitational ultrasound, Surgical & Cosmetic Dermatology, vol. 4, núm. 3, 2012, pp. 241-246

19-Cavalcanti TM,Catão MHCV, Lins RDAU, Barros AQA, Feitosa APA, Knowledge of the physical properties and interaction of laser with biologicaltissue in dentistry, An Bras Dermatol. 2011;86(5):955-60.

20- Patriota, R. Laser um aliado na dermatologia. Revista De Medicina, (2007)86(2), 64-70.

21-Andrade FSSD, Clark RMO, Ferreira ML; Efeitos da laserterapia de baixa potência na cicatrização de feridas cutâneasRev. Col. Bras. Cir. vol.41 no.2 Rio de Janeiro Mar./Apr. 2014 20.

Anexo 01
###################


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.