Alguém dá importância ao arquivamento do PL 05979/2009?

Colunista geraldo-barbosa
.

O Projeto de Lei do Piso Salarial dos Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais, sofreu em 31 de janeiro deste ano o seu segundo arquivamento, nos termos do Art. 105 do Regimento Interno da Câmara dos Deputados, cujo teor transcrevemos: ” Art. 105. Finda a legislatura, arquivar-se-ão todas as proposições que no seu decurso tenham sido submetidas à deliberação da Câmara e ainda se encontrem em tramitação, bem como as que abram crédito suplementar, com pareceres ou sem eles, salvo as:

I – com pareceres favoráveis de todas as Comissões;
II – já aprovadas em turno único, em primeiro ou segundo turno;
III – que tenham tramitado pelo Senado, ou dele originárias;
IV – de iniciativa popular;
V – de iniciativa de outro Poder ou do Procurador-Geral da República.
Parágrafo único. A proposição poderá ser desarquivada mediante requerimento do Autor, ou Autores, dentro dos primeiros cento e oitenta dias da primeira sessão legislativa ordinária da legislatura subsequente, retomando a tramitação desde o estágio em que se encontrava.”

O primeiro arquivamento ocorreu em 31/01/2011pela Mesa Diretora da Câmara (MESA) co publicação no dia 01/02/2011. Em 16/02/2011 foi desarquivado em conformidade com o requerimento nº 197/2011 do Deputado Mauro Nazif.

Resta saber, daqui pra frente, qual o andamento do PL, que em 31/11/2014 estava na Comissão de Finanças e Tributação, com parecer do Relator Deputado Dr. Ubiali: “Pela compatibilidade e adequação financeira e orçamentária  com aumento ou diminuição de receita ou de despesa pública, não cabendo pronunciamento quanto à adequação financeira e orçamentária da Emenda da Comissão de trabalho, de Administração e Serviço Público.”

Até agora, nenhum pronunciamento favorável ao desarquivamento foi anunciado, pelo menos nas fontes acessadas,  correndo a Categoria o risco de assistir ao arquivamento definitivo, o que seria lastimável.

Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

1 comentário em “Alguém dá importância ao arquivamento do PL 05979/2009?”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.